Mês: Setembro 2019

A REVOLTA DO ENGANADO

Por muitos mimos ou juras de amor que se façam há coisas que acontecem e que são dolorosas.

Bruno Fernandes que o diga. Depois de ter rescindido contrato com o SCP voltou pela mão de Sousa Cintra como um rei.

A época foi algo de fantástico para ele, financeiramente e em estatuto dentro do balneário. Até no próprio Clube em geral. Acentuou-se e foi consolidado na época seguinte. Perfeito.

A jogar bem, num crescimento evidente, os sonhos começaram a fazer mais sentido e a estarem mesmo à porta.

Inglaterra à vista. Eis que entra em cena Jorge Mendes para ajudar toda a gente, a começar pelo próprio jogador, os dirigentes e até o próprio Sporting.

O foi-lhe adiado. A promessas por cumprir. Mas ficou o capitão com a braçadeira personalizada, caso inédito, e a constante promessa de mais dinheiro.

A verdade é que por muito dinheiro que o SCP possa dar-lhe ficará sempre longe do que ia ganhar se tivesse saído.

Bruno Fernandes além de excelente jogador é inteligente. Depressa percebeu que tinha sido vítima do Karma, ou seja, enganado por alguém e que ter ficado em Portugal teria consequências corrosivas muito mais do que financeiras, também seriam de danos colaterais à sua capacidade profissional e de imagem.

Rapidamente percebeu que o circo estava montado para o desvalorizar. Uma mudança de comportamento dos árbitros – queixou-se na outra jornada -, uma expulsão injusta na última jornada e a máquina (paga pelo império) a dizer em uníssono que era refilão com os árbitros e já deveria ter sido expulso mais vezes.

Ironia do destino, o descambar aconteceu no balneário do clube que o formou, aos pontapés nas portas fechadas do seu futuro.

Talvez, imagino eu, tenha-lhe passado pela cabeça um cenário como este: já estou vendido ao empresário que vendeu-me ao Clube XPTO por um valor que pode ser baixado, depois de uma campanha desastrosa, aumentado o lucro para o empresário e baixando os prémios e vencimento para o próprio jogador… num sonho adiado para o pesadelo!

Afinal o SCP precisa de o vender e ainda vai dizer que, apesar de tudo, não foi um mau negócio. Talvez o melhor de sempre da vida do SPORTING CP.

Seria caso para dizer-te BF, que, como no futebol, umas vezes ganha-se e nas outras perde-se. Não sei se me entendes? Claro que sim, foste o primeiro a perceber que tinhas sido enganado e isso revolta.

Mas, infelizmente, não foste o primeiro a ser enganado e a estar revoltado, no Sporting, há muitos a começar por jogadores e a acabar nos Sócios que foram enganados e que continuam revoltados, só não ganham o que tu e outros ganham. Pois é. É o Clube que temos!

E o despertador tocou… A luz do dia tinha chegado.

Acordo banhado em suores frios deste pesadelo, deste clima de terror e de caos, que espero, não me traga consequências psicológicas para este novo dia. Vou recuperar.

Fiquem bem!

CRÓNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA…

O título da crónica de hoje é roubada à obra de Gabriel Garcia Marques com o mesmo nome.

O livro conta, em forma de reconstituição jornalistica, o assassínio de Santiago Nasar pelos irmãos Vicario, sendo que o leitor fica a saber desta ocorrência, logo no início.

E o que é que isto tem a ver com o Sporting?
Incrivelmente tem tudo…

Depois deste empate no Boavista, em que não voltámos a não jogar um piço, a Direcção começa a ter margem de manobra muito reduzida!

Os dois próximos jogos serão vitais para que Varandas continue à frente dos destinos do Clube e da SAD! Um mau resultado em Eindhoven, para a Liga Europa, fará com que o jogo, em casa, com o líder Famalicão seja de “vida ou de morte” para a actual Direcção!

Pontes não é claramente treinador para o Sporting e Varandas está atado de pés e mãos, uma vez que dificilmente arranjará um treinador que o tire deste sufoco de maus resultados.

Creio por isso que esta Direcção não conseguirá sobreviver às suas acções e, em breve, deverá haver outra “Direcção” de salvação nacional. Estou convencido que teremos uma Comissão de Gestão até Março e aí sim Rogério Alves convocará eleições para o Sporting.

O Varandas demite-se e a sua Direcção faz saber que não está na disposição de continuar, pelo que não restará ao nosso PMAG convocar uma CG até poder marcar eleições!

Juridicamente o Rogério Alves pode alegar que já aconteceu antes e que, por Outubro não ser altura para haver eleições, prefere esta solução do que a convocação de eleições. Ora como este poder, nos nossos estatutos, é descricionário e do PMAG, teremos uma CG por 6 meses, gerida por “Notáveis” Sportinguistas, dispostos a “salvar” o Sporting.

Pelo menos essa será a desculpa oficial… Creio que, dependendo da composição desta CG, que esta não passe de uma lista encapotada, que terá 6 meses para endireitar o Sporting e depois concorrerá às eleições colhendo os louros do trabalho realizado!

Claro que esta Direcção ainda tem uma carta na manga… Um Hail Mary como lhe chamam os americanos… A recompra das VMOCS!

Se Varandas conseguir este desiderato ganha para aí mais 6 meses de vida! Mesmo que as vitórias no futebol não apareçam… Mas isso significaria que Mesa e Direcção do Clube estariam de costas voltadas… O que, do ponto de vista estritamente político, seria muito interessante.

Já o escrevi antes e quero voltar a afirmar. Sou totalmente contra a possibilidade do Varandas não levar o mandato até ao fim. E não são os resultados negativos que me vão fazer mudar de ideias!

Será interessante analisar a capacidade de sobrevivência desta Direcção e verificar se a história da “morte” é de facto manifestamente exagerada.

Saudações Leoninas.

Saudações Leoninas!

JUSTIÇA GENTIL QUE TE PARTISTE

Há momentos em que o silêncio torna-se impossível para deixar a indignação expandir-se!

Infelizmente, ao longo dos últimos anos, essa indignação tem sido uma luta constante ao ponto de uma ruptura generalizada, ou seja, dentro e fora do SCP, que na ânsia de combate contra os podres (ou poderes) instalados no futebol português e no desporto em geral se virou o feitiço contra o feiticeiro. E nem preciso de alongar-me mais porque toda a gente terá uma conscientização dos dias que vivemos.

Ontem ficamos a saber, alegadamente por falhas de investigação criminal (talvez da PJ – parece ironia – e Pinto da Costa reagiu) que a Benfica-SAD não vai a julgamento no caso “e-toupeira”.

Lembrei-me da queda daquele ditado de antigamente que tanto culpava o que ia ao quintal roubar a fruta como o que ficava de vigia. Já não se aplica. Isto é, provavelmente houve crime porque alguém o cometeu (ainda falta o julgamento), como houve lesado ou lesados, mas, ao que parece, não há beneficiado. Talvez seja isto!

E é desta indignação, mais uma, que Bruno de Carvalho reaparece e algumas televisões e comunicação social agradecem porque precisam do homem para as grandes audiências e vendas.

“Justiça gentil que te partiste” a citação com referência a Luís de Camões – o poeta maior da literatura portuguesa (a par com Fernando Pessoa) – que só tinha um olho, é aqui citado e recuperado, numa alusão, também, à Justiça cega, que, parece-me óbvio, o próprio BdC já sofreu na pele e basta recordar aquele domingo que o levou a uma estadia desnecessária e corrosiva como detido.

Criados os ódios de estimação ao Homem BdC, dados os passos políticos e de marketing para a imagem pouco abonatória e o consequente afastamento de tudo e de todos numa tortura lenta e dolorosa para o próprio, eis que a pessoa ainda respira, está atenta e não se inibe de pensar e expressar a sua indignação – através das redes sociais, que, curiosamente e como um Karma, corresponde à maioria dos Sportinguistas – usando muitas vezes a ironia e, neste caso, a Cultura através da Poesia. Soberbo! Sou suspeito, eu sei, porque adoro Poesia.

Solta-se a expressão “Não há bela sem senão”.

BdC será usado para tirar protagonismo ao caso – que os políticos ainda não comentaram – e muitos Sportinguistas ainda carregados de um ódio ingerido nos últimos meses vão reaparecer para o criticar, mas mesmas televisões, imprensa ou redes sociais…

Entretanto o passivo do SCP aumenta, criando saudades (para alguns) dos tempos de lucro e incómodo (para outros) desta comparação.

E o Benfica escapa-se, mais uma vez, à Justiça (agora denominada de gentil).

A grande verdade é que, mais uma vez, BdC acertou na muche! Assim, «acertar na muche» significa: «acertar no centro do alvo e obter a pontuação máxima numa prova de tiro.»

Desta vez na pele de “sniper”.

E por isso, o facto de ser tão incómodo, de não ser indiferente a ninguém.

Ou também esteja a criar (invejável mas conscientemente para si) a decisão de ser definitivamente calado!

É que o Homem não perdoa…

Portanto, Justiça gentil que te partiste, há muito tempo e que continuará, mais ou menos gentil, partida, dividida e muitas vezes ausente.

Reforçam-se os ódios contra o Homem (fáceis de prever), fazem-se operações de estética para um enquadramento não tão negativo da imagem do Benfica e em boa hora solta-se a notícia do julgamento do caso Alcochete a 18 de novembro (só faltam mais de 2 meses) num dia 11 de setembro memorável para o mundo pelas piores razões: terrorismo.

E amanhã recomeça o campeonato nacional, sábado o clube do povo joga em casa, para no domingo vermos a estreia de Leonel. Há Pontes para tudo, malabarismos e criatividade como é tradição portuguesa.

Não podia terminar sem a minha querida Poesia para citar Sophia de Mello Breyner Andresen:

“Aqui nesta praia onde

Não há nenhum vestígio de impureza,

Aqui onde há somente

Ondas tombando ininterruptamente,

Puro espaço e lúcida unidade,

Aqui o tempo apaixonadamente

Encontra a própria liberdade.”

Fiquem bem!

Saudações Leoninas

MONÓLOGO, A DOIS, DO “GUERREIRO”!

Começo esta crónica pelo mais relevante que aconteceu este fim-de-semana. A vitória do Sporting, em Andebol, em casa do Benfica por 30-28. Parabéns aos nossos heróis!

O Frederico Varandas também deu uma “entrevista” à SportingTV, ou um monólogo a dois, onde deslumbrou tudo e todos com a enumeração de princípos matemáticos altamente abstractos e um ou outro apontamento de maldicência sobre recursos actuais do plantel de futebol (Como foi tudo com grande elevação, no harm done)!

Também repetiu 500 vezes o nome de Bruno Fernandes e confessou que, mesmo tendo ele (Varandas) ido pessoalmente ao Mónaco (sorteio das competições europeias), não o conseguiu vender por 70 milhões, porque ninguém quis pagar esse dinheiro pelo melhor Médio da Europa! E que portanto o Sporting conseguiu reter o Bruno Fernandes (A lógica é simplesmente brilhante)!

Também anunciou que toda a poupança em salários conseguida seria investida no aumento do salário do BF porque ele merece, numa corrente grossa de OURO com as iniciais JM para o Jesé, na contratação de um Deejay para ajudar na preparação do Bolasie para as Rap Battles e mandar criar um perfil de wikipédia ao Fernando, que expresse todo o seu impacto e importância no Campeonato de futebol do Brasil!

Pelo R&C da SAD apresentado ontem, também soubemos que é para um merecido ao aumento para a Administração, que tem feito um tão bom trabalho, que só as gentes do mal é que não vêem.

Demonstrou toda a sua “coragem” criticando os “esqueletos” que andam há 18 anos no Sporting (ele que só lá está há 11 janelas de transferências) e só saem para criticar ao “primeiro” desaire! É sempre complicado ver amigos a atacar amigos chegados! Isso não se faz ó gente de Bem pá! O gajo é um herói de guerra pá! Mais respeito por favor!

Fez questão de demonstrar toda a sua experiência no campo desportivo afirmando que o Jesé é avançado Centro porque, e reparem bem neste argumento de peso, é avançado e joga no centro!

Já o Fernando foi considerado o melhor extremo centro (conceito formulado por Frederico Varandas) do Campeonato Brasileiro e o Bolasie também é pórreta (pelo menos o FM diz que é!).

Também referiu que todos estes reforços já estavam pensados, analisado e na shortlist do Scouting! E disse isto, o que é de estranhar, sem se engasgar.

Revelou que o Pontes tem uma tarefa que, felizmente digo eu, ele (Pontes?!?) sabe qual é e que por isso não está a prazo… Ao contrário do Pontes, nós ficámos sem saber qual é essa tarefa. Conhecendo o Frederico eu arrisco que é ser campeão dos próximos 3 jogos ou até ele (Varandas) conseguir encontrar outro treinador que o faça sentir… Como o Keizer.

Sobre o Keizer… Ficámos a saber que Varandas deixou de o sentir (isto não é um tanto ou quanto abichanado?)… Que a confiança dele (Keizer) e do grupo nele diminuiu muito, depois da derrota na Supertaça… E por isso o Varandas acho que estava na altura de mandar o Keizer à vidinha e escolher o Ruca que se segue…

E houve um momento de grande apreensão para mim! Quando ele começou a falar nas pedras do caminho pensei que fosse citar o Coreano com aquela cena das pedras do caminho apanho-as todas e construo meu castelo!

Mas não… Afinal era só lama e tiros! O homem é um poço de coragem! Até já tiros lhe deram… Fiquei com a sensação que as AGs do Sporting devem ser mais perigosas que o Afeganistão… Ou então o Varandas sente saudades da sua band of brothers (vão ver que é fixe), tal é contingente de seguranças que o “protege” nas AGs.

Tive pena que Frederico Varandas não tivesse arranjado tempo para explicar uma questão que me perturba há alguns meses! Para onde foi, durante o ataque à Academia de Alcochete (aproveito para falar disto durante a pausa das Selecções para não correr o risco de fazer o Sporting perder por causa de mencionar Alcochete em semana de jogo) e o que disse ao Manuel Fernandes antes de ir para esse sítio que foi…

É engraçado como toda a gente se entretem a especular sobre o que figuras que não estiveram presentes no ataque contribuiram para o mesmo! Mas sobre algumas das figuras que lá estiveram de facto e que aparentemente não fizeram nada, já não merece a atenção dos especuladores de serviço…

Por último, gostaria de agradecer às pessoas de bem que comentaram a entrevista do personagem príncipal do Guerra e Paz (ou de outro filme de guerra escolhido pela imprensa desportiva para nos lembrar que Fred “Penso Rápido (Band Aid para não acharem que o gajo é rápido de pensamento)” Varandas é um herói que ajudou a libertar o Afeganistão ao som estridente dos relatos, dos jogos da bola do Sporting, da Antena 1) dizendo que o que importa é o conteúdo e não a forma!

Para todos vocês, gentes de bem, um bem haja por finalmente verem a luz! No entanto, aconselho a que não olhem tão directamente para o sol que os danos podem ser irreversíveis (Como a gestão do Varandas)!

Saudações Leoninas

GRANDE ENTREVISTA

Ontem vimos no Canal do Clube uma grande entrevista de Frederico Varandas!

O conceito de grande, aqui, aplica-se ao tempo. Uma hora de muita contradição, algum lamento e promessas renascidas para protelar o óbvio: zero!

Ainda ontem as redes sociais foram um exemplo, dos vários exemplos, que Frederico Varandas deu de como se monta um circo e assim se consegue ser o centro das atenções e das maiores gozações que nunca imaginamos.

A roçar a mediocridade, com contas e frases imaculadas, vimos a confirmação de algo que deve fazer-nos reflectir:

Será que Frederico Varandas muda rápida e facilmente de opinião ou é algo compulsivo?

Por exemplo: no final da Supertaça, após derrota estrondosa, dizia-nos para não estarmos preocupados porque também não estava… o resto já sabem!

Na verdade há muitos vídeos a circular nas redes sociais a ilustrar, na própria pessoa, a sua frase sobre o circo e o seu fim. Coisa que, parece-me, piorou, mas que tem tido a conivência salvadora de uma parte da comunicação social que, lentamente, vai acordando.

Tal como os comentadores afectos ao Sporting, lentamente vão saindo da concha.

Ver Rui Pedro Brás a defender Frederico Varandas é uma preciosidade rara que devia fazer os sportinguistas pensar um pouco mais!

Continuamos neste caminho de flagelos e atropelos à palavra e ao Sporting, uns contra os outros, na família leonina, com os rivais a bater palmas e a incentivar.

A Justiça adia o julgamento de Paulo Gonçalves, a FPF está mais para dar prémios e Jorge Mendes já tem poder no SCP. Em síntese é isto!

Depois há o lado positivo da entrevista.

Descobrimos que o scouting do SCP está fortíssimo e que dele resultaram três empréstimos fantásticos, que um deles é avançado centro e que por isso joga pelo centro do ataque e que no Sporting sempre existiram os esqueletos do costume.

E até ouvimos uma coisa que muitos vão babar-se: “os Sportinguistas não são estúpidos”!

Já agora, estas suas frase são muito positivas:

  • “Eu cresci nestes 18 anos a ver estes senhores a gravitar ao lado do Sporting.”
  • Meus senhores, eu tenho muitos defeitos mas estúpido não sou.
  • Contestar o trabalho desta direção, ou não percebe nada de futebol ou é intelectualmente desonesto”

Em suma, mais uma grande entrevista de Frederico Varandas a mostrar-se ao mundo e a ser o centro das atenções

P.S.: Karma, perdão, queria escrever calma.

Fiquem bem!

Saudações Leoninas

COMO SE CONSTROI UM PRESIDENTE!

Perdemos em nossa casa com o Rio Ave! Jogámos mal que doi e em cima disso o árbitro assinalou 3 PENALTIES a favor do Rio Ave! Parece que as nossas cores só assustam mesmo jogadores do próprio clube (Para bom entendedor…)!

Claro que com mais esta derrota veio o CORO do “É PRECISO CORRER COM O VARANDAS!”. Esta malta acha que a melhor solução é uma que aparecerá numa noite de nevoeiro e salvará o Sporting Clube de Portugal das garras do Mandarim (olha mais um nome fofinho para o RA se quiserem) ou Mandarins!

Creio que encontrar um bom Presidente para o Sporting é como encontrar um Unicórnio ou o Abominável (para muitos seria) Homem das Neves ou … Vocês já entenderam. Seria como encontrar um qualquer ser mitológio / imaginário. Simplesmente não existe.

Passo a explicar:

  1. O Presidencialismo, no Sporting, é um mito que serviu para nele serem cometidas as maiores atrocidades, porque a atenção está sempre centrada na figura do Presidente. “Olhem para a mão esquerda e esqueçam a mão direita!” E por isso somos levados a pensar que um “One Man Show” é o que nós precisamos! Quando não é assim!
  2. É impossível gerir um Clube moderno dependendo exclusivamente de uma só pessoa! A Equipa é essencial, mas sem estratégia, ou Programa, um Presidente não pode nada! E é aqui que tudo começa a ruir… Um bom programa implica, no Sporting, acabar com algumas prebendas, “direitos reais adquiridos” e “voluntarismos” para ajudar que significam, na grande maioira das vezes, mais um custito monetário para o Clube.
    Ora isso leva a que muitas candidaturas apresentem programas vagos e cheios de banalidades, para depois poderem manobrar mais à vontade.
  3. As Equipas são sempre dificeis de montar e no Sporting passa por ser um exercício ainda mais dificil, pois há sempre que contar com este ou aquele nome que foi indicado por alguma facção para depois podermos contar com eles. Além do mais, alguns dos notáveis a quem se negam favores podem retribuir com um lixançozinho ou um empurrãozinho na vida profissional extra Sporting… E assim, muito há que ponderar quando se decide aceitar um convite para um Direcção do SCP. Como é possível ter equipas coesas e alinhadas com os objectivos iniciais? Pois…

Então como solucionar este “problema”?

Em primeiro temos de deixar de pensar no Presidente como alguém que expert em todas as àreas da Gestão de Sociedades Desportivas e apostar as nossas fichas em duas competências: Comunicação e Inteligência Emocional! Um Bom Presidente do Sporting tem de ter a noção que lhe vão escrutinar cada palavra e tem de ter a inteligência para responder a TODAS questões de forma estratégica. O Presidente do SCP não pode dar respostas à toa! Não pode nunca sair do guião.

A comunicação deve ser adaptada às situações e às pessoas! Para a Comunicação Social deverá comunicar de uma forma, para os Sportinguistas deverá comunicar de outra! Este Presidente deve ter voz própria (forma de comunicação directa com o Universo Leonino), numa linguagem simples, clara, de fácil apreensão (esta dica é de um amigo que não vou nomear, mas ele sabe quem é!) e nunca vaga, para que o seu discurso nunca possa ser distorcido. Um Presidente não manda “recados”! Os “recados” são trabalhos de terceiros.

Um Presidente tem de ter um Projecto Desportivo que vise SEMPRE a grandiosidade do Clube! O nosso ADN tem de ser VENCER! E para isso tem de ser competentemente assessorado nas mais variadas vertentes do projecto e seguir, à risca, o plano traçado! Ele tem de ser o garante que os objectivos são atingidos. Deve ter um discurso realista qb sem perder nunca o Orgulho e a Esperança desse discurso e lembrar-nos constantemente que o Objectivo é sempre Vencer em todos os campos e modalidades!

O problema dos Projectos desportivos é que têm de ser a longo prazo e, hoje em dia, ninguém quer esperar! Além do mais é preciso saber criar alianças e não relações de vassalagem, que resultam sempre em graves prejuizos para o Sporting. Por isso o Presidente do Sporting, tem de ter uma boa dose de cinismo! Saber dar palmadas nas costas é uma questão de sobrevivência no SCP!

Os Projectos não têm de ser realistas nos seus Objectivos, mas os seus caminhos ou táticas para atingir esses mesmos objectivos, esses sim têm de o ser!

O problema é que para se ter um Projecto Desportivo bem alicerçado e sem ser um conjunto de banalidades é preciso perder tempo a pensar o Sporting e estudar as melhores formas de se chegar a esses Objectivos… Para isso é preciso ter informação, conhecimento, tempo e vontade!

E por último, é preciso ser corajoso! Porque qualquer candidato a Presidente arrisca-se a ter a sua vida escarrapachada nos CM ou TVIs desta vida e isso, para muitos, simplesmente não dá!

Por isso caros leitores, se estão vocês mesmos a pensar em candidatarem-se ou se conhecem alguém que o queira fazer, aconselhem-no a primeiro preparar-se bem e essa boa preparação não acontece em meses… Às vezes demora anos!

Saudações Leoninas!

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén