Começo por pedir desculpa aos muitos Leitores deste blogue por não estar aqui com intensidade que era habitual.

Foi uma semana difícil, mais uma, no que respeita aos acontecimentos no nosso Sporting. Tudo vai tomando uma forma definitiva e porventura irreversível. Nada que abale o meu amor ao Clube, mas sim, a minha perspectiva de futuro do Sporting. Não vejo luz ao fundo do túnel e vejo outra Luz de ambos lados da segunda circular. Estou, efectivamente, preocupado. Muito preocupado e a temer o futuro do nosso Clube.

E na verdade não tenho muito mais para dizer-vos! Não adianta dizer muito mais e por isso, mais não digo!

Ficará para mim os vários episódios, alguns caricatos e outros ridículos, em que fui sendo submetido – algumas vezes de onde menos esperava – ao longo destes meses de instabilidade no Sporting. Também por isso, por razões profissionais e por algum recato imprescindível, é tempo de estar em retiro.

Não alinho em coisas de bastidores, nem em presumíveis candidaturas fora de tempo. Não estou associado a algum movimento obscuro, clarividente ou de salvação da pátria nem sei, tão pouco, se existem…

Estou triste, muito triste por viver este momento actual. Quase a apagar a memória de outros tempos em que vivíamos intensamente o Sporting Clube de Portugal.

Só quero um Sporting Clube de Portugal forte e a lutar por todos os títulos e em todas as modalidades.

Desculpem os que esperavam mais de mim, os que tanto apoio deram e aqueles que no silêncio acreditaram que tudo era possível. Não é. E mais não digo!

Saudações Leoninas