Etiqueta: brunodecarvalho

CARTA A BRUNO II

Olá Bruno.

Não esperava ter de te escrever, outra vez, tão depressa.

Este meu texto já te vai encontrar detido…

Não queria acreditar quando soube que te tinham detido num domingo ao final da tarde… Ainda ficou mais inacreditável quando descobri que só serias presente a um Juiz dois dias depois…

Logo tu que no último mês tudo fizeste para demonstrar que não havia necessidade destas jogadas, porque estavas mais do que disposto a colaborares com as autoridades, essas mesmas que durante 6 meses não acharam necessário chamar-te para prestares depoimento sobre o que se passou em Alcochete, vieram agora à pressa buscar-te a casa, em frente à tua família… Só faltaram as imagens… Mas não deve ter havido tempo para as avisar, pois havia o risco de tu te pirares…

Ouvi dizer em tempos que quem tinha bons amigos ia para Vigo. Agora parece que fica com problemas de memória, que se curam não sei onde, que nem a CMTV consegue encontrar… Mas deve ser preciso ter algo especial, que tu não deves ter.

Ligo a televisão e dizem que és o autor moral do ataque, que provocaste a ira da claque contra os jogadores, com as tuas palavras, posts no facebook e atitude truculenta e frontal. Engraçado que quando esses posts eram contra rivais viciadores de competições ou árbitros que vinham a nossa casa “roubar” descaradamente, nunca nenhuma dessas claques se sentiu no direito de lhes “fazer uma visita”!

Durante anos a sermos “roubados” e gozados e nunca mas nunca essas mesmas claques sentiram necessidade de trocar opiniões com quem nos “roubava” e gozava descaradamente, espoliando-nos anos a fio dos nossos títulos.

E mesmo depois de teres saído, estas mesmas claques foram homenageadas pelos que supostamente foram agredidos e quem te substituiu, até lhes agradeceu… Hoje, a pessoa a quem agradeceram está igualmente presa…

Dizem que tu és o autor moral… Logo tu que és quem mais perdeu com o assalto a Alcochete! Logo tu que sabias perfeitamente que estavas sob escrutínio constante irias pedir ou autorizar algo desse género, que eles fossem lá falar com os jogadores.

Sim, porque todos sabemos que a malta quando quer ir conversar com alguém vai de cara tapada… é uma coisa que gera mais confiança entre as partes… que transmite conforto e segurança a quem dialoga… Qualquer diálogo entre dois mascarados costuma ser muito calmo e potenciador de acordos.

Também sabemos que petardos e tochas são, sem dúvida nenhuma, ferramentas essenciais em qualquer diálogo que se quer pacífico e glamoroso entre pessoas que só querem conversar e nada mais.

E assim, depois de intensas investigações durante 6 meses, que pudemos acompanhar pela nossa querida comunicação social, ávida de noticias sobre o Sporting e tuas, lá chegou o dia em que o MP concluiu que tu eras o culpado moral daquilo tudo… Aliás conclusão essa que já havia sido tirada pelo Juiz que ouviu os moços presos e que agora deve ter sido confirmada por alguma estrela de última hora.

Mas pronto. Agora estás na mão “caridosa” da Justiça. Essa mão que tantas vezes já nos demonstrou o quanto pode ter as vistas bem abertas, para ver e reconhecer a quem se aplica.

Essa Justiça que é vaidosa e gosta de se “passear” por jornais e revistas, pela boca de comentadores e comentadeiros, apesar da obrigação ao segredo!

Tu já sabias que essa obrigação não se aplica de igual forma a todos os cidadãos e em especial aqueles tão adorados pelo Correio da Manhã como tu.

Essa Justiça pessoal e personalizada, cada vez mais moldada ao juiz que a aplica, cada vez mais dada a modernices…

Olha como este texto já vai longo, só te queria dizer mais uma coisa. Continuo a crer na tua inocência, até por uma questão de lógica como já explicou aqui o Nuno. E também porque aos olhos da lei, todos são inocentes até prova em contrário.

Mas também te digo que se se provar a tua culpa de forma cabal e sem margem para dúvidas, serei o primeiro a pedir que te dêem um castigo exemplar.

Ah ó Bruno ajuda-me só aqui numa pergunta… O que achas que vai acontecer aos calções do equipamento? Sabes? Eu acho que o Sporting vai definitivamente trocar os calções pretos por brancos, a partir de agora… Vai aumentar a conta da lavandaria mas que se lixe, que o clube agora tem dinheiro e os sócios não são exigentes!

Até lá recebe este abraço.

CRÓNICA DO CRIME

A Crónica do Crime era uma série policial que passou no final dos anos 80 início dos anos 90, naquele tempo, era o tempo pré canais privados, pré televisão por cabo.

Todos víamos as mesmas séries, e às terças-feiras, durante muitos anos, esse dia era reservado às séries policiais.

Essas séries de investigação criminal/policial andavam sempre à volta de duas questões fundamentais:

  1. A quem aproveitava o crime cometido, ou seja, quem sairia beneficiado com o ato?
  2. Qual o móbil do crime, ou seja, qual a motivação para o crime ser praticado?

Agora que a TVI dá como certo que Bruno de Carvalho está indiciado por 56 crimes, entre os quais sequestro e ameaça agravada, vou fazer as perguntas a que me habituei a ver serem colocadas às terças-feiras à noite nos anos 80/90 pelos detetives, heróis dessas séries.

Partindo do pressuposto de que é verdade que Bruno de Carvalho, é “o autor moral”, o “instigador”, o “mandante do apertão”, o que beneficiaria, Bruno de Carvalho, com o ataque à Academia?

Se alguém me conseguir responder a esta pergunta agradeço-lhe muito, pois eu por mais voltas que dê, não consigo. Terá Bruno de Carvalho feito um erro de cálculo e viu um benefício que mais ninguém conseguiu ver? Não me parece, pois como sempre vimos nos filmes ou nas séries, o público simpatiza sempre com a vítima e não com o criminoso, mas posso estar errado.

Quanto à segunda pergunta, partindo do pressuposto de que é verdade que Bruno de Carvalho, é “o autor moral”, o “instigador”, o “mandante do apertão”, que motivação teria, Bruno de Carvalho, para ordenar o ataque à Academia?

Aqui, algumas pessoas serão tentadas a dizer que a motivação era forçar os jogadores a reagirem, a serem de tal forma espicaçados, que em campo dessem uma grande resposta e trouxessem a Taça de Portugal para o Museu do Sporting, e assim compensassem os Sócios e Adeptos, após o falhanço inqualificável do acesso à Liga dos Campeões.

Mas este argumento tem uma falha, pois há bem poucos dias, foram revelados SMS em que Bruno de Carvalho revelava a André Geraldes que, após o falhanço do acesso à Liga dos Campeões a vitória na final da Taça de Portugal não o compensaria em nada.

Assim sendo, espero que rapidamente se saibam as respostas a estas perguntas, sob pena de ficar a sensação que alguma peça fica a faltar neste puzzle, e que afinal os argumentistas que fazem os filmes e séries policiais insistem num erro grave, que é tentarem durante os episódios responder a estas duas questões, mas pelos vistos, estas perguntas não precisarem de ser respondidas para alguém ser acusado, e por isso esta é a Crónica do Crime.

P.S. – Será que ao longo da história sempre que um casal, ou um par de namorados, ou amantes, tenham cometido suicídio, poderemos argumentar que Shakespeare por causa de Romeo e Julieta foi o “autor moral” desse ato?

Um abraço de Leão

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde agosto de 1981

CRÓNICA SOBRE O DISCURSO DO ESTADO DA (DES)UNIÃO

Todos os anos o Presidente dos EUA desloca-se ao Congresso e faz o “discurso do estado da União”. Aí faz uma síntese, do que, em sua opinião, se passou durante o ano, como está o país no presente, e aponta os objetivos para o futuro.

160112211823-state-of-the-union-address-president-obama-arrives-opening-statement-02-00005921-exlarge-169

Tipicamente, durante este discurso, apoiantes e oposição agregam-se num só, em volta da figura do Presidente, principalmente em tempos em que tenham sofrido algum ataque, dando assim a imagem da força da União ao mundo através da união das duas forças.

Isto a propósito de no Sporting termos assistido a vários “discursos do estado da União”. Esses discursos são proferidos por vários “presidentes”. Temos o “presidente” Marta Soares, o “presidente“ Torres Pereira, o “presidente” Sousa Cintra, e por último o “presidente” Varandas.

O discurso de todos, os 4, era e é errático, mas todos estavam e estão alinhados, senão vejamos. Em Junho os discursos eram assim:

  • Os jogadores têm razão para rescindirem.
  • O Sporting vai pagar milhões de indemnização aos jogadores.
  • O Sporting não tem dinheiro.
  • O Sporting deve aos fornecedores.
  • O Sporting está em falência técnica.
  • Bruno de Carvalho desvalorizou os ativos, nós vamos trabalhar com os empresários e com os jogadores.
  • Connosco os jogadores vão todos voltar.

Em Setembro os discursos já são assim:

  • Os jogadores NÃO tinham razões para rescindir, nenhum.torrespereira_jogadores
  • O Sporting tem muito dinheiro a receber de indemnizações e não vai demorar muito a receber.
  • O Sporting tem pago com o seu dinheiro.
  • O Sporting deve menos que o Benfica e que o FCPorto.
  • A casa está arrumada.
  • Alguns jogadores pensam que são craques e os empresários só atrapalham.
  • O Gelson não pensou no Sporting.

Ou seja, como podem ver discursos com “cabeça, pernas e membros”

Já que se fala de união, vamos aos constantes pedidos de “união de todos os Sportinguistas” que agora são feitos. Vamos? Vamos lá então.

Onde têm estado todos estes requerentes da “união”, desde o dia 15 de maio, dia do ataque à Academia? Onde têm estado eles? Onde esteve essa união que agora tanto apregoam? Digam-me que eu não a vi! Só vi, isso sim, usarem o ataque à Academia, como arma de arremesso a Bruno de Carvalho.

Dizem os defensores da “união”, como é o caso do Artista do Dia, neste post que agora há fake news e outros acrescentam que “não deixam o Varandas trabalhar em paz”.

A esses só posso dizer: bem-vindos ao maravilhoso mundo real. Acordaram, agora, de um coma profundo onde estiveram mergulhados nos últimos 4 meses? Isto para não dizer anos? Ou será que tal como no filme de culto Matrix, tomaram o comprimido vermelho e agora já conseguem ver a brutal verdade?

Como podem pedir agora aquilo que não deram?

É por isso, e pelo estado a que as coisas chegaram, que em minha opinião, esta é uma CRÓNICA SOBRE O DISCURSO DO ESTADO DA (DES)UNIÃO.

Um abraço de Leão.

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde Agosto de 1981

P.S. – Marta Soares saiu. Teve 30 dias para dignar-se a responder à petição para marcar uma AG, entregue por mim no dia 10 de Agosto. Essa petição era representativa de mais de 1.500 votos no total. Não respondeu, como seria de esperar, de alguém que despreza profundamente os Sócios.

MANHÃ SUBMERSA…

A manhã de nevoeiro. Por manhã entende-se o princípio de qualquer coisa nova — época, fase, ou coisa semelhante. Por nevoeiro entende-se que o Desejado virá “encoberto”; que, chegando, ou chegado, se não perceberá que chegou.

Fernando Pessoa

A manhã para mim acorda enublada! Hoje é dia de eleições no Sporting Clube de Portugal e, para mim, que me chamam de «Brunista», «Brunete», etc. é um dia triste, cinzento e indefinido. Porquê? Porque simplesmente impediram o meu candidato de ir a votos.

Estamos em democracia?… Não, não estamos. Se de facto Bruno de Carvalho foi tão mau e errou tanto como dizem, qual o medo de o deixar ir a votos? É esta uma atitude inteligente ou cobarde? Só pode ser cobarde. Porque se a realidade é como a pintam, então estariam à espera que BdC fosse afastado de vez com uma votação ridícula. E acabavam de vez com o fantasma. Fará sentido?…

Ou é o fantasma dos 40 a 46% de «nenhuns», «branco» ou «nulos das sondagens que os fez impedir a todo o custo que BdC fosse candidato? Nunca saberemos.

Não percebo. Ou se calhar percebo bem demais. Hoje não estou aqui com leituras ou análises comparativas do que a comunicação social faz ou deixa de fazer.

Hoje estou aqui com muito pouca vontade de olhar para o futuro do meu clube. E não quero saber do que escrevem ou pensam. Para muitos dos que andam pelas redes, a maioria dos apoiantes de Bruno de Carvalho são «doentes», «maluquinhos das teorias da conspiração», «cegos», etc. A esses respondo com o tempo. O tempo encarregar-se-á de tudo. Sempre assim foi e sempre assim será.

Hoje é dia de eleições no meu clube e qualquer um que ganhe não é o meu candidato. Não compro a opção «o menos mau». Nenhum deles me inspira confiança. Um clube como o Sporting não se pode contentar com «o menos mau»!

Já tudo foi dito e falado nestas semanas sobre os candidatos. Quando temos um Álvaro Sobrinho a e um Rui Pedro Braz a aconselharem o voto em Varandas ou Ricciardi, está tudo dito da «qualidade» destas eleições. Quanto a Benedito… Quem conhece o Sporting e a sua história, sabe bem o que ali está. Mas, se formos a ver bem, as diferenças entre eles não são assim tão grandes. E, depois das eleições, veremos as surpresas que nos aguardam.

A partir de amanhã creio que vamos ser meros espectadores de algo «cozinhado há muito». Para mim, amanhã, é o que alguns pensam ser o derradeiro golpe. Temo pelo meu Sporting. Mas não esqueço: uma leoa só baixa a cabeça para beijar o símbolo que traz ao peito. Como tal, a luta pela verdade é para continuar!

DAVID CONTRA GOLIAS

david-e-golias

Caros amigos, para situar esta crónica no seu lugar, recordo que:

Nas eleições de 4 de Março de 2017, Bruno de Carvalho foi reeleito com 86,13% dos votos. Estas eleições tiveram um recorde de 18.755 votantes. No dia 17 de Fevereiro de 2018, Bruno de Carvalho teve nessa AG, 89.55% dos votos.

A luta principal de Bruno de Carvalho é que o Sporting seja do Sporting, isto é, que o Sporting tenha a maioria absoluta da SAD. Essa é única e exclusivamente, a origem da contestação ao Presidente do Sporting Clube de Portugal.

Com isso Holdimo/Sobrinho/Ricciardi deixariam de mandar no Sporting e perderiam milhões, para além de perderem o controlo total da venda de jogadores (com os negócios de comissões milionárias fabricadas por empresários do qual Jorge Mendes é o cabecilha), o acesso aos milhões do contrato com a NOS, o negócio dos terrenos de Alcochete/novo aeroporto, a venda de património, incluindo o pavilhão, etc.

Perante este cenário, era preciso envenenar a opinião pública incluindo a opinião dos próprios Sportinguistas. Por isso aparece o acto terrorista de Alcochete, as rescisões de jogadores nucleares do plantel, a manipulação da Comunicação Social, com a conivência das autoridades desportivas, tribunais, membros do Governo, Presidente da Assembleia da República e pasme-se do próprio Presidente da República. Nunca visto em nenhum país do mundo!

Bruno de Carvalho pela primeira vez em muitos anos colocou as contas com saldo positivo, tirou o futebol profissional do Sporting do fundo da tabela e pô-lo a lutar pelo título, construiu um plantel de valor, contratou um treinador que na altura parecia ser a melhor solução, construiu um pavilhão, um velho sonho do clube, ganhou títulos Nacionais e Europeus nas modalidades, viveu e vive o Sporting como mais ninguém neste planeta vive e vibra pelo seu clube, 24 horas por dia!

Mas… Bruno de Carvalho fez frente ao alto poder financeiro. Era a luta de David contra Golias. David (Bruno) não tem experiência nem armas para enfrentar esta guerra contra Golias (putativa comissão) mas tem um forte cajado (a sua inesgotável força de vontade e o seu amor pelo Sporting) e muitas pedras (todos nós que o apoiamos incondicionalmente) para ferir de morte a besta inimiga.

Eu administro o grupo VIVA BRUNO DE CARVALHO no Facebook. O grupo tem cerca de 4000 membros. Organizei uma sondagem. Os membros com direito a voto diziam quantos votos tinham e se realmente iam votar. O resultado foi: O grupo vale 786 Votos. Nada mau para um pequeno grupo do Facebook.

No entanto há infelizmente gente do Sporting que se deixou intoxicar. É um pouco o espelho do país. Não se concorda com as políticas mas volta-se a votar nos mesmos. O problema dessas pessoas que apoiam esta putativa comissão, é apenas este:

Vale tudo contra Bruno de Carvalho. Se lhes mandassem comer lixo, seria o melhor lixo do mundo, melhor que o melhor petisco dum restaurante de luxo, desde que isso funcionasse contra Bruno de Carvalho! Esquecem-se é que há muita gente de bem que sabe que lixo é lixo e nunca passará de lixo.

Esquecem (ou querem esquecer) que apoiam criminosos que destruíram politica e economicamente o país. São contra eles (Sobrinho/Ricciardi e os seus capangas Jaime e Torres) enquanto corruptos e ladrões de bancos mas são a favor deles enquanto inimigos do Sporting e de Bruno de Carvalho.

É porque há gente desta que Portugal está como está. Que se lixe quem lhes tirou regalias, o emprego, a casa, as suas poupanças e os põe na miséria…

são contra Bruno de Carvalho?…
Excelente. grandes homens.
É lamentável não é?

©ArthurSantos (Sócio 3009-0 desde 1966)

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén