Etiqueta: #EleiçõesSporting

O LADO B DOS CANDIDATOS EM 6 FAIXAS

1. FILMA AÍ A FIVELA

Um tema de Frederico Varandas. Nesta música mostra como é o aproveitador do escândalo de Alcochete e um dos principais culpados das 3 últimas derrotas do Sporting Clube de Portugal. Que é um homem que “abandonou” o navio como um cobarde, como fazia no Afeganistão onde a cada ataque se colocava por baixo da primeira secretaria ou cama que houvesse perto dele.

Varandas, conhecido pela sua brilhante intervenção, sorrindo alegremente, no filme e música de “Mostra aí a fivela”, afirma que o Sporting tem que ir todos os anos à Liga dos Campeões! E diz muito bem!

Mas para isso o médico (neste caso foi ele) não pode dar o OK ao treinador para pôr jogar, nos últimos 2 e decisivos jogos, um jogador em sub-rendimento – William e outro lesionado – Piccini.

Varandas, Jorge Jesus e os seus amigos (GAJ – Grupo Amigos de Jesus – Ricciardi, Paulo Abreu, Rogério Alves, (…) ) fizeram o Sporting Clube de Portugal perder uma Taça de Portugal e cerca de 40 milhões por não irmos à Liga dos Campeões.

Este Varandas e os GAJ são uns hipócritas, e os que trabalhavam no SCP acumulam ser ainda uns incompetentes.

Este veterano de Alcochete anda a mentir, pagando almoços aos funcionários, aos cinquentenários e aos núcleos, mas não lhes disse que começou a montar este golpe quando em 2016 recupera o número antigo de Sócio ficando com -1 no final do mesmo, que só desaparece com a renumeração e esta não foi ainda feita. Mas dizem-me que já tem -0… Milagres do São Varandas…

Teve 2 anos a envenenar jogadores, equipa técnica, a comunicação social… Um verdadeiro bufo reles e difamador.

E a equipa… ou inúteis ou dos maiores culpados destes 20 anos de vergonha total como o Rogério Alves – a ponte entre os 6 candidatos, mais de Godinho Lopes, mais de Sobrinho e mais dos processos disciplinares ao CD (achava que nós não sabíamos?);

2. O NOVO BRUNO SOU EU

João Benedito canta um dos seus maiores êxitos onde mostra que é dos maiores hipócritas que já existiram no Sporting.

Lixou todo o balneário do Futsal quando começou a não ser titular, recusava entrar nos jogos se faltava pouco tempo, os treinos era à sua vontade, queria afastar o Miguel e o Nuno Dias e enlouqueceu com a vinda de Marcão.

E o episódio da ida para Espanha e toda a fita dele associada?

E o ter quase assinado pelo Benfica?

E o ter compactuando com toda a golpada com o seu amigo Rui Patrício e as suas reuniões de golpe com Rogério Alves (da candidatura do Varandas) e com Ricciardi (e seu sócio Jorge Tomé)?

Tudo sob a mesma batuta, tudo sobre o mesmo programa, mesmo inventando programas lindos e Brunistas para enganar os Sportinguistas. Este não tem capacidade, inteligência nem equipa para fazer seja o que for. Mas tem o apoio do Carlos Severino…;

3. A FORMIGA CHORONA

Este êxito de José Maria Ricciardi mostra que ele é a formiguita mais chorona que já vi em 46 anos de vida.

Na sala da Direcção colocou-se de joelhos aos meus pés, a chorar, pedindo desculpa por todo o mal que fez ao Sporting, ajudando e acreditando em pessoas como Roquette, Dias da Cunha, Soares Franco e Godinho Lopes.

Depois, a chorar, ligou ao zé do catering a pedir por amor de Deus para ir com ele a eleições. Ricciardi é o menino chorão das eleições…

Ele chora, chora… E em cada situação, em que se sente apertado, ou chora ou mente.

De choros já temos exemplos e de mentiras já vai apanhado em pelo menos 3: Rui Patrício, Adrien e NOS…

Depois a sua equipa é miserável!

O bebé chorão da voz grossa não tem ponta por onde se pegue. Mas tem o apoio do Dionísio Castro, do Madeira Rodrigues, do Roquette e do Catroga…

Depois de fechar o Golpe contra mim envolvendo JJ / Varandas / Rogério Alves / Álvaro Sobrinho / Benedito – arranja duas mega campanhas – uma anti Brunista e outra Brunista.

E a vontade de vitória era de ser o Varandas, o Benedito era a marioneta em seguida. Mas Varandas não convence o eleitorado e Ricciardi (o não banqueiro desempregado – tudo onde meteu a mão deu biliões de prejuízo e pesado – BES / BESA / HAITONG) avança. E dá toda a vantagem a Varandas – Rogério Alves, os Sampaio, Miguel Albuquerque, os GAJ, e agora o “assediador de meninas filhas de elementos do Governo actual com 19 anos – Diogo Orvalho – que de repente com a Golpada resolve o seu problema político e passa a ser um advogado da PLMJ…

Mas Ricciardi descartou os mais novos e fez a aposta toda numa Golpada mais nos votos por correspondência e nos votos dos mais velhos.

Sobrinho, um homem com problemas com a Justiça em todo o mundo, vem a público ontem e faz o seu trabalho: ignora Dias Ferreira e Benedito, pois são os Brunistas da “ordem”, e diz que só existem duas campanhas que apoia: Varandas e Ricciardi e que pensando bem prefere Ricciardi.

Um Golpe duplo… para os mais velhos ele jorra dinheiro e o Sporting precisa sempre disso. Para os novos é tóxico e vão para o Varandas… Agora os dois que se entendam.

Ele manda nas 6 candidaturas por isso, para Sobrinho, tanto faz. Ele apenas encena os actores que têm de ser convincentes e fazer o seu trabalho.

4. JÁ SÓ ME FALTA SER O PRESIDENTE

Uma música de Dias Ferreira que, com 71 anos, mostra que nem uma lista a sério conseguiu fazer. Tem 2 bons elementos e depois foi buscar os traidores, inúteis e mentirosos: Luís Loureiro, Jorge Sanchez e Luís Natário… Uma ex-funcionaria Helena… e por fim o agente de cantores Rui Campos, pois diz que conhece os Núcleos e as Claques… Isto se não fosse sério tínhamos de rir.

Depois colhe o apoio do Zé Cabra da reestruturação Carlos Viera e dos seus 4 acólitos a quem foram prometidos lugares na SAD e na Comissão Executiva. Afinal Roma paga a traidores incompetentes.

Conclusão: Socorro!

5. O INTERIOR

Cantado por Fernando Tavares Pereira mostra que este tinha 2 trunfos: Fernando Fernandes que desistiu de o apoiar e o advogado de Rafael Leão que acabou por rescindir com o Sporting e ter de sair da lista…

Conclusão: Nunca se devia ter candidatado.

6. O REBELDE

Cantado por Rego, mostra uma lista péssima e um programa cheio de chavões. É um novo modelo de Zeferino Boal mas num modo mais rebelde (de aspecto). Quando entregou a candidatura nem as assinaturas tinha…

Conclusão: Nunca se deveria ter candidatado.

AVALIAÇÃO FINAL

Como já se disse num programa de TV os 7 (agora 6 candidatos) cantores não dão 1 (Presidente) disco…

 

 

AS ELEIÇÕES DA TRETA!

No próximo dia 8 de Setembro o Sporting Clube de Portugal vai a eleições.

Normalmente este dia é o culminar apoteótico, e quase catártico, de um processo de escolha, de entre os vários candidatos e programas, por parte dos Sócios. Esta é a base do regime democrático em que vivemos desde 25 de Abril de 1974 em Portugal.

Digo normalmente, porque o do próximo dia 8 é um culminar de um GOLPE PALACIANO, que visou destituir uma Direcção legitimamente eleita e substituí-la por outra mais em linha, ou mais alinhada, com os interesses de quem patrocinou o próprio golpe.

Já o escrevi, em outras crónicas, que este não é o tempo das escolhas políticas, porquanto a Justiça terá de se pronunciar sobre todo o processo de destituição.

E meus senhores, não me venham dizer que a reposição da legalidade e legitimidade institucional é contra os superiores interesses do Clube! Ao afirmarem semelhante coisa, estão a renegar os princípios basilares dos sistemas democráticos por um punhado de trocos ou pela ilusão que a partir de agora viveremos na paz dos anjos.  Estarão, em suma, a validar a premissa que os “fins justificam os meios”.

A única coisa que resultará deste processo eleitoral é o adensar das desconfianças e o ainda maior entrincheiramento das facções existentes! Quem for votar poderá ver o seu voto impugnado e o candidato vencedor, que pode ser o seu, impedido de governar, porque a Justiça decidiu impugnar todo o processo ou uma parte significativa dele.

Entendo que para os golpistas seja necessário manter a aparência de normalidade democrática, instrumentalizando os órgãos de comunicação social para efectuarem o branqueamento de toda a situação e, desta forma, iludirem os Sportinguistas e o país, colocando-os contra qualquer a tentativa de reposição da legalidade e legitimidade, na medida em que esta tentativa seria contrária aos interesses do clube!

Já não entendo porque é que os candidatos, ou pelo menos alguns, compactuam com tudo isto. O que esperam ganhar? Um lugar de Presidente a prazo? Um retirar do tapete debaixo dos pés quando menos esperarem ou quando deixarem de servir os interesses de quem, aparentemente, “comanda os nossos destinos”?

transferir (3)Por todos estes motivos estou a pensar seriamente, e pela primeira vez na minha vida, abster-me de votar nas eleições! Não quero participar em algo que visa branquear o Golpe e destruir a capacidade dos sócios em decidir os destinos do seu Clube. Não quero compactuar com o atropelo estatutário que foi levado a cabo pelo JMS, respectiva MAG, e sus muchachos comissários.

NOVA CASA

Para terminar, gostaria de vos informar que esta foi a última crónica nesta “casa”! A partir de amanhã, dia 1 de Setembro, o Banco de Suplentes muda-se para uma nova morada.

Estaremos em www.bancodesuplentes.com. A quem nos subscreve por email, a mudança será automática. Aos nossos outros seguidores terão de nos seguir no novo espaço.

Saudações Leoninas!

 

CRÓNICA DE UM DESRESPEITO ANUNCIADO

O Banco de Suplentes nasceu a dia 1 de Agosto, nesse mesmo dia, sabemos hoje, foi o Sporting Clube de Portugal citado por um Juiz, Juiz esse que está a apreciar a AG de dia 23 de Junho, tendo essa citação imediatamente travado todo e qualquer efeito da AG – neste caso a destituição do CD presidido por Bruno de Carvalho – até ser tomada uma decisão em 1ª instância. Uma decisão em 1ª instância levar-nos-á lá para meados do próximo ano, diria eu.

Mas se tivesse nascido a dia 2 de Agosto, seria o dia, em que se soube, por decreto da Comissão de Fiscalização, que todos os elementos do CD estavam suspensos, exceto um. A sequência de dia 1 de Agosto e dia 2, não deverá ser mera coincidência, em minha opinião.

E poderia estar aqui a desfiar o novelo e chegaríamos facilmente ao dia de hoje, sem que um só dia ficasse por preencher. Uma luta diária, em que se tenta colocar o Sporting Clube de Portugal nos eixos da legalidade e da legitimidade democrática, num país que se quer avançado e na linha da frente da União Europeia, e não no caminho que se está atualmente a percorrer, o caminho de uma qualquer ditadura ao estilo da América do Sul dos anos 70 e 80.

Mas, hoje dia de estreia neste blog, vou deter-me no dia 10 de Agosto, uma sexta-feira, em que Afonso Pinto Coelho e eu próprio, entregámos a Jaime Marta Soares, um requerimento para um pedido de uma AG Extraordinária para se apreciarem as suspensões decretadas pelos comissários fiscalizadores. É bom relembrar que o referido decreto diz que a suspensão tem recurso para AG de Sócios. Passaram-se 19 dias, 19 longos dias. Não há resposta, nem uma só resposta, nem um “ai” nem um “ui”.

Assim que se soube do decreto da suspensão e da sua possibilidade de recurso, um conjunto alargado de Sócios, daqueles que vão a todo lado, daqueles que não vão para os camarotes nem para tribunas, daqueles que vão a estádios e a pavilhões, daqueles que não dizem que têm que se preparar para fazer uma reunião, esse conjunto de Sócios, dizia eu, mobilizou-se e começou uma recolha de assinaturas.

Foi incrível, em pouco mais de 48H estavam recolhidas assinaturas correspondentes a cerca de 1.500 votos. Em pouco mais de outras 48H estava o processo todo pronto a ser entregue. E dia 10 de Agosto estávamos no Estádio José Alvalade a entregar o requerimento e as respetivas assinaturas. O objetivo era claro, dar a voz aos Sócios e caso fosse essa a vontade dos Sócios em Assembleia, fazer-se o imediato levantamento da sanção, e assim possibilitar, sem mais, o livre acesso às Eleições a todos os candidatos que assim o desejassem, e consequentemente possibilitar a livre escolha dos Sócios em elegerem os seus representantes.

O silêncio que se faz ouvir desde então de Jaime Marta Soares, o que nos diz?

Em minha opinião, diz-me que este é um processo em que se fala de “alma máter” porque são palavras bonitas, mas na realidade desprezam essa alma do Sporting que são os Sócios, diz-me que quem fala em “estatutos e regulamentos” está a atirar areia para os olhos, pois na verdade estão a borrifar-se para os mesmos, e o que querem mesmo é andar por Tribunas de rivais que desrespeitam os nossos que faleceram às suas mãos, sem uma única palavra de condenação.

Nada que já não suspeitássemos, pois em minha opinião, vamos de atropelo em atropelo, de mentira em mentira até uma situação limite, e é por isso que esta é uma crónica de um desrespeito anunciado.

Um abraço de Leão

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde Agosto de 1981

 

O CRIME NUNCA COMPENSA!

Se existe uma coisa que todo este processo, que o Sporting Clube de Portugal está a passar, nos ensina é que realmente o “crime” não compensa.

E não compensa porque mais tarde ou mais cedo, os prevaricadores acabam “presos” e punidos. A Justiça, em Portugal, tem tendência para se atrasar e às vezes falha redondamente (também é verdade que só se faz eco dos casos em que falha), mas neste caso específico, e pelos sinais que vão sendo dados, talvez vá acertar.

A suspensão dos resultados da AG de dia 23 de Junho até haver uma decisão e primeira instancia, parece não ter levantado grande celeuma… Ou seja, um Juiz suspendeu todas as decisões tomadas pelas comissões nomeadas a partir de dia 1 de Agosto até que um tribunal se pronuncie sobre a impugnação da própria AG.

A pergunta que me assalta de seguida é: Então e as eleições de dia 8 de Setembro? Como se vão realizar? Se neste momento o Conselho Directivo ainda está em funções como é que a convocatória para a AG Eleitoral continua a vigorar? Não seria do mais elementar bom senso, por parte da MAG demissionária e do seu Presidente, também demissionário, suspenderem esse acto eleitoral até haver uma decisão Judicial?

Não seria importante os candidatos interrogarem a MAG sobre a sua capacidade actual para fazer essa eleição? É que já nem falo da questão da legitimidade do órgão para o fazer, mas sim de questões praticas como, por exemplo, quem é que paga a factura!  Sim porque a actual CG não pode! E a SAD também não!

Mas, ao contrário do que seria de esperar, parece que toda gente resolveu “ignorar o elefante na sala” e seguir como se nada se passasse, como se a legitimidade democrática do acto não  gravemente comprometida, correndo-se o sério risco de ter estas eleições impugnadas e os resultados anulados!

Estão apostados que a demonização, em curso, do candidato Bruno de Carvalho, pelo canal oficial do Sporting, a CMTV, levará as pessoas a acharem que os Sócios não concordarão com a reposição da legitimidade, da legalidade e da Democracia, mas estão enganados.

Quando os tribunais começarem a dar razão às reivindicações dele, muitos dos que hoje apoiam uma pacificação do clube, branqueando tudo o que se passou e que mostram enfado com estas noticias, serão os primeiros a virar o dedo acusador, para quem até agora demonstrou tão pouco respeito pelos Sócios e pelo Clube, os senhores da CG, da CF e da Putativa Mesa da Assembleia Geral.

 

IS THIS THE WORLD WE CREATED?

Ando a aproveitar o SPOTIFY para voltar a ouvir algumas bandas e aprofundar os meus conhecimentos musicais! Desta vez a escolha recaiu nos Queen, banda inglesa muito popular nos anos 80.

Ao revisitar o album The Works de 1984 deparei-me com a música Is this the World We Created? que me fez pensar no Sporting Clube de Portugal dos dias de hoje.  Deixo aqui a letra do refrão para perceberem o que me fez pensar…

transferir (2)

 

Is this the world we created?
What did we do it for
Is this the world we invaded
Against the law
So it seems in the end
Is this what we’re all living for today
The world that we created

A FARTURA E A FOME

Gostaria de começar esta posta por agradecer ao Paulo Afonso Ramos o convite para me sentar no Banco de Suplentes e poder ir a jogo sempre que o treinador queira e que o Reumatismo o permita.

Nesta primeira “substituição” quero analisar a situação actual do SCP. Parece incrível, para um clube que está à beira da falência tendo 40 milhões de dívidas a fornecedores, que existam, até ao momento, 5 proto-candidatos (não formalizaram as candidaturas ainda), 1 candidato oficial e 2 que estão impedidos de se candidatar, por uma MAG/CFD que têm uma interpretação MUITO “criativa” dos estatutos do clube.

Se a quantidade das pessoas que está disposta a ir a eleições é grande, no que toca a programa eleitoral, estes candidatos demonstram fraca aptidão para pensar no Sporting Clube de Portugal.

A cada nova apresentação, ficamos com a esperança que seja este o candidato que vai inovar, que vai surpreender, que vai demonstrar que antes de ter tomado a decisão de se candidatar, pensou o suficiente e maturou um conjunto de soluções que seriam as melhores para que o Clube atinja o sucesso e ultrapasse esta fase negra em que se encontra mergulhado. Mas logo nos apercebemos que o que cada candidato tem é um excelente dicionário de sinónimos, porque aquilo que apresentam é uma cópia do primeiro programa apresentado. O do dr. Bruno de Carvalho, Presidente destituido e candidato suspenso preventivamente de sócio.

A maioria dos candidatos insiste em garantir aos Sócios que são os Verdadeiros Herdeiros do Rumo Certo (Programa sufragado em 2017), quando o seu “Pai” está a tentar candidatar-se (contra uma MAG e CFD ilegal) para que possa concluir o que se propôs a realizar na eleição anterior. Estranho não? Neste clube já nada é estranho…

Estranho é ouvir o Ricciardi garantir que vai manter a maioria da SAD no clube; Estranho é ouvir o Varandas prometer que fala o que sabe quando ganhar e que manterá a maioria da SAD no clube e perceber que, se continuam estas suspensões, o Benedito só tem de se manter calado para ganhar esta eleição. Adivinhem qual é o Programa dele… Sim, acertaram. Manter a maioria da SAD no clube. Ah e o ecletismo. E a formação e… e… e…

Depois temos os outros. Pedro Madeira Rodrigues e Dias Ferreira não contam nem cantam. E por fim Fernando Tavares. Este último é mesmo uma incógnita. De facto, todos prometem devolver o Clube aos Sócios (JMR já provou que os Sócios mandam bola), apostar nas Modalidades (mas com orçamentos sustentáveis, mantendo o nível competitivo…) e alguns até acham que se deveria dar descontos sempre que o SCP perdesse pontos em casa (se tivermos uma época como a 2013, estaríamos falidos).

Uma nota para um não candidato. Carlos Severino desta vez não é candidato. Mas mesmo assim é perigoso… Para os outros candidatos! Porque o Severino está para os candidatos ao Sporting como a NAMBLA está para as candidaturas nos Estados Unidos. É de tal forma tóxico que inquina e mata qualquer candidatura.

A seriedade dos Programas é assim, dúbia. Parece que todos os candidatos estão apostados em fazer promessas que lhes permita ganhar, mas que duvido que cumpram, uma vez que isso aconteça.

Ao Sócio cabe-lhe a via sacra de ter que ver e ouvir todos estes senhores, para no fim a MAG inquinar o processo não deixando ir a votos o verdadeiro pai da grande parte destes programas, que ideias e soluções unanimemente aceites como soluções necessárias para garantir a sustentabilidade de Clube e SAD, bem como elevar o nível competitivo e lutar pela conquista de títulos em todas as 55 modalidades do Clube.

A Fartura de candidatos afinal resulta numa fome de projecto.

Saudações Leoninas.

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén