Categoria: Comunicação Social Page 1 of 3

PALAVRA DE HONRA

Se pedissem para definir o homem Frederico Varandas diria que é alguém de palavra de honra!

Cumpridor das suas [não] promessas, visionário das suas ideias e é alguém que tem, imagine-se, como seu maior inimigo a contradição. As palavras não são o seu forte, só por si, mas, esta coisa de gravarem o que diz não o tem ajudado nada!

Vejamos, em vídeo, alguns episódios de Frederico Varandas:

JOSÉ PESEIRO

O treinador certo que acabou despedido por Frederico
Varandas

AS MODALIDADES


Frederico Varandas critica as modalidades do SCP

SPORTING TV


A Falácia da Liberdade – Episódio 1

SPORTING LIVRE


A Falácia da Liberdade – Episódio 2

SPORTING CAMPEÃO

Frederico Varandas acreditou e acredita que fará o SCP campeão

A MAIORIA DA SAD

A [não] venda da SAD do SCP por Frederico Varandas

RECORDE DE VENDA DAS GAMEBOX


VARANDAS AVISA: “ESTAMOS A BATER RECORDES NO MERCHANDISING, BATEMOS NA VENDA DE GAMEBOX E MUITOS OUTROS VÃO CAIR”

A EXPULSÃO DE BRUNO DE CARVALHO

A tal PENA DE MORTE

Depois de vermos os vídeos não temos dúvidas que estamos perante um homem de palavra de honra, pessoa de bem e ideal para liderar o grandioso SCP ou será que alguém tem dúvidas?

Para onde caminhamos Sporting CP?

Louve-se o homem que não quis a pena de morte, o mesmo que quis uma Sporting TV com comentadores com direito à sua própria opinião e um Clube livre!

É Frederico Varandas o presidente do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!

Todos os episódios relatados nesta crónica são reais, por isso, recordo as suas palavras que resumem tudo isto:

Frederico Varandas garante que acabou o tempo de o Sporting ser um “circo” e alvo de “chacota”

Sobre Frederico Varandas, palavra de honra, nunca mais quero escrever…

Saudações Leoninas

EIS O NOVO SCP DO MITO

Criámos a ilusão de uma possível reversão no actual estado do SCP e nunca percebemos que a caminhada estava a chegar ao fim…

Os mitos foram chegando e de braço dado com os chavões foram adornando as mentes e criando novas realidades paralelas. Nunca em vão!

E eis que chegamos ao ponto de ver um SCP que tem um PMAG que não cumpre os Estatutos, o Regulamento das AG´s porque a sua interpretação é contrária ao que é aplicável e assume-o, primeiro na última AG e depois na televisão. Brilhante!

Voltemos aos mitos. Criou-se, depois da famosa campanha televisiva e “jornaleira” o mito do “velhotes” que dominavam as AG´s e que era preciso 1 Sócio/ 1 Voto. A alicerçar essa teoria foi fundamental a divulgação da últimas eleições com João Benedito a ganhar nos Sócios mas a perder nos votos. Repito: Não foi em vão! Nunca nada é em vão!

Na mais recente AG fiquei com a ideia que a votação chumbaria o Orçamento, mas, mais uma vez, depois de uma cena de diversão (grave) e com a AG suspensa há uma contagem e um resultado inequívoco!

O novo mito implementado é ainda mais surreal. Querem passar a ideia que são os Sócios que vão decidir a expulsão de BdC e Alexandre Godinho, quando, alegadamente, tudo já está arrumado e resolvido. Mas, para que não existam percalços, ainda usam estratagemas para reforçar o destino final e falo-vos do Jornal Sporting e da abertura das urnas de voto sem que os visados sejam ouvidos, coisa já testada e com sucesso num passado recente.

A verdade é que os Sócios não têm a palavra, servem apenas para pagar as quotas e vão caindo um a um com expulsões e até já há quem defenda que uns tais Leais devem de ser expulsos do Clube, cumprindo assim, o ADN de elite que muitos sonharam para o SCP. Pode ser tudo menos um Clube do povo!

Estamos a caminhar para o fim. Obviamente que os expulsos vão ver a sua sentença confirmada pelos Sócios e a paz nunca mais existirá nem com a bandeira de #UnirOSporting. Mitos urbanos. Falácia rural, perdão, plural.

Sábado, se não for barrado sem motivo aparente, lá estarei na AG para ver com os meus próprios olhos a teatralidade, a ousadia e a arrogância do poder instalado no SCP que continuo a achar que é mais um mito ao dizer-se que foi eleito democraticamente pelos Sócios. Eu, por tudo o que já vi, tenho muitíssimas dúvidas.

Um Clube que não respeita quem o defendeu, quem o destacou e que deu resultados positivos só pode estar subvertido, refém ou sem saúde mental. Vale o que vale e até pode ser por outra razão, no caso, financeira, mas, então, não falem ao coração dos Adeptos e dos Sócios com esse paralelo, constante e cerrado ataque ao seu passado!

Tudo vai morrendo lentamente até que a verdadeira história seja um dia contada ou, talvez, nunca chegue ao conhecimento público. E como dizem no desporto-rei, o futebol é momento… Sabemos que a memória se vai apagando em cada um de nós e essa é uma preciosa ajuda.

Até sábado e para terminar digo-vos o seguinte: Até prova em contrário, ainda estou para perceber porque chegamos aqui, como deixamos e quem tem interesse nisto tudo. O SCP não será e eu também não!

Temos um novo SCP do mito!

Saudações Leoninas

ESTAMOS A MUDAR O RELVADO

Estamos a mudar o relvado, o título, é apenas uma figura de estilo, portanto, em sentido figurado, que espelha bem (ou pretende) o actual momento que vivemos no Sporting CP.

Não é, claramente, um apontamento ao relvado físico do estádio, que, em boa hora, foi solucionado pela anterior Direcção. Até isso ficou resolvido e fechou-se a torneira para quem tanto lucrava anualmente.

Este relvado é um quadro (diria quase médico…) da actual saúde do nosso Clube que vê, quer se queira ou não, uma limpeza com o passado.

Mas agora ninguém se importa… E só há gente de bem!

Fenómeno Leonino

Chamar-lhe-ia, como já o fiz, de Fenómeno Leonino:

– No passado antecipou-se a Gala um dia e foi o dilúvio. Agora não há Gala…

– A Comunicação, em nova versão, tem uma característica linda e o ADN assinalável com um F******

– Há jogadores em saldo e a variável são os oferecidos ou dispensados. Não dar exemplos porque é sobejamente conhecido.

– O aumento das Gamebox é um não-assunto (para alguns).

– Estamos a desinvestir nas modalidades todas para apostar tudo no basquetebol, fazendo desta modalidade a menina dos olhos do Clube. (Isto porque não existia).

– E no próximo ano vai acontecer a maior limpeza de sempre de Sócios do Clube, em especial, os que tenham alguma ligação ao passado, seja ela emocional ou efectiva.

– E, tipo cereja no topo do bolo, temos um presidente do Clube que é especialista em contradição e em comunicação atabalhoada e que, ainda assim, ninguém cobra as promessas e as campanhas que fez e em que agora se esconde atrás do silêncio.

Hoje estará na Sporting Tv para falar, certamente, das AG´s e do aniversário do Clube.

Relvado em fundo, mudança em prioridade!

Em suma, e voltando aos sentido figurado, estamos a mudar a casa ou o relvado para uma nova época que promete e muito, mas pela negativa.  

Adeus modalidades ganhadoras, imagem de marca perdida, adeus Sócios com opinião contrária. Adeus atletas de referência, uma mística que se dilui no vazio, e adeus o cumprimento dos Estatutos como já aconteceu desde 23 de Junho de 2018 e nas AG´s que se seguiram.

Estamos a mudar o relvado e a casa, os princípios e a verdadeira essência, por isso, chamo-lhe o fenómeno leonino, relvado ou outra coisa qualquer, só porque, ao que parece, não ter significância para os Sócios e Adeptos, como, naturalmente, e expectável, não tem para a Comunicação Social que prefere promover o bambino Félix e esconder ou aliar-se do que se passa no Sporting, mais uma antítese, comparável com os tempos da anterior Direcção.

Mas ainda sobra tempo para mais uma verdadeira e superior cereja no topo do bolo, falo-vos do homem-estátua, que deu uma entrevista surreal passando uma imagem atípica mas condizente com a actualidade do Universo Leonino, de gente de bem e de quase, quase ou de ses ou ainda de F******…

Quando o relvado estiver mudado, e será já no próximo ano, não se queixem pois avisos não faltaram.

E sobre as AG´s esperem pelas surpresas!

Saudações Leoninas

SOU DO TEMPO EM QUE VÁRIOS TEMPOS ATRAVESSARAM O MEU TEMPO!

Eu sou do tempo, recente, em que éramos feitos de silêncios nos cafés, do tempo em que não víamos as crianças equipadas à Sporting irem para a escola. Em que poucos adeptos viam as modalidades porque se dispersavam por pavilhões, muitas vezes, com poucas condições e distantes de Alvalade.

As coisas foram mudando…

Vi, nos últimos anos, nos cafés, mais Sportinguistas do que nunca com orgulho de serem do Clube, vi, também, com regularidade, muitas crianças vestirem as camisolas do Sporting. Vi muitas vezes o estádio cheio e uma vibração que não consigo traduzir por palavras.

Uma vez, pelo menos uma, lembro-me bem, no programa Juízo Final, que já não existe, dei um cartão verde aos Sócios e Adeptos do meu Clube com um reparo: para seremos campeões, primeiro, é preciso os adeptos terem mentalidade de campeão!

Expliquei a minha teoria que consistia por defendermos o nosso Clube e quem o representava, em todas as circunstâncias e em todos os lugares, cafés inclusive. Teríamos que, primeiro, ser campeões na exigência e no compromisso com o Sporting defendendo-o como se defende um filho. Ajudá-lo a crescer. Para depois sim, estarmos preparados para essa condição que há tantos anos almejamos sem sucesso.

Senti-me perto, muito perto, de ver o Sporting campeão, mas, estranhamente e por explicar, acabou por perder o campeonato para o Benfica.

Senti que, talvez fruto do entusiasmo de algo nunca vivido, estávamos no rumo certo e que chegaríamos lá. Fiquei na expectativa que também a justiça desportiva explicasse e corrigisse, se fosse caso disso, o que errado e ilegal tivesse acontecido nesse campeonato.

Hoje tenho a consciência ou a convicção que nessa época foi traçado um longo futuro que agora se cumpre em pleno. Agarrados ao ego e aos bons costumes voltamos ao progressivamente aos velhos tempos dos silêncios e da chacota em que os Sportinguistas vão desaparecendo porque não acreditam na Justiça, seja desportiva ou civil, vão perdendo a força e deixam morrer devagar a chama que outrora tiveram.

Há, agora, um Hitlerismo no Sporting, que quer aprimorar a raça de Leão, que quer criar um elitismo e um hábito de festa como se o futebol não fosse um desporto do e para o povo.

Filtram, pelo aumento do custo para os Sócios, que querem apoiar o Clube abrindo um fosso entre quem quer e quem pode.

Chamaram a isto #UnirOSporting!

Preferem os Adeptos com poder para assistirem ao espectáculo, os bem comportados, os chamados de bem, os que sem criticar pagam a sua ajuda, mas, em momento algum, fazem ruído ou manifestam sem medos o que pensam. O momento é de paz, usam a frase como uma senha e um slogan como se fossem regressados de uma guerra sem igual.

Não que a guerra não tenha acontecido. Aconteceu. Mas foi uma guerra de mentes perversas, já o disse, apenas afectou o Sporting. Beneficiando outros clubes e alguns personagens da nossa praça e não só…

Eu sou do tempo do nada, do quase e do agora.

Agora, com a bandeira de uma Taça que nada valia e de outra que deveria ter sido ganha no ano anterior, vemos jogadores dados, vemos negócios prejudiciais e outras coisas que ninguém ousa falar porque há um único alvo a abater.   

E estamos perto de duas AG´s para UNIR O SPORTING.

Ninguém explica as saídas gratuitas dos atletas, os gastos abusivos, a nova comunicação do Clube e os silêncios que se parecem com aqueles dos tempos dos cafés…

Como ninguém explicará, quando voltarmos ao passado, como ali chegamos!

Eu sou do tempo em que vários tempos atravessaram o meu tempo…

COMUNICAÇÃO DOGMÁTICA

Hoje vou dispensar as imagens ilustrativas por respeito aos Leitores deste blogue, pois não os quero ferir mais porque já bastam os atropelos diários em diversos meios.

João Félix é a nova coqueluche para difundir, apoiar e promover, talvez um novo CR7, para comunicação social portuguesa. Grande investimento no miúdo.

São horas a fio nas Tv´s, capas de jornais e páginas intermináveis com, no mínimo, 3 clubes a bater a cláusula de €120M.

Sobre o Sporting CP é de registar a boa imprensa que conseguiu. Frederico Varandas é, finalmente, um presidente do SCP muito bem visto por todos os meios da CS, em especial, dos afectos ao SLB. O que é preocupante, digo eu! Mas ninguém se preocupa com isso…

Faz tudo bem até quando não faz. Diz coisas fantásticas até quando se exprime com dificuldade. O louve-se que até o seu silencio é apreciado quando em vez de defender a Instituição centenária SCP opta por ficar calado. Brilhante exemplo, para uns, não para mim, de uma comunicação de referência. É, aqui também, uma comunicação dogmática!

Depois há o mistério chamado: Tertúlia Sporting 2.0 que dá as notícias sobre o Sporting em primeira mão. Vou, abrir uma excepção no texto para colocar uma imagem para exemplificar:

O mais recente exemplo de comunicação da Tertúlia Sporting 2.0

Tenho estado a reparar, para espanto meu, que acaba por ser, não sei se a fonte de decisão ou apenas o meio oficial de divulgação, que nos tempos da nova geração de comunicação é a verdadeira fonte de noticias do Clube. Hoje ninguém se importa com nada e os tempos de exigência e transparência foram de férias ou faleceram ali numa esquina qualquer… Talvez seja o que o SCP precise.

Bem sei que o Clube não está órfão do seu papel de comunicar e até dizem que paga bastante para esse desígnio. Decisões de gestão!

A verdade é que os Sócios andam tranquilos, passivos e acomodados! Basta ver o recente Relatório & Contas [R&C] com uma gestão nada comparável com as anteriores e é vermos quem defenda este R&C apresentado. A palavra prejuízo voltou! Só falta celebrar…

Uma justificação para essa defesa até nas redes sociais deve ser o efeito da nova comunicação do Clube, bem paga, mas a actuar em todas as frentes, ao melhor cenário daquele canal de televisão que tão bons resultados já deu! Equipa que ganha não se mexe, diz o povo!

E com a aproximação das duas Assembleias o panorama Leonino promete muitas novidades, bombas de mau cheiro como é usual no Carnaval e uma lavagem cerebral aos que beberam o cálice do ódio. No fundo, nada de novo, ou seja, dividir para reinar que é um método tão antigo como eficaz.

Porque tudo se resolve com uma boa comunicação, em quantidade e em expressão dogmática, eis um sucesso fácil de constatar e de antecipar.

Como muitos defendem, agora sim, estamos no bom caminho, mas o que muitos não querem ver é o seu destino!

Depois não se queixem…

UMA SEMANA LONGA ATÉ SÁBADO

O CLÁSSICO DO DRAGÃO

A final da taça começou a jogar-se no Dragão. O Sporting afastado das contas do título e o Porto com a consciência de que o Benfica não perderia a oportunidade de sagrar-se campeão, todas as baterias apontaram para o jogo no Jamor.

Durante todo o jogo houve, na minha opinião, uma tentativa estratégica e premeditada de, no Dragão, expulsar Bruno Fernandes, Acuña e Renan da final da Taça de Portugal.

Depois foi ver a impunidade aos jogadores, dirigentes e staff técnico do anfitrião. Filipe e Militão não foram expulsos no Dragão. Borja não teve as mesmas atenções…

E aquela última cena em pleno relvado, com a entrada da PSP, fez-me relembrar outros tempos áureos d´um Porto que podia tudo.

Veja as imagens aqui: https://www.record.pt/multimedia/videos/detalhe/novas-imagens-mostram-que-sergio-conceicao-atingiu-renan

O APÓS CLÁSSICO

Muitas análises foram feitas e, mais uma vez, as atenções recaíram na arbitragem de Fábio Veríssimo (depois de LFV e de Setúbal), em especial, na ausência do VAR.

Sérgio Conceição, mais uma vez, no centro das atenções não pelas melhores razões e até há quem diga que está de saída do clube.

O Conselho de Disciplina da FPF abriu um processo disciplinar a Sérgio Conceição na sequência dos incidentes entre o técnico portista e Renan no último FC Porto-Sporting, da última jornada do campeonato nacional. Para “inglês ver” porque, na prática, não dará em nada…

O COMENTADOR QUE DESCONHECE A REALIDADE DO CLUBE

Depois é vermos nas televisões quem defenda o Sporting e nem saiba o nome dos jogadores, no caso, o de Ristovski e tenha que ser auxiliado por parceiro rival de painel. E até era algo que trazia estudado de casa, imaginem se tudo fosse inesperado…

Nas semanas longas tudo pode acontecer…  

A RENOVAÇÃO DE MATHIEU

LEÕES OFICIALIZAM RENOVAÇÃO DE MATHIEU

Na terça-feira surge a melhor notícia, Jérémy Mathieu fica mais um ano. Um jogador que com a sua entrega e experiência faz a diferença no plantel. Sem dúvida uma boa opção que reúne consensos.

O EPISÓDIO INESPERADO

Numa acção da GNR de Alcochete Wendel é detido por conduzir sem carta para o efeito em Portugal, ou seja, o jogador surpreende e tudo isso é aproveitado pela CS.

O Sporting não tem o poder de evitar tais episódios e muito menos o poder de reduzir os efeitos!

Numa semana longa até à final.

OS MEUS DESEJOS PARA A FINAL

Primeiro que tudo a vitória do Sporting CP.

Depois a expulsão de Filipe. Uma época inteira com vários motivos para que tal acontecesse e nunca aconteceu.

Ganhar a Taça para dedicar ao Sérgio Conceição, ainda indisposto com a final perdida pelo SC Braga e pela recente perda do campeonato nacional.

Veja aqui: https://desporto.sapo.pt/futebol/taca-de-portugal/artigos/sergio-conceicao-fomos-superiores-em-tudo#vhs-PlG7NZNbCNA4YtufKEnc

E claro, o que essa vitória proporcionaria. Além de gostar muito de rever o sorriso gozão de Medina ao ter que receber, outra vez, uma comitiva do Sporting na CML.

A PERCEPÇÃO  

Aconteça o que acontecer no Jamor a divisão dos Sportinguistas, infelizmente, vai continuar após a final da taça.

Uns a defenderem a melhor época que a anterior (caso o Sporting vença a taça) e a fazerem um balanço muito positivo, como dizem, depois de tudo o que aconteceu…

Outros a ripostarem esta e toda a argumentação que possa ser usada.

NOTA FINAL

A semana desportiva é efectivamente das mais longas. Quase interminável. Quer por tudo o que do exterior ao Sporting foi feito e continua a ser tentado, quer por toda a instabilidade vivida dentro do Clube. A época 2018/19 a terminar… Até sábado no Jamor!

Saudações Leoninas

TIBÉRIO O GENERAL DE ROMA

Não vou aqui contar a história do Imperador Tibério, um dos maiores generais do Roma. Vou antes recuperar pequenos episódios desta semana do reino do desporto português e em especial do SCP para pensarmos se realmente “isto anda tudo ligado”?

 SETÚBAL E AS ENCOMENDAS

O Vitória de Setúbal perdeu com o Boavista e o árbitro Fábio Veríssimo foi o centro das atenções por expulsar 3 jogadores da equipa da casa. Confesso que, para mim, foram bem expulsos e neste caso o árbitro será o menos culpado. Mas vamos por partes:

  • Tentativa de invasão com um adepto a entrar no relvado[veja aqui]
  • Declarações inusitadas do Treinador Sandro em resposta à jornalista sobre o que se passou no relvado.
  • Declarações graves do Presidente do Clube Sadino Vítor Hugo Valente

A pergunta é: O que mudou no futebol português após o afastamento do grande prevaricador?

NO DRAGÃO HOUVE FOGO CUSPIDO PELAS CLAQUES

Um jogador agrediu um adepto. Os ânimos estiveram quentes. Mosquitos por cordas. E o futebol português continua sob a alçada da violência. Que impacto teve este episódio? E já agora porque voltaram a associar o Caso-Alcochete a este?

BRUNO FERNANDES PERDE PARA JOÃO FÉLIX 

Capa Record 8maio19

Parece não ser suficiente para alguma Comunicação Social (sempre o grupinho habitual) a toda a campanha que BF está a fazer nos relvados.

  • Melhor jogador da Liga Portuguesa (outra vez)
  • Homem do jogo por 10 vezes
  • Recorde mundial de um médio com 31 golos (para já)

E o que os jornais destacam?

JF no record.jpeg

Dir-me-ão que são opcções editoriais…

ABEL DE SAÍDA DO BRAGA

Não vou aqui recordar o rol de episódios deste treinador e a dualidade de critério, abordagem e reacções nos jogos que a sua equipa fez contra o Sporting e contra o Benfica.

Abel de saída do braga

A questão que lhe deixo, ao próprio, é se valeu a pena?

O futuro dirá que sim ou não, veremos onde se irá encaixar na próxima época…

O FUTEBOL FEMININO DO SPORTING CP

Acaba de perder, pela 1.ª vez, o campeonato nacional e para o S. C. Braga. E é com saudade da Raquel Sampaio e do seu grandioso trabalho no SCP – Futebol Feminino que trago as suas palavras:

Raquel Sampaio

A pergunta é: Vão desinvestir no futebol feminino do Sporting CP?

MODALIDADES LEONINAS PERDEM REFERÊNCIAS

Esta semana tem sido bombástica na perda de algumas referências do Sporting CP.

Espero que o actual presidente do Clube tenha mão nisto tudo. Trago-vos, como imagem de marca, as luvas do Patrício (ainda não está tudo resolvido com os jogadores que rescindiram com o Clube) para que possa agarrar melhor a barra!

Nomes como: Hugo Silva – treinador de Voleibol que fez do Sporting campeão nacional no ano do regresso da modalidade.

HUGO SILVA

João Simões (Voleibol) e fala-se já em Miguel Maia.

Nuno Paiva – Treinador de Karaté

NUNO PAIVA.jpg

João Pinto – Hóquei em Patins

Retive as palavras de Hugo Silva: “Quem sabe um dia cruze novamente com o Sporting forte e ambicioso que conheci“.

Dá que pensar…

Se juntarmos alguns dados adicionais, como por exemplo, o caso ainda por julgar de Alcochete e o seu empolamento para o terrorismo, as claques não organizadas que podem tudo sem consequências, os comentadores nas TV´s adidos aos clube rival que marcam a agenda dos jornais (tem paciência MA) ou mais uma lição de como se ganha um campeonato em Portugal leva-me a deixar algumas questões:

  1. Quem beneficia disto tudo?
  2. Quem paga?
  3. E a pergunta de 1 MILHÃO: QUEM É O TIBÉRIO PORTUGUÊS?

Dá que pensar… Outra vez a pensar?

E o que isto tudo, esta salada de episódios e de clubes, têm em comum?

Essa resposta fica para o tempo dar…

Boa sorte para o Hóquei em Patins do Sporting CP e contem com o meu apoio!

Saudações Leoninas

VERSÃO D. SEBASTIÃO SÉCULO XXI

A crónica de hoje não é sobre a História de Portugal, mas podia. Tem Portugal no âmago e muitas histórias nos olhos que derramaram lágrimas.

É uma história que dispensa o nevoeiro, que é coisa que não tem faltado nos últimos meses, tal é a falta de visibilidade ou de visão, se preferirem, de muita boa gente.

Escrevo-vos sobre um Sebastianismo do século XXI que muitos chamam de Brunismo. Confundem o homem com o Clube. O legado com o desejo mórbido de mudar tudo e os resultados têm sido desastrosos.

Nesta batalha sem armas visíveis (o que não significa que não existam), a palavra, será sempre uma arma de luta. E para quem quer transformar o tal D. Sebastião em divisionário pode agora aliar, já esta semana, a palavra e a dura realidade através do livro que está prestes a chegar as mãos dos interessados. O nevoeiro dissipa-se! Mas o D. Sebastião – versão Séc. XXI – nunca partiu nem morreu numa batalha de Alcácer Quibir, – quanto muito foi numa AG23 -, na verdade, comparando, para muitos, pode ter algumas semelhanças como o “Adormecido” ou o “Desejado”, muitos séculos depois…

O mundo hoje é diferente daquele do séc. XVI. O futebol em Portugal é que parece ter parado no tempo para avançar em coisas que envolvem algum nevoeiro.

O SCP também acaba por ser vítima dos tempos e de si próprio. Hoje ninguém, ou quase ninguém, evoca o D. Sebastião para a implementação do VAR – curioso que foi através do VAR que o Sporting conquistou a Taça da Liga – como quase nada se diz sobre a nova realidade das modalidades que perdem a chama e o público.

IMG_3788

E por falar em público, é com saudade que recordo um tempo de Juízo Final (como programa) que permitia dar um cartão verde ao recorde de audiências no Canal do Clube. Outros tempos, outras realidades embora a Sporting Tv exista e tenha audiências. Um Canal criado no tempo do Sebastianismo ou Brunismo como queiram apelidar.

Porque o Sporting é sempre um! E todos sabemos o legado que deixou nas nossas mentes e que, mais tarde ou mais cedo, vai ressurgir com a mesma naturalidade que o nevoeiro desaparece. É sempre uma questão de tempo…

Hoje tudo está diferente. Vejo faixas do avesso em luta pela descriminação, pela desinteresse do Clube, pela falta de respeito que sofrem, por horários malucos dos jogos e pelo preço dos bilhetes do jogos onde querem apoiar o seu grande amor. Numa palavra, se me permitem, estes fervorosos e incondicionais adeptos do Sporting sofrem de ORFANDADE. Não têm ninguém que os defenda, que os apoie e esteja com eles em todos os momentos. Já tiveram…

Dizem que o tempo resolve tudo, mas eu acredito mais na verdade, esta sim, resolve tudo, mas, por vezes, demora muito tempo a aparecer e com tanto nevoeiro não há D. Sebastião que resista. Por agora fica-lhe bem o cognome de o “Adormecido”. Não tarda, por este andar, que para a grande maioria dos adeptos Leoninos a mudança do cognome passe para o “Desejado”. Coisas do novo século numa vida em que tudo volta…

Para já, e como aperitivo,  fica aquela frase do tal livro para os mais interessados:

“O Sporting e o futebol português como nunca os vimos”

Saudações Leoninas

OUSA DIAS E OUSADIAS & COMP.ª

A Taça da Liga veio outra vez de Braga para Alvalade. Há dias assim. Ousa quem pode e quer, ousadias e companhia em rima com azia(s)…

Se não tinha sido bonito ver a dupla AA, leia-se Abel & António, desta feita não foi bonito ver as medalhas voadoras e uma dela como arma de arremesso contra um adepto. Nem tão pouco aquela falta de chá para assistirem à entrega do troféu depois da equipa do Sporting ter brindado com a devida homenagem.

Aquelas polémicas das imagens que o Benfica reclamou, já ausente da final, não contribuíram para a pacificidade no futebol, mas, disso tudo, não sobram resquícios na dita Comunicação Social.

Por falar em Benfica, polémicas e resquícios…

benfica 1-4sporting

No dia seguinte – ou seja ontem – vimos outro espectáculo empolgante! No caso, em hóquei em patins, com a vitória de sacrifício da equipa de Paulo Freitas na Luz por um concludente 1-4 depois de imenso tempo com um jogador a menos.

Atrevo-me a dizer que tive laivos memoriais de outros tempos!

Em boa verdade, confesso, que alimento a esperança de voltar a ter um Sporting CP com raça, atitude e compromisso em todas as modalidades e em qualquer lugar como o que já vi outrora. Prova-se uma vez e nunca mais se esquece aquele sabor. A memória gustativa aliada à outra que guarda os estímulos sensoriais como aquele que sentimos ao ouvir a nossa canção seja no estádio ou no pavilhão.

O importante, voltando ao jogo jogado, seja no ringue ou no relvado, é vencer!

E quem ousa essa vontade ou tem a ousadia de em dois dias ter bons resultados contra os maiores rivais, merece um louvor à companhia e uma menção de aptidão.

Mas em questão de prémios, para mim, o maior vai para os Adeptos Leoninos que em Braga deram um fenomenal festival de como se deve apoiar uma equipa. Tantas e tantas vezes disse que estes Adeptos são os melhores do mundo e merecem um Clube de uma grandeza europeia.

E como estamos à porta de Fevereiro, o meu mês predilecto, vamos ter um mês empolgante cheio de boas novas e muitas alegrias, que espero, no terceiro dia seja uma delas, porque, em Alvalade, mandamos nós e ganhar ao maior rival é fundamental.

Termino com vasto agradecimento a todos os que lêem o Banco de Suplentes! Percebi que não tem fronteiras geográficas e que é com agrado de muitos que aqui passam para saberem um pouco mais do que pensamos sobre o nosso Sporting.

Obrigado a todos, em especial, aos mais críticos pela coragem de aqui continuarem a ler o que escrevemos.

Saudações Leoninas

CRÓNICA DA CHACOTA

Em mais uma “entrevista” que Frederico Varandas deu a um jornal perdeu mais uma hipótese de praticar o que prega. Falar de #união obriga-o a ter outro tipo de cuidado com o que diz.

varandasprimeirapagina

Falar é fácil, agora percorrer o caminho, esse parece ser-lhe difícil. Este tipo de “bocas” são perfeitamente dispensáveis, e soam a estranho.

Não se percebe o intuito, está há 100 dias no cargo, até ver as coisas estão a correr relativamente bem e mesmo assim não consegue “aguentar-se” numa “entrevista” controlada?

Será que a pressão do cargo está a ser pesada demais, para alguém que nunca se sentou a uma secretária e teve de decidir sobre assuntos muito diferentes de receitar um exame auxiliar de diagnóstico, ou prescrever um tratamento ou medicamento? Se sim, o que acontecerá quando as coisas “apertarem”?

A sensação que Frederico Varandas dá é de “peixe fora de água”, parece estar fora do seu habitat natural. A sua postura corporal não engana, por vezes, dá a sensação de tudo isto ser um frete, um tremendo aborrecimento.

VarandasnaAG

Mas depois para parecer que domina a situação tenta dar uma de erudito em ditados populares. Já se tinha dado mal com o “cabeça, pernas e membros… troncos” e agora voltou a dar-se mal com “a alma é o segredo do negócio”, diria mesmo que “meteu os pés pelas mãos”.

Para quem decretou o fim da chacota – já tinha decretado o fim do circo – as redes sociais encheram-se da mesma.

A “cereja no topo de bolo” ou como poderia ser dito por Frederico Varandas “o bolo no topo da cereja” foi que houve um desvario em termos de comunicação aos Sócios, primeiro com um mail em que os Leões que faziam anos foram “presenteados” com a efeméride do terrível acidente do Cherbakov, e em segundo recebi um mail com a agenda do… fim de semana passado.

Da chacota passou-se para a tragédia, para logo de seguida voltar-se à primeira. E não, não foi, ou é, o Sporting que é motivo, depois de lerem estas linhas fica óbvio quem é o motivo e porque é que esta é a crónica da chacota.

Um abraço de Leão

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde agosto de 1981

Page 1 of 3

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén