Mês: Março 2019 Page 1 of 2

A GENIALIDADE DA INCOMPREENSÃO E ACEITAÇÃO

INTRODUÇÃO

Aplica-se o “efeito Escher” ao mundo actual que vivemos no Sporting onde o fenómeno mais vigente é, comparativamente à cultura desbravada na pintura de Escher, a da ilusão óptica. Há genialidade, muita incompreensão – ainda nos dias que correm – e pior, com alguma aceitação.

O EFEITO ESCHER NO MEU OLHAR LEONINO OU A GENIALIDADE DA INCOMPREENSÃO E ACEITAÇÃO

Escadaria Escheriana – é a melhor definição que encontro para o actual Sporting, sé é que me entendem… Mostro-vos o vídeo para quem desconhece esta realidade.

Traduzindo emocionalmente a minha visão da escadaria Escheriana, em mim e aplicada ao mundo Sporting, daria qualquer coisa próxima deste sentimento:

Tenho saudades do meu Sporting. Visito, a espaços, o Pavilhão João Rocha, – vi o Voleibol e o Futsal, e foi ali, naquele pavilhão especial, que aprendi a amar mais o Hóquei em Patins e a redescobrir uma acentuada paixão pelo Andebol – e, também, sem a frequência que estava habituado, vou indo ao Estádio ver, cada vez menos, a equipa principal de futebol. Deixei de acompanhar a formação e, infelizmente, o futebol feminino que tanto gostava. As saudades são imensas. A desmotivação também.

Perdi, a permeio, a emoção de outrora. Perdi, também, aquela ânsia que crescia desmesuradamente com o aproximar dos jogos. E, confesso-vos, que sinto um estranho medo misturado na saudade de perder o apetite emocional que sempre nutri pelo Clube do meu coração. Estou apático. Esta apatia talvez seja uma defesa ou uma consequência por ter vivido intensamente o Sporting, por tê-lo feito de peito aberto defendendo as minhas convicções, por vezes, mais fortes do que eu.

Sinto uma estranha genialidade pela incompreensão que se agarra, tristemente, à aceitação, e ambas, de braço dado, ancoram-se no mais profundo de mim, como um contra-senso ou algo que não consigo traduzir em palavras por ser mais que uma  inadequada e cena incompreensível, por tornar-se numa aceitação resignada.

A genialidade não abunda, em paralelo, a incompreensão é prematura e estéril. Já a aceitação vai sendo diluída pelo tempo e, lentamente, morro em cada dia que se despede dos meus olhos. Mais que uma morte poética, que existe, há uma morte real devoradora que assalta – o termo é o mais apropriado – a minha memória e resvala na saudade. Mas, estamos vivos!

Todas a lutas morreram. Estão sepultadas, também elas, na mesma memória estéril que nem para museu serve.

Todas as conquistam perderam-se no tempo e talvez algumas sejam salvas para um dos museus do Sporting. Talvez enquanto existirem pessoas que amem o Clube com a mesma intensidade de sempre, com ou sem mágoa, mas com o mesmo verdadeiro amor.

Até esta profunda tristeza em mim tem a genialidade da incompreensão e aceitação. Paradoxos à parte. A vida é mesmo assim. Feita de ciclos até que a morte determine um fim. Mas morrer e continuar vivo – desportivamente falando – é uma inércia tortuosa que machuca e agita emoções. Dói e corrói. Tortura quem sobrevive as intempéries da vida.

Não há Cultura que nos salve. Borram a pintura e a música tem uma mensagem em busca de um inusitado salvamento. A tristeza abunda. O perigo é real. Morreremos todos num ápice cultural, mas, antes, a minha mensagem fica para a posterioridade.

E num quase grito de desespero digo:

“Diga algo, estou desistindo… Diga alguma coisa.”

Say Something

TELL ME THE NEXT LIE!

Pronto! Agora já não é a Holdimo e o Sobrinho que querem ficar com SAD!

Os senhores que se seguem? O Fundo de Investimento Apollo! Sim esse mesmo que, supostamente, emprestou os 65 milhões de euros ao Sporting Clube de Portugal. E digo supostamente porque ainda não foi confirmado por ninguém que o dinheiro veio deles e nem quais as condições do negócio!

Claro que as teorias da conspiração não se fizeram esperar e logo alguém aventou que a Apollo aposta no incumprimento do Sporting, no pagamento do empréstimo, para ficar com os terrenos da Academia, porque está interessada em construir o novo aeroporto de Lisboa!

Esta teoria é tem tanto de interessante como de falsa!!!! Em primeiro lugar, o pagamento dado em troca do empréstimo foram as receitas da televisão e portanto nunca a Apollo poderia ficar com os terrenos da Academia e em segundo lugar os terrenos do Sporting não na zona de implementação do novo aeroporto, se não já o próprio Sporting poderia ter visto os terrenos expropriados!

Conclusão, mais uma distracção!

A gestão silenciosa do Varandas e da sua Direcção tem coisas giras de se ver! Ninguém da Direcção fala, mas conseguimos saber tudo ou pelos jornais, ou pela inenarrável tertúlia 2.0, que cada vez mais parece o “porta-voz” oficial do Clube e da SAD!

O mais engraçado é que este tipo de gestão, pelos vistos, também se alargou aos restantes órgãos sociais, em especial ao mais Alto Representante dos Sócios, the one and only Rogério Alves!!!!

É também interessante assistir que os mesmos que no mandato anterior vinham a público todos os dias rasgar as vestes e exigir explicações de todos e sobre tudo, são os mesmos que agora aplaudem este tipo de gestão, onde nada é explicado e tudo é propositadamente baralhado.

Num dia pode estar tudo bem e no dia seguinte estarmos à Beira do Abismo! Hoje pode estar tudo calmo e amanhã, a própria Direcção vir anunciar que entrámos no Caos Eterno e que é altura de entrar em pânico!

A Marca Sporting é gerida como um cata-vento, à mercê dos caprichos de Varandas, Zenha e Rogério Alves. Deve ser uma forma de gestão moderna trazida pelo “Génio” Zenha lá da Espanha onde ele trabalhava… E digo o Zenha porque o Varandas quando consegue articular duas frase com sentido e conexas é dia de festa na Mouraria! Ou seja, é uma mente brilhante, mas ao contrário!

O Sporting vive hoje enredado de histórias e historietas, em tangas e em tretas, mentiras mal contadas e verdades escondidas… Este ambiente é propício para o aparecimento de parasitas que, vivendo à conta do Sporting, vão comentando e vivendo à custa do seu conhecimento pífio e mentiroso, apoiado por um sistema vermelho de cartilhas para fazer passar a mensagem aos incautos Sportinguistas!

E nós, verdes de alma e coração lá vamos indo, marchando e cantando, em direcção ao abismo final, sendo que quando nos apercebermos já será tarde.

Por isso caros consócios, sejam mais exigentes com a informação que divulgam e desconfiem de todos os que sabem muitas coisas, mas que no final, têm uma mão cheia de nada, que nos distrai e tenta fazer esquecer em que caminho estamos!

A queda no abismo nunca será devido ao vento passado, mas à mão que nos empurra!

TV PARA TOTÓS, ACÉFALOS E FANÁTICOS

Nota prévia: Se está enquadrado num destes três estados por favor não leia mais porque terá dificuldade em entender, aceitar e reconhecer-se!

Passo um: deixe de ler. Passo dois: saia deste texto. Passo três: regresse de imediato aos habituais canais televisivos disponíveis.

Esclarecimento necessário: Não vejo Tv, mas para esta crónica recorri as redes sociais onde existem vários pequenos vídeos exemplificativos. Nada tenho contra os comentadores desportivos ou pivôs que ganham a vida com este trabalho, mas tenho pena de quem consome este produto final. Muita pena!

Episódio referência: O golo anulado ao Moreirense contra o Benfica e a questão sobre se a bola entrou ou não na baliza do clube encarnado.

TV PARA TOTÓS, ACÉFALOS E FANÁTICOS

Primeiro é preciso ver as imagens e ouvir bem cada comentário que é dito sobre o mesmo lance para entender este fenómeno paranormal da realidade actual da televisão portuguesa e daqueles comentadores desportivos, presumo que bem pagos, para desempenharem um papel de manipulação das mentes distorcendo a realidade visível a qualquer um. É, de facto, uma obra de arte incrível. Há comentadores de bom senso – poucos – que não se prestam a esses serviços encomendados.

Não é golo mal anulado nenhum, a bola não entra na baliza! … Por favor olhem com atenção para este vídeo e vejam a bola a bater num placard de uma instituição financeira que ali até ao fundo e a vir para trás da baliza” – Vasco Mendonça – in SIC Notícias

Mas o pior estava guardado para outro canal televisivo que até transmite jogos do seu clube.

E se associarmos os diversos jornais diários a esta panóplia de instrumentalização e manipulação global tudo fica mais assustador!

Há muitos milhões envolvidos. E de várias proveniências. Há muitos interesses escondidos e para uma sociedade feliz e estupidificada é preciso que ganhem sempre os mesmos. A luta do poder.

É preciso que a televisão consiga distrair o povo e alimente as suas conversas de café. Não dá para mais. Não querem mais. Não pode ser mais. Um lindo povo de totós, acéfalos e fanáticos é o cenário perfeito para que tudo o resto aconteça e passe despercebido. Coitado do Rui Pinto que teve a inteligência e ousadia de contrariar esta realidade. Coitado do outro que foi desmascarado e apanhado com a “boca na botija” ao fim de tantos e tantos anos e até vimos – isto era no tempo em que via televisão – alguns comentadores a defender a sua condição e apetência religiosa. Um crente, certamente, dos mais fervorosos do mundo Tuga!

Fico afastado de consciência tranquila. Nunca recebi nenhum dinheiro para comentar nem para escrever sobre o desporto ou sobre os clubes as suas artimanhas, mas combati o sistema enquanto tive essa oportunidade, um combate com ética, directo e feroz! Os resultados todos sabem. Eram tempos de mudança, de acabar com o que se construía e que tiraria o poder ao actual estado, mas ninguém percebeu o que estava em causa e deixaram morrer um combate necessário e ousado. O mundo não vive de ousadias…

Hoje é tão deplorável que deixei de ter estômago, jogo de cintura e flexibilidade mental para ver a televisão portuguesa. Digo-vos que foi uma decisão feliz. Defendi a minha sanidade mental, ocupei-me com outras coisas mais importantes e deixei de aturar totós, acéfalos e fanáticos, que os há, diga-se, em todos os clubes.

Estar longe da Star Wars para totós é tão saudável e satisfatório. Repito: Não tenho nada contra quem ganha a vida a desempenhar este papel da manipulação global de mentes inócuas. Bem pagos, como espero, fazem pela vida! Eu não seria capaz de fazê-lo, mas, por isso, não julgo os que o fazem.

Tenho pena dos totós, acéfalos e fanáticos embora saiba que estão convictos da sua razão e que estarão cobertos de sapiência, talvez até alguma cultura (desportiva?) e outros predicados inexplicáveis.

Se uma sociedade com poder quer e constrói um povo assim, quem sou eu para impedir?

Termino que a conexão obrigatória para os mais desatentos: foi por aqui, por este caminho de manipulação das mentes que iniciou a destruição do meu Clube. Foi por aqui meus caros, por aqui e ninguém quis perceber até que já era tarde demais…

O mundo agora é dos totós, acéfalos e fanáticos que vivem dependentes de alimentação diária para a mentes obtusas e nas mãos de uns quantos. Mas vivem felizes, quero eu acreditar!

Sejam felizes!

ETERNO RETORNO!

O Sporting voltou a ganhar! 1-0 ao Santa Clara, num jogo paupérrimo, que provocou o sono a todos quantos resolveram assistir à partida.

Antes do início, o pivot na TV informava que Bas Dost iria jogar… Pensei para mim que ele ia estar em campo porque infelizmente, ultimamente, jogar não é com ele… E não me enganei. Dost fez um jogo miserável…

Parece-me pacifico considerar que o Sporting atravessa um momento delicado. Além da atmosfera que se vive em torno do Clube é a segunda semana que temos um dirigente agredido. A semana passada foi na Tribuna do Bessa e agora no Dragão Caixa.

Não me quero debruçar sobre cada uma das agressões em específico, mas o porquê delas acontecerem, mais propriamente agora.

Não é segredo para ninguém que o Sporting nunca foi um Clube pacífico, nem sequer unânime entre os seus sócios e simpatizantes. Sempre houveram vozes discordantes das gestões correntes e, desde o fim da era João Rocha, que sempre acabámos por subservientes ou ao Benfica, ou ao Porto servindo, de uma forma ou de outra, os seus propósitos.

Salvo raras excepções, a seguir ao JR, as gestões que por lá passaram sempre se importaram mais com os seus objectivos pessoais do que gerir o clube com competência. Veja-se o caso de Santana Lopes que foi Presidente do Sporting para relançar a sua carreira política! Ou então foram incapazes de transformar o grande potencial deste clube na energia necessária para o revitalizar e para o pôr de volta no caminho das vitórias.

Com a chegada do novo século o Sporting entra na era Roquete e na empresarização do Clube e em 2000 e 2002 conseguimos ser campeões. A última vez que o havíamos sido, antes disso, fora em 1982, 18 anos antes portanto. Durante esse longo período, para nos dedicarmos em regime de quase exclusividade ao futebol, fomos acabando com as modalidades onde ainda íamos dando luta e conseguindo ser campeões. Foi a fase mais negra do nosso Clube!

Os Sportinguistas deixaram de saber o que é o doce sabor da vitória e começaram a procurar “gratificação”, que a substituísse, nas pequenas vitórias morais: ganhar aos rivais, ser melhor na formação, etc. No fundo tudo o que pudesse devolver algum orgulho a uma massa adepta desiludida e cansada de perder. Aos poucos, esta massa adepta foi-se afastado do Clube e das equipas… Até ao desinteresse total.

Em 2013, a Direcção eleita conseguiu alterar o discurso, instilando o orgulho e conquistando novos e velhos adeptos e sócios, criando a ideia de que teríamos sempre de lutar pelos títulos de campeão em todas as modalidades. Recuperaram-se as finanças do Clube, negociou-se com o bancos e fizeram-se sacrifícios. Mas ao fim de algum tempo, já se podia ver que os Sportinguistas estavam a regressar e a voltar a sentir orgulho em usar as cores do clube.

Lembro-me bem que a discussão mais acesa nas redes sociais desses tempos era se o Sporting devia jogar com calções brancos, verdes ou pretos! Ah a discussão dos calções que hoje parece coisa de um passado tão distante…

Claro que nem esse período foi pacífico. Internamente havia uma oposição feroz, que muitas vezes não se importava de sacrificar o Clube em prol dos seus objectivos e da queda prematura da Direcção eleita.

Ao fim de 5 anos, a Direcção foi destituída, num golpe levado a cabo pelo Persona Horribilis Jaime Marta Soares e pelos seus muchachos, sem ter conseguido ser campeã de futebol… Ou se quiserem por não o ter conseguido, apesar de ter sido campeã nas outras 54 modalidades, algumas delas entretanto recuperadas.

Fomos para eleições, ilegais do meu ponto de vista, onde foi eleito o CD eleito, apesar de não ter o maior número de votantes, teve o maior número de votos.

As “eleições” foram participadas e os sócios votaram em consciência! E a possibilidade de escolha abundante.

6 meses depois deste CD iniciar funções já assisti a tudo um pouco por parte desta Direcção. Mentiras, enganos, falhas clamorosas de comunicação e grande incompetência para governar, de forma eficiente, este Clube, quer financeira quer desportivamente.

Os tiros nos pés sucedem-se e a “gestão silenciosa” tem afastado a Direcção dos Sócios, através de uma gestão da comunicação sofrível e em todos os seus aspectos incompetente.

Quase como se o seu objectivo fosse esse mesmo… Afastar os Sportinguistas do Clube.

E como a nossa “bipolaridade” é sobeja e mundialmente conhecida, já andamos a falar em correr com estes e eleger sei lá quem…

Todo o processo que levou à destituição de uns e à eleição destes, com uma CG pelo meio, enfraqueceu o Clube perante os seus congéneres da Primeira Liga, deixando-nos à mercê destas faltas de respeito que são visíveis nas reclamações, dos adversários, contra as supostas ajudas para ganhar e na forma como a Direcção se permite ser tratada pelas outras direcções. A falta de respeito é visível, mas a incapacidade para se dar ao respeito também.

A conferência de Imprensa de ontem é sintomática disso mesmo. Ao afirmar que não corta relações institucionais com os outros clubes, está direcção está-se a encurralar e a pôr-se a jeito. E das duas uma ou mais uma vez se desmente e dá o dito pelo não dito ou continuará a ser “agredida” porque é fácil aos outros fazê-lo.

E ciclicamente lá vamos intercalando fases melhores, onde o clube recupera um pouco da sua mística, com as fases autodestrutivas.

O Sporting Clube de Portugal é a representação viva do conceito filosófico do Eterno Retorno, que postula

ouroboros

que o mundo se extingue em chamas para se voltar a reconstruir e voltar a acometer os mesmos actos.

A Ouroboros, serpente devorando a sua própria cauda, é um símbolo de eternidade, evolução e continuidade, ligada ao eterno retorno, apesar de parecer significar a autodestruição… Significa que um se destrói para voltar a reconstruir-se!

Estamos agora na fase das “chamas” em que a Direcção, não se consegue dar ao respeito, nem fazer com que o Clube seja respeitado. Parecemos marchar para o abismo, empurrados por uma qualquer mão invisível.

Enquanto isso a Direcção promete cada vez mais transparência mas cada vez demonstra mais opacidade e cinzentismo, que em vez de unir, está cada vez mais a separar os Sportinguistas em facções incompatíveis entre si e com visões diametral e figadalmente diferentes.

Não sei como esta fase acabará, mas seguramente que renasceremos das cinzas e voltaremos mais fortes! Porque o Sporting é eterno, de uma forma ou de outra!

Saudações Leoninas

SPORTING VERSÃO ENTRETENIMENTO

Tenho estado mais afastado por opção e consciência. No entanto, sempre que espreito, vejo uma versão de entretenimento que pensei já ter acabado no meu Clube.

O silêncio numa versão dúbia e a comunicação numa versão inadequada ou, mais uma vez, de entretenimento para ocupar as mentes e alimentar os programas televisivos.

Uma comunicação que atesta um estado financeiro sem buracos e que depois oscila e vem contrariar tudo, o pagamento de Raphinha que estava feito mas que não está e o constrangedor momento em que RPB anuncia que e cito:

Salvar o Sporting tem de ser um desígnio nacional – clique no link

Percebe-se, no meio disto tudo, porque muitos Sportinguistas demitem-se de Sócio e recusam-se a apoiar esta Direcção. Mas, na verdade, não existem alternativas válidas e estamos todos saturados desta autofagia – processo de degradação constante – que os rivais aplaudem de pé e de sorriso nos lábios além do habitual gozo. Tristemente é de constatar que alguns Sportinguistas também o façam…

As assistências diminuem, o apoio por consequência também, e ainda há tempo para uma guerrilha com as Claques. E nem adianta voltar à manifestação, sejam quantos forem, até com imagens, é vê-los na Tv a adiantar números como 30/40 o que, diga-se, sempre são mais que os habituais 10!

E é isto o actual Sporting, versão entretenimento, que ainda é aliciante para alguns pensadores financeiros que vislumbram uma oportunidade de lucro.

Penso tantas vezes no sofredor anónimo, sem voz nem rosto, para imaginar como tem vivido estes tempos do nosso Clube. O que pensa, o que quer para o Sporting CP.

Não gosto da versão entretenimento. Não gosto de ver uma morte lenta daquela chama de atitude e compromisso que estende-se, perigosamente, a quase todas as modalidades. Não gosto de ver o futebol a lutar com o Braga por um lugar no campeonato nacional. Não gosto de quase nada e não vejo os Sportinguistas com aquele brilho nos olhos como já vi.

Para já estamos na versão entretenimento que é aquela versão que permite distrair os outros para que certas coisas aconteçam sem alarmismos, depois, bem depois, passaremos para a versão do adeus e choraremos, não uma morte, mas uma transferência da SAD e do Clube para outras mãos que procurem, mais uma vez, o lucro próprio.

Enfim, em ambas versões, o Sporting já não será de quem tinha que ser!

Dos SÓCIOS!!!

Saudações Leoninas

QUESTÕES!

Acabou mais um fim de semana desportivo e viemos do Bessa com a vitória.

Foi sofrida? Foi! Jogámos mal? Sim! Merecíamos perder? Não!

Foi penálti? O Arbitro diz que sim e o VAR também.

Portanto, ganhámos 3 pontos e distanciámo-nos do Moreirense, cimentando o 4.º lugar e não deixando o Braga fugir.

Claro que entre Sportinguistas a discussão maior passou a ser se o lance do Raphinha era realmente penálti ou não… Como se não tivéssemos coisas muito mais importantes e interessantes para discutir.

Por exemplo, a Apollo (vá tomem lá para saberem mais deste Fundo: https://www.apollo.com/about-apollo) sempre vai financiar os 65 milhões que necessitamos até Junho? E sempre é verdade que o Vice do Sporting vai receber uma comissão de 10%? É que já vieram desmentir os 15% de taxa de juro, mas não desmentiram a comissão! É verdade que a Interway está vinculada a este negócio ou não?

6,5 milhões de comissão, parece-me um bocadinho pior que os 60.000 euros para a China ou os 1,7 milhões de euros para o gabinete de advogados, onde trabalhava o ex-sogro do ex-Presidente da Direcção não (em 5 anos… O Vagangs deve arranjar uns que trabalhem probono) ?

A propósito deste tema da Apollo gostaria de fazer um aparte… A NOS não adianta verbas a ninguém de nenhum contrato!!!! Isso só existe na mente de uns quantos “iluminados” que gostam de falar por falar…

Espero sinceramente que ninguém tenha ido perguntar isso aos senhores da NOS, para que a nossa vergonha não seja maior!!! As únicas formas de estas verbas serem adiantadas ou é por factoring ou por alguma linha de crédito feita com contrato da NOS como garantia, ambos feitos por entidades bancárias ou financeiras.

Sejam mais criteriosos nas vossas partilhas e tentem não passar informações falsas! As fontes desta e de outras histórias devem ter sido as mesmas que em Agosto todos os dias lançavam uma bomba, mas que nunca rebentaram!

Também gostaria de ver esclarecido como chegámos até aqui… É que em 6 meses passámos de uma situação fácil, fácil, para estarmos à beira da falência… Seria bom que se fizesse uma AG para mostrar as contas consolidadas e de uma vez por todas explicarem aos Sócios o que se está a passar.

É verdade que o Empréstimo Obrigacionista foi um verdadeiro flop, que ainda tivemos de por dinheiro do bolso?!?!?!? para pagar o anterior. Se era por aí que o Varandas se esperava financiar… Era?

Existe a “história” do plano de financiamento que estava acordado e que foi rasgado pela Direcção do Varandas. Será verdade? Dias Ferreira mentiu? Não aconteceu de todo ou havia motivos válidos para o rasgar e começar de novo?

Qual era a verdadeira situação financeira do Sporting Clube de Portugal e Sporting Clube de Portugal SAD quando a dupla Cintra e Torres (no circo um seria o pobre e o outro o Rico… Mas o circo acabou portanto…) começaram a gerir o SCP?

Em que situação financeira a Direcção do Varandas encontrou o Clube e a SAD em Setembro de 2018?

É verdade que todas as decisões da Comissão de Gestão passaram por Frederico Varandas? E se assim foi porquê, tendo em conta que haviam mais candidatos com hipótese de ganhar…

A que se deve o silêncio de Ricciardi que fez saber que seria candidato ao SCP, com linha de crédito de 200 milhões e tudo? Porque é que não fez a sua conferência de imprensa? Esqueceu-se?

Outra “informação” que veio a público foi que Rogério Alves seria advogado representante da Apollo? É verdade? E se assim for não existe incompatibilidade uma vez que este é Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal?

E por falar em Rogério Alves… Onde anda este Sócio que gosta tanto de falar e de aparecer, mas que agora parece ter perdido o pio… Podemos contar com uma AG proximamente ou vamos ter de esperar até Junho de 2019 para podermos confrontar a Direcção com o rumo do Sporting?

E por último a mais difícil de todas… Quem anda a produzir toda a desinformação que roda em torno do nosso Clube?

Face a todas estas perguntas estou-me a borrifar se foi penálti ou não!!!! Não discuto vitórias do Sporting! Podia o próprio Diabo ser Presidente que ainda assim não discutiria as vitórias do meu Clube.

Se queremos um Sporting forte, temos de nos focar naquilo que é importante e não na “palha” que nos servem para comermos todos os dias.

Saudações Leoninas!

JOSÉ MARIA RICCIARDI!

Desculpem-me os leitores mas tinha de vir hoje dizer algo sobre as notícias da candidatura do Ricciardi!

Esta semana ficámos a saber, pela CMTV, que Ricciardi estava na Suiça para garantir uma linha de crédito de 200 milhões e na mesma “notícia” também que era candidato à Presidencia do Sporting Clube de Portugal.

É só a mim que isto soa a estranho? Ou o Sporting vive num universo paralelo onde as regras não se aplicam e tudo funciona ao contrário ou então… Anda alguém muito ocupado a fazer-nos de parvos.

Aceitemos academicamente a hipótese levantada pela CMTV como verdadeira:

  • Como iriamos para eleições, sabendo que para haver uma nova Direcção, o actual Presidente teria de se demitir ou ser destituido! Pelo que tenho visto, não me parece que o Varandas esteja mais próximo de se demitir e não me parece que o Universo Sporting esteja assim tão incomodado que votasse em peso na sua destituição.
  • Este domingo houve um protesto contra a Direcção e qualquer “candidato” a querer derrubar o actual detentor no cargo, aproveitaria para reforçar em muito as fileiras dos descontentes, criando assim as condições psicológias e ambientais correctas para poder haver eleições. Ora o que vimos foi um protesto que reuniu o maior número de pessoas desde 23 de Junho de 2018, mas não o suficiente para forçar a queda da actual Direcção por descontentamento;
  • Fala-se agora, nas redes sociais, de um novo protesto agendado para o Bessa (próximo jogo do Sporting) que terá proporções maiores e será ainda mais ruidoso. No entanto, da parte do “candidato” José Maria, não se vê nenhuma movimentação para apelar aos descontentes a se fazerem ouvir nesse protesto.

Não é dicifil perceber que a realidade noticiosa e a factualidade não andam de mãos dadas neste caso. E ou não se aplicam as regras ou o Ricciardi nbão se está a “mexer” para provocar a queda da actual Direcção, condição sine qua non para que se possam falar de candidaturas.

Não ponho em causa a sua vontade de ser Presidente do Sporting. Ponho sim em causa a sua capacidade para ser melhor Presidente que o actual ou pelo menos de nos voltar a por no mesmo caminho que estavamos antes da destituição de 23 de Junho.

Na mesma notícia também é afirmado que Ricciardi estaria à procura de contratar 6/7 titulares indicutiveis para a equipa de futebol, no próximo ano. Somente Bruno Fernandes não estaria à venda, do actual plantel… Fico pasmo com estas afirmações, quer pela sua leviandade, quer pelos efeitos preversos que podem ter no balneário.

Mas mais pasmo fico com o facto de José Maria Ricciardi não ter a inteligência suficiente para perceber que de futebol, não percebe nada! E que antes de andar a anunciar a contratação de jogadores e tal, deveria ter sim anunciado a contratação de um Director Desportivo e afirmar que a missão deste era construir um projecto forte a 3 anos, que nos pusesse a lutar pelo campenoato e a disputar o acesso à Champions.

Foi assim que Bruno de Carvalho se apresentou em 2011, com Augusto Inácio ao lado a validar o seu projecto desportivo! Ricciardi é só mais um que se apresenta ao bom estilo dos Presidentes dos anos 80! De cheque na mão e um conjunto de nomes sonantes na outra e que tão bons resultados deu!

Esperemos então que o “Candidato Cofina” venha a publico esclarecer os sócios mais esta trapalhada onde nos quer enfiar!

Só para relembrar que Ricciardi ainda nos deve uma conferência de imprensa! Talvez esteja na hora de nos enfrentar cara-a-cara e deixar de passar mensagens pela Comunicação Social.

Saudações Leoninas

GESTÃO SILENCIOSA!

Começo pela parte simples desta crónica, as vitórias do Sporting Clube de Portugal em Andebol, contra o Belenenses, e em futebol contra o Portimonense. Parabéns às duas equipas pelos excelentes resultados obtidos.

No domingo passado houve também uma manifestação, nas escadas do estádio, de um grupo de sportinguistas contra esta Direcção e a forma como esta tem desrespeitado os sócios nestes últimos tempos.

Pelas imagens que pude ver, estiveram mais pessoas nesta do que naquela outra manifestação a pedir eleições antecipadas… Aquela que foi em frente do Edifício Visconde de Alvalade.

WhatsApp Image 2019-03-04 at 23.09.19 (1)

Mas como é óbvio nesta não houve drones da CMTV ou os directos da SIC e TVI. E por isso, não teve o impacto da outra na opinião pública.

Conheço alguns dos que lá estiveram. São Sportinguistas de corpo inteiro que não se revêm na forma como esta Direcção está a conduzir os destinos do Clube que todos amamos. Podemos não concordar com os rostos ou pessoas, mas o rumo, esse todos sabemos qual tem de ser.

Este enfraquecimento sucessivo do nosso Clube, não nos pode deixar de forma alguma felizes. É um retroceder à época onde os nosso rivais diziam que “Portugal precisa de um Sporting forte”, mas desejavam um clube amorfo e sem chama, sem garras e dentes, que fosse incapaz disputar a glória com eles.

Voltámos ao tempo em que gastávamos dinheiro para ajudar os “amigos”, empresários e mais não sei quem e depois esperávamos pelo milagre de ser campeões. Voltámos ao tempo em que o Natal era uma inevitabilidade e uma fatalidade desportiva.

E quando os Sócios não podem falar nos sítios certos, as AG’s, têm de seguir o exemplo da Direcção e virem falar na praça pública, exigindo serem considerados e ouvidos pela Direcção que os devia respeitar e representar.

Já agora será importante referir que estiveram cerca de 24 mil pessoas a assistir ao jogo… Considero este número fraquíssimo, mesmo tendo em conta que estávamos num fim de semana, que muita gente aproveitou para ir para fora de Lisboa.

RA Presidente AG SCP

E nem assim o PMAG interrompe o seu silêncio para nos brindar com a sua interpretação de tudo aquilo que se tem passado no Clube?

Nem assim o Rogério Alves encontra um momento para vir esclarecer os sócios sobre todas as notícias que têm vindo a público?

Nada demove o homem do seu silêncio ou, se quiserem, da gestão silenciosa que tem feito, desde a já famosa CI, marcada pela Direcção do Clube, mas feita pela Direcção da SAD.

Silêncio responsável dirão alguns… Falha gravíssima dos seus deveres como representante dos Sócios digo eu! Porque das duas uma: Ou sabe o que se passa e deixa os sócios serem manipulados por CS, agências de comunicação como a LPM e outros “interessados” ocultos; ou não sabe nada e com o seu silêncio está a ser conivente com o atropelo perpetrado. E em ambos os cenários está a representar mal o seu papel.

Mas às más representações do Rogério já devíamos estar habituados… O Clube quase que ia à falência no seu primeiro reinado e ele nem piou…

Terá voltado para acabar com o Clube de vez? Sinceramente não quero acreditar nisso. Quero acreditar que o PMAG afinal é ser ingénuo, que confiou num candidato que lhe mentiu e que agora está a tentar aguentar o barco à tona ou a ser leal ao seu cabeça de lista.

Espero sinceramente que rapidamente venha a público explicar a sua ausência e de uma vez por todas, explicar porque é que o Presidente do Clube marcou uma conferência de imprensa, para depois aparecer o Presidente da SAD para falar.

Que venha explicar porque é que os Sócios, como accionistas maioritários da SAD ainda não tiveram direito a ouvir o plano de recuperação de uma crise, que ninguém informou que existia…

Que nos venha explicar porque é que anda não marcou uma AG para que estes temas fossem debatidos…

Que venha esclarecer se pediu ao seu amigo Ricciardi para não fazer a sua CI na terça-feira passada?

E que, já agora, nos esclareça quais os verdadeiros intuitos da Apollo em relação à SAD do Sporting.

E sim Dr. Rogério Alves, o senhor como representante único de todos os sócios, tem sobre os seus ombros a responsabilidade de exercer pressão para que os maiores “accionistas”, os sócios, sejam cabalmente esclarecidos.

Que termine esta gestão silenciosa, porque é impossível sermos mais ridicularizados do que já estamos.

Sobre a Apollo falarei numa próxima crónica.

Saudações leoninas!

MAIS NÃO DIGO!

Começo por pedir desculpa aos muitos Leitores deste blogue por não estar aqui com intensidade que era habitual.

Foi uma semana difícil, mais uma, no que respeita aos acontecimentos no nosso Sporting. Tudo vai tomando uma forma definitiva e porventura irreversível. Nada que abale o meu amor ao Clube, mas sim, a minha perspectiva de futuro do Sporting. Não vejo luz ao fundo do túnel e vejo outra Luz de ambos lados da segunda circular. Estou, efectivamente, preocupado. Muito preocupado e a temer o futuro do nosso Clube.

E na verdade não tenho muito mais para dizer-vos! Não adianta dizer muito mais e por isso, mais não digo!

Ficará para mim os vários episódios, alguns caricatos e outros ridículos, em que fui sendo submetido – algumas vezes de onde menos esperava – ao longo destes meses de instabilidade no Sporting. Também por isso, por razões profissionais e por algum recato imprescindível, é tempo de estar em retiro.

Não alinho em coisas de bastidores, nem em presumíveis candidaturas fora de tempo. Não estou associado a algum movimento obscuro, clarividente ou de salvação da pátria nem sei, tão pouco, se existem…

Estou triste, muito triste por viver este momento actual. Quase a apagar a memória de outros tempos em que vivíamos intensamente o Sporting Clube de Portugal.

Só quero um Sporting Clube de Portugal forte e a lutar por todos os títulos e em todas as modalidades.

Desculpem os que esperavam mais de mim, os que tanto apoio deram e aqueles que no silêncio acreditaram que tudo era possível. Não é. E mais não digo!

Saudações Leoninas

CONCENTRAÇÃO DE SPORTINGUISTAS

ATENÇÃO!!!

HOJE 3 DE MARÇO DE 2019, 19:00 HORAS

CONTESTAÇÃO À ACTUAL DIRECÇÃO!|

NINGUÉM ENTRA NO ESTÁDIO!

CONCENTRAÇÃO NAS ESCADARIAS DE ACESSO AO ALVALÁXIA!

NÃO É UMA MANIFESTAÇÃO!

É UM PROTESTO PACÍFICO, ORDEIRO, SEM INSULTOS, SEM DECLARAÇÕES AO JORNALIXO, PARA PRESSIONAR UMA AG DE DESTITUIÇÃO DA ACTUAL DIRECÇÃO.

NÃO SE FALA DE BRUNO DE CARVALHO NEM DE “LEAIS”, O OBJECTIVO É EXPULSAR QUEM ACTUALMENTE DIRIGE O SPORTING.

VAMOS LÁ?

Page 1 of 2

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén