Começo esta crónica por pedir desculpa de antemão pelo tom da mesma, mas ainda estou com uma azia desgraçada por aquilo que se passou no Domingo em Alvalade.

Em consequência dessa amarga derrota, em casa frente ao rival de sempre, o Universo Sportinguista parece ter acordado para a realidade que muito de nós já tínhamos avisado. Este Sporting não tem nada a ver com o dos últimos 5 anos.

É um Sporting amorfo, sem orgulho, sem garra e sem vontade, desinvestido de qualidade (achavam que o Keiser estava a treinar o Al Jazira porque era demasiado fenomenal para treinar na Europa?) cumprindo os serviços mínimos no que toca à competição e sem gota da exigência do passado recente!

Agora já começam as comparações e o mal-estar começa-se a instalar até no meio dos mais arreigados apoiantes desta Direcção.

Meus caros leitores para que fique bem claro e que ninguém tenha dúvidas: EU SOU CONTRA AS ELEIÇÕES ANTECIPADAS! OS MANDATOS SÃO PARA SE LEVAR ATÉ AO FIM!!!!

Se me disserem que o Frederico sai porque o Tribunal repôs a legalidade e a legitimidade no Sporting, dando razão a quem considera a destituição da Direcção liderada por Bruno de Carvalho um Golpe ilegal, então sim acho bem que ele se vá.

Se não for dessa forma, não estou de acordo com eleições agora. A maioria dos sócios do Sporting Clube de Portugal delegaram em Frederico Varandas a responsabilidade de gerir os destinos do Clube.

Agora é importante que todos vivamos com as consequências dos nossos actos e sejamos responsabilizados pelas nossas escolhas, para que no futuro sejamos mais cuidadosos a escolher quem queremos para dirigir o Clube.

A Instituição não pode ser gerida em intervalos de 6 a 8 meses, consoante os resultados da bola! Antigamente caia o Treinador e pelos vistos agora, no Sporting queremos inovar e começar a fazer cair as Direcções, sempre que tivermos uma derrota no futebol!

É verdade que o Clube é dos Sócios! Mas também é verdade que a grande maioria deles optou pela abertura da caixa de pandora em 23 de Junho de 2018, situação que hoje nos traz a este momento, onde uma derrota com o rival pode fazer cair uma Direcção eleita em Setembro.

Se entrarmos nesta instabilidade condenaremos o Clube a um destino ainda pior do que ser gerido pelo Frederico Varandas! Estaremos a condenar o Clube à sua rápida extinção, pois ninguém gerirá a pensar no longo prazo, mas sim nas vitórias imediatas e isso arruinará o Clube.

Desengane-se quem acha que fazer oposição é querer a queda de uma Direcção eleita! Não! Fazer oposição é criticar o que achamos que está mal, para que quem gere tenha a humildade de corrigir ou melhorar o que está mal, sempre em prol dos superiores interesses do Sporting Clube de Portugal. Verdade que neste clube nunca foi assim! Mas agora tem de ser, se queremos cumprir o mote e a visão dos nossos fundadores.

Uma última palavra para o Presidente Frederico Varandas. É bom que repense a sua atitude perante a TODA a Massa Associativa do Clube. Deixe de ser arrogante e aproxime-se de todos os adeptos sem excepção, seja quais forem as suas facções, e oiça as ansiedades de cada um deles.

Não se refugie nessa torre de marfim onde está entronizado, porque isso só fará com que fique mais desligado da realidade. E não se esqueça de aprender com os erros que comete!

E demonstre que é corajoso, ficando até ao fim do seu mandato, contra tudo e contra todos se for preciso. Porque o que o Clube precisa é de exemplos de Coragem dados pela sua Classe Dirigente.

Saudações Leoninas!

 

 

 

Comentários do Facebook