Ontem vimos no Canal do Clube uma grande entrevista de Frederico Varandas!

O conceito de grande, aqui, aplica-se ao tempo. Uma hora de muita contradição, algum lamento e promessas renascidas para protelar o óbvio: zero!

Ainda ontem as redes sociais foram um exemplo, dos vários exemplos, que Frederico Varandas deu de como se monta um circo e assim se consegue ser o centro das atenções e das maiores gozações que nunca imaginamos.

A roçar a mediocridade, com contas e frases imaculadas, vimos a confirmação de algo que deve fazer-nos reflectir:

Será que Frederico Varandas muda rápida e facilmente de opinião ou é algo compulsivo?

Por exemplo: no final da Supertaça, após derrota estrondosa, dizia-nos para não estarmos preocupados porque também não estava… o resto já sabem!

Na verdade há muitos vídeos a circular nas redes sociais a ilustrar, na própria pessoa, a sua frase sobre o circo e o seu fim. Coisa que, parece-me, piorou, mas que tem tido a conivência salvadora de uma parte da comunicação social que, lentamente, vai acordando.

Tal como os comentadores afectos ao Sporting, lentamente vão saindo da concha.

Ver Rui Pedro Brás a defender Frederico Varandas é uma preciosidade rara que devia fazer os sportinguistas pensar um pouco mais!

Continuamos neste caminho de flagelos e atropelos à palavra e ao Sporting, uns contra os outros, na família leonina, com os rivais a bater palmas e a incentivar.

A Justiça adia o julgamento de Paulo Gonçalves, a FPF está mais para dar prémios e Jorge Mendes já tem poder no SCP. Em síntese é isto!

Depois há o lado positivo da entrevista.

Descobrimos que o scouting do SCP está fortíssimo e que dele resultaram três empréstimos fantásticos, que um deles é avançado centro e que por isso joga pelo centro do ataque e que no Sporting sempre existiram os esqueletos do costume.

E até ouvimos uma coisa que muitos vão babar-se: “os Sportinguistas não são estúpidos”!

Já agora, estas suas frase são muito positivas:

  • “Eu cresci nestes 18 anos a ver estes senhores a gravitar ao lado do Sporting.”
  • Meus senhores, eu tenho muitos defeitos mas estúpido não sou.
  • Contestar o trabalho desta direção, ou não percebe nada de futebol ou é intelectualmente desonesto”

Em suma, mais uma grande entrevista de Frederico Varandas a mostrar-se ao mundo e a ser o centro das atenções

P.S.: Karma, perdão, queria escrever calma.

Fiquem bem!

Saudações Leoninas