SE…

Lendo o SEM FILTRO só me apetece fazer um comentário.

Enfim, um comentário ligeiro, só possível face ao que aconteceu, porque muito provavelmente no lugar do Presidente Bruno de Carvalho eu teria feito o mesmo que ele fez.

MAS… À LUZ DO QUE ACONTECEU…

  • Se tivesse feito com Leonardo Jardim o esforço financeiro que acabou por fazer com Jorge Jesus…
  • Se não tivesse contratado Marco silva…
  • Se o tivesse despedido quando percebeu que ele estava ao serviço de interesses que não eram os do Sporting…
  • Se não tivesse contratado Jorge Jesus…
  • Se não tivesse contratado o Octávio…
  • Se não tivesse cedido a chantagens do Jorge Jesus…
  • Se o tivesse despedido quando entendeu que o devia fazer…
  • Se tivesse tido uma presidência com muitíssimo menos declarações públicas…
  • Se tivesse esquecido que o Facebook existe…
  • Se tivesse confiado menos nos jogadores…
  • Se tivesse imposto a sua vontade nas alturas próprias…
  • Se tivesses sancionado, inclusivamente com despedimentos, quem claramente o andava a trair com empresários, com a Comunicação Social, com a Doyen etc…

Provavelmente, eu digo provavelmente, nada do que aconteceu tinha acontecido.

Se o que acabei de escrever é uma crítica a Bruno de Carvalho? Não!

É apenas uma reflexão de um leigo em matéria de dirigismo desportivo, feita como disse, à luz do SEM FILTRO.

Bruno de carvalho fez o que fez, tomou as decisões que tomou, para não ferir os sócios e ter receio das suas reacções e foi isso que o conduziu a tomar más decisões. Volto a dizer: qualquer mortal com amor ao clube e respeito pelos sócios teria feito o mesmo. Só que por vezes na vida em prol do clube e desses mesmos sócios, há que tomar decisões impopulares.

Para isso, como diz o povo, tem de se ter TOMATES! com paninhos quentes não se vai lá! (e o que custa a aceitar é que Bruno de Carvalho os tem e não os usou).

Entretanto caríssimos 71%, assistam de camarote à destruição do Sporting Clube de Portugal e continuem a insultar o único homem que voltaria a tornar o Sporting um dos maiores clubes do mundo.

PARABÉNS!

Arthur Santos