Mês: Fevereiro 2019 Page 1 of 2

DESTITUIÇÃO? COMO?

Antes de mais quero dizer que fizemos um resultado espetacular na Madeira!

Empatar foi muito melhor que o ano passado! Ainda por cima conseguimos melhor resultado a jogar pior!!! E sem treinador!!! E com uma Direcção completa! E sem metade da equipa! Sim porque os que ainda conseguem jogar, sem suores e pesadelos, estão em baixo de forma por serem muito utilizados, já que os outros nem se conseguem mexer ou são o Jefferson.

Começo esta crónica por reafirmar que os mandatos são para levar até ao fim e portanto, esqueçam essa conversa de quererem a queda do Varandas!

Somos todos responsáveis pela situação que o Clube atravessa, porque garantidamente, todos contribuímos para a situação chegasse onde está agora.

Uns porque não defenderam, apesar de serem apoiantes ferrenhos, outros porque não queriam saber de chatices e confusões e outros, porque sentiam que os seus “valores” aristocratas estavam em causa pela forma como se comunicava no Clube.

Portanto, este bastardo é de todos nós, Sócios e adeptos do Sporting Clube de Portugal.

Há quem afirme, de forma veemente, que a situação tem de mudar já! Que temos de fazer isto ou aquilo para correr com esta Direcção! Mas quando lhes pergunto como se propõem a fazer isso, dão-me respostas pouco informadas e com fraca aderência à realidade ou impraticáveis.

Os que montaram este “golpe” não são propriamente burros e fizeram as coisas para que fosse praticamente impossível perderem  o controlo à situação! E a democracia há muito que abandonou este clube…

Então vamos por pontos:

1 – Marta Soares marcou a AG destituitiva recorrendo às alíneas a), b) e d) do nº 1 do art.º 55 que tem esta redacção:

1 – Extraordinariamente, a Assembleia Geral comum reúne-se em qualquer data:
a) por iniciativa do Presidente da Mesa da Assembleia Geral;
b) a pedido do Conselho Directivo ou do Conselho Fiscal e Disciplinar;
c) a requerimento de sócios efetivos, no pleno gozo dos seus direitos, com o mínimo de mil votos, desde que depositem na tesouraria do Clube a importância necessária para cobrir os gastos inerentes.
d) votar a revogação com justa causa do mandato dos titulares dos órgãos sociais, nos termos dos presentes estatutos

No princípio Marta Soares fez um grande alarido à volta das 3500 assinatura ou votos, (até hoje ninguém entendeu ou viu os documentos) mas depois, talvez alertado por alguém mais inteligente, resolveu marcar a AG por sua iniciativa  (alínea a).

Um aparte, acho estranho que tenha invocado também a alínea b na convocatória porque já não havia conselho fiscal e disciplinar e seguramente que o Conselho Directivo não lhe teria solicitado a marcação de uma Assembleia para se destituir. Mas com o Marta tudo era de esperar… O homem parecia um elefante numa loja de loiças, tal era o sentimento de impunidade… E nunca se fez rogado.

Ora dizia eu que Marta, avisado por alguém mais inteligente que ele invocou as únicas alíneas que permitem hoje ao PMAG poder rejeitar uma AG a requerimento dos Sócios, uma vez que para isso acontecer, e pelos nossos estatutos, além dos 1000 votos, os sócios têm de depositar a quantia necessária para pagar a AG.

O novo PMAG, Rogério Alves, já afirmou que uma AG dessas teria de ser feita no Altice, tal como a anterior, e como tal, estes sócios teriam de pelo menos reunir 160.000 euros… Bela protecção!

Ou seja, pela via estatutária esqueçam a destituição, a não ser que tenham uma carteira cheia de dinheiro e força suficiente para “obrigar” o PMAG a marcar a AG. Se conseguissem que isso acontecesse iríamos para o ponto seguinte.

2 – O Sistema de Votação.

Como é sabido, e fácil de comprovar, desde a AG de 23 de Junho de 2018, que misteriosamente apareceu um código numérico e um código de barras em cada voto, que é impresso na altura da acreditação e que é individual para cada sócio. Ora nenhum destes códigos alguma vez tinha sido usado anteriormente e até hoje ainda ninguém do Sporting veio esclarecer para que servem os ditos.

Na AG de 30 de Novembro eu mesmo interroguei a MAG, qual a utilidade daquele código e se este não violava a secreticidade do voto. Esta informou-me, através do PMAG, que os serviços haviam-lhe garantido que o código era inócuo, não conseguindo no entanto dizer qual a sua utilidade…

Tenho a informar o Dr. Rogério Alves que o que ele disse não chega, que tenho imensa pena, mas os Serviços podem dizer o que quiserem, mas se durante 5 anos não foi necessário o mesmo, porque é que agora faz?

E não venham com a história que mudaram de ‘software’ porque, na CI de sexta-feira, o Miguel Cal informou-nos que os sistemas do SCP estavam desactualizados e portanto concerteza que não foram actualizados em Maio de 2018…

Portanto, podemos assumir, até haver uma explicação cabal, que os votos podem ser controlados e quiçá adulterar-se resultados eleitorais. É por isso urgente que o Sporting venha esclarecer esta questão ou que deixe de utilizar estes códigos.

Em resumo, só há duas maneiras de fazer cair esta Direcção. Ou porque eles querem que caia, ou a malta pega em armas e toma de assalto as instalações do clube, fazendo com que eles entreguem o poder.

No entanto, continuo aberto a novas sugestões.

Até lá, continuemos a exigir ao PMAG que venha fazer o papel para o qual foi eleito, que é representar os Sócios e pedir explicações à Direcção do Clube e da SAD pela CI de sexta passada.

E talvez rezar para que chovam colchões em Alcochete… Já que se rezarmos por computadores, com ‘software’ actualizado, ainda podemos ser acusados de terrorismo, no caso daquilo acertar na cabeça de alguém.

Saudações Leoninas

UNIR O SPORTING COM PEIXINHOS

Guardarei na memória a última Conferência de Imprensa (CI) da actual Direcção do Sporting CP – não sei se da SAD ou do Clube – cujo objectivo foram diversos ataques à anterior Direcção, ao seu Presidente Bruno de Carvalho e a tudo o que mexia na mente de quem agora, supostamente, defende o Sporting.

Vi um Presidente Frederico Varanda falar muito como antes nunca tinha visto. Mesmo com o suporte do tele-ponto (por computador portátil) vi, ainda assim, alguma dificuldade na articulação das palavras e na conjugação de género, o que, deduzi, era um sinal inconsciente de alguma intranquilidade moral. Talvez outras coisas mais.

f1111v

Bruno de Carvalho reagiu depois com 21 perguntas pertinentes que nunca terão uma resposta objectiva. A imprensa, na CI de Varandas, também não se deve ter sentido livre. Os Sócios não tiveram acesso ao local mas puderam seguir via televisão. Respostas sobre o que realmente importa foram escassas ou nulas. Reacções ainda por acontecer se é que o Dr. Rogério Alves algum dia reagirá…

Achei curioso também algumas afirmações engraçadas, muitas já debatidas nas redes sociais. Fiquei a pensar naquele senhor, que desconheço saber quem é, que disse: “Recorde maior de sempre na venda da Gamebox de 2.ª volta”, o que, reforçou, “permitiu aumentar a receita de bilheteira”. Fiquei confuso, pois das vezes que fui ao estádio tive uma percepção contrária, admito agora, que estive errado.

E nesta tentativa de UNIR O SPORTING por ataques lembrei-me de uma história criativa dos peixinhos que passo a contar-vos:

“O dono de um restaurante, cheio de ideias criativas mas com pouco dinheiro para anunciar, comprou o maior aquário de peixinhos que pôde encontrar, encheu-o de água pura e colocou-o na vitrina do seu estabelecimento com um cartaz que dizia: «Este aquário está cheio de peixinhos paraguaios invisíveis.»                                          Foram necessários dois polícias para manter a ordem em frente ao restaurante, tamanha a quantidade de pessoas curiosas.” – (do livro “o que podemos aprender com os gansos” de Alexandre Rangel).

E esta CI parecia isto mesmo, ataques para unir, fugas para o precipício (sem explicações das ofertas de jogadores para saírem do Clube) e a criação de uma realidade paralela imaginária cheia de peixinhos paraguaios invisíveis…

Mas os Sócios do Sporting votaram e defenderam esta mudança. Estão felizes com o que tem acontecido? Provavelmente NIM.

Eu, como Sócio, estou cansado destas pessoas e acompanho cada vez menos o Sporting. Vou ao estádio e não vejo esse aumento de bilheteira nem essa euforia de antigamente via. Não sinto fervor dos Adeptos. Continuo a ver demasiados adeptos dos outros clubes a intrometerem-se na vida do meu Clube. Mas vivo em paz e não auguro um futuro risonho para o meu Sporting.

Nada sei dos jogadores que rescindiram, presumo a perda de Bruno Fernandes por uma esmola e a venda da SAD por sobrevivência financeira e já tenho uma referência Lisboeta para ancorar-me e ver o Tejo e a Torre de Belém que está tão perto dos aposentos da figura máxima do país que nunca mais comentou nada sobre o que foi acontecendo no desporto português.

Troquemos os ataques por peixinhos paraguaios e vamos lá UNIR O SPORTING à volta da derrocada final e quando formos velhinhos poderemos contar a história de um Clube que sucumbiu por causa de um maluco que o desgraçou, para uns chamado Bruno de Carvalho, e para outros, cujo nome será lembrado como Frederico Varandas, em qualquer caso, uma realidade inquestionável que será um Clube dividido e moribundo a viver na rua da desgraça à custa de esmolas de alguns egocêntricos.

E ninguém se lembrará da estranha e inusitada CI onde faltou o grande aquário de peixinhos paraguaios invisíveis, mas em que os Sportinguistas paparam tudo e nem tossiram ou questionaram mesmo com muitas contradições. Já dizia o outro que “com papas e bolos se enganam os tolos”, mas, afinal quem são os tolos?

peixe verde

Somos realmente um Clube diferente. Mas, por favor, façam tudo o que quiserem mas não troquem o símbolo do Leão por uns peixinhos paraguaios… Era só o que faltava!

Saudações Leoninas

SE…

SE…

Lendo o SEM FILTRO só me apetece fazer um comentário.

Enfim, um comentário ligeiro, só possível face ao que aconteceu, porque muito provavelmente no lugar do Presidente Bruno de Carvalho eu teria feito o mesmo que ele fez.

MAS… À LUZ DO QUE ACONTECEU…

  • Se tivesse feito com Leonardo Jardim o esforço financeiro que acabou por fazer com Jorge Jesus…
  • Se não tivesse contratado Marco silva…
  • Se o tivesse despedido quando percebeu que ele estava ao serviço de interesses que não eram os do Sporting…
  • Se não tivesse contratado Jorge Jesus…
  • Se não tivesse contratado o Octávio…
  • Se não tivesse cedido a chantagens do Jorge Jesus…
  • Se o tivesse despedido quando entendeu que o devia fazer…
  • Se tivesse tido uma presidência com muitíssimo menos declarações públicas…
  • Se tivesse esquecido que o Facebook existe…
  • Se tivesse confiado menos nos jogadores…
  • Se tivesse imposto a sua vontade nas alturas próprias…
  • Se tivesses sancionado, inclusivamente com despedimentos, quem claramente o andava a trair com empresários, com a Comunicação Social, com a Doyen etc…

Provavelmente, eu digo provavelmente, nada do que aconteceu tinha acontecido.

Se o que acabei de escrever é uma crítica a Bruno de Carvalho? Não!

É apenas uma reflexão de um leigo em matéria de dirigismo desportivo, feita como disse, à luz do SEM FILTRO.

Bruno de carvalho fez o que fez, tomou as decisões que tomou, para não ferir os sócios e ter receio das suas reacções e foi isso que o conduziu a tomar más decisões. Volto a dizer: qualquer mortal com amor ao clube e respeito pelos sócios teria feito o mesmo. Só que por vezes na vida em prol do clube e desses mesmos sócios, há que tomar decisões impopulares.

Para isso, como diz o povo, tem de se ter TOMATES! com paninhos quentes não se vai lá! (e o que custa a aceitar é que Bruno de Carvalho os tem e não os usou).

Entretanto caríssimos 71%, assistam de camarote à destruição do Sporting Clube de Portugal e continuem a insultar o único homem que voltaria a tornar o Sporting um dos maiores clubes do mundo.

PARABÉNS!

Arthur Santos

COMUNICADO DOS EDITORES!

Uma das exigências para se escrever no Banco de Suplentes, e talvez a única, é que os autores sejam Sócios do Sporting Clube de Portugal. E é nesse papel que hoje nos dirigimos a vocês, que nos seguem.

O Grupo de Editores do Banco de Suplentes vem repudiar veemente a Conferência de Imprensa, dada ontem, pela Direcção, pois a mesma foi um atentado à dignidade Institucional do Clube, em geral, e à dos sócios em particular!

Não temos memória de nenhum Presidente dirigir-se aos Sócios e Adeptos através de uma conferência de imprensa, para discutir assuntos gravíssimos como os abordados nesta CI. Ainda por cima, tendo estes mesmos sócios visto interdita a sua permanência na Sala.

Como se isto não bastasse, o Presidente do Sporting Clube de Portugal MENTIU aos Sócios e Adeptos do Clube! E não o fez de forma inocente ou acidental. Fê-lo consciente do que estava a fazer, e desta forma, desrespeitou gravemente aqueles a quem devia servir e respeitar!

Parece-nos uma forma curiosa de promover a União dos Sportinguistas.

Mas vamos a factos:

MELHORAMENTOS ACADEMIA!

Mentiu sobre a Academia! Sim esta foi intervencionada e melhorada nos últimos 5 anos, ao contrário daquilo que disse. Parece estranho que alguém que passou a vida lá, não se lembre destas intervenções.

7d659952-1891-4edb-93af-295f70830665

f6884a9c-256a-4330-851b-387fb46fc8f1

fd1a06a8-b85c-4b99-979c-b1ab488fc5ae.jpg

CONTAS

Mentiu sobre as contas! Sim porque nas AG’s, quer da SAD quer do Clube, para aprovação das mesmas, não levantaram nenhuma questão sobre as Contas anteriores! Nem um reparo! NADA!

Vejam as declarações do Dr. Francisco Salgado Zenha à TVI

Terá o Director Financeiro do Sporting mentido aos Sócios, à CMVM e aos investidores quando afirmou que as contas do Sporting estavam sólidas e recomendava o investimento no Clube?

Houve mais assuntos abordados mas estes são aqueles em que fica evidente a mentira e o descontrolo total da Direcção da SAD.

Por aquilo que está escrito em cima gostaríamos de ouvir o Dr. Rogério Alves, Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal, máximo representante do Clube e de todos os sócios!

Este não é o momento para silêncios táticos ou cúmplices! Este é sim o momento de fazer uso do seu dever estatutário e pôr ordem na nossa Casa! É urgente que se convoque os Sócios para que estes possam opinar sobre tudo o que foi falado nesta CI, não através das redes sociais, jornais ou outros meios de comunicação, mas sim na nossa casa entre aqueles que sempre estiveram e sempre estarão ao lado do Clube.

Não podemos deixar que o Sporting seja arrastado, por quem o devia defender e respeitar, expondo-o e fragilizando-o perante os nossos rivais!

Por isso Dr Rogério Alves, está na hora de dar a cara e a voz por nós! Está na hora de pôr um travão a tudo isto que se passou e que está, neste momento, a afastar e dividir ainda mais os Sócios do Clube.

Cumpra assim o papel para o qual foi eleito! Proteja o Sporting Clube de Portugal!

Saudações Leoninas!

A CONFERENCIA DE IMPRENSA!

Parabéns ao Sporting pela vitória contra o Braga. Foi uma exibição convincente e categórica que nos deixa a pensar onde terá andado esta equipa, que ontem tomou tão bem conta de si, nos últimos jogos disputados.

Mas o assunto principal desta crónica é outro! Não, também não é o Nani.

No passado dia 16 de Fevereiro, a Nação Verde do Sporting Clube de Portugal foi surpreendida por um comunicado da Direcção do Clube em que se anunciava uma Conferência de Imprensa para a próxima sexta-feira, dia 22 de Fevereiro.

Objectivo? Fazer um balanço e expor a situação do Clube desde Setembro de 2018, altura da tomada de posse desta Direcção, para que os sócios fiquem conscientes do “Estado da Nação”.

Não tenho nada contra a que Direcção venha finalmente, e após 5 meses de actividade, falar sobre a situação do Sporting. Estranho que o faça, recorrendo a uma conferência de imprensa e não numa AG. As contas prestam-se aos Sócios e não ao público em geral e são os Sócios que deveriam, em primeira mão, ouvir as novidades que a Direcção vai comunicar.

No Comunicado afirma-se que a realização desta não obsta a que se faça uma apresentação mais detalhada aos Sócios na próxima AG, o que me soa mal porque se a situação for muito grave (como parece indicar o tom do comunicado) só posteriormente saberemos o porquê. Neste hiato de tempo, o Clube será dilacerado por teorias mais ou menos absurdas sobre o tema!

Estranho também que passados somente cerca de 2 meses e meio, desde que foi a aprovação das contas e do Orçamento para este ano, no dia 30 de Novembro de 2018, onde nos foi passado um cenário de crescimento e melhoria dos rácios financeiros, acompanhado da apresentação de lucro no exercício transacto (lembrem-se que estas contas demoraram a apresentar-se), tenham agora necessidade de apresentar a todo o mundo o “Estado da Nação” Verde!

Também as contas da SAD foram aprovadas e nessa Assembleia foi afirmado que não havia nenhum buraco por explicar!

Aparentemente não existe nenhuma razão para esta conferência de imprensa e para todo o alarme que se está a causar com o seu anuncio…

Lendo o comunicado interrogo-me sobre o que querem dizer com o “impunha-se uma gestão silenciosa” e a frase final do comunicado: “Todos são necessários para recuperarmos a essência, o nosso ADN. É fundamental voltar a semear, organizar, investir. E com a força dos nossos Sócios e Adeptos, com o profissionalismo e entrega de todos os que vestem a nossa camisola, por mais dificuldades, por mais rasteiras, por mais adversidades que existam, o Sporting Clube de Portugal resistirá a tudo, continuará o seu caminho e vai reerguer-se.”

Quem andou a pregar rasteiras ao Clube? Que adversidades e dificuldades estão a falar? E porquê este timing?

Claro que este comunicado vago abriu espaço à imaginação dos Sportinguistas e por toda a Net já se fala na venda da SAD à Holdimo, sem passar pela AG… Outros afirmam que o Pavilhão já está vendido. Ou seja, é impossível saber o que raio vai ser abordado nessa Conferência de imprensa e isso faz com que estejamos todos a praticar o nosso desporto favorito. A Especulação! E esta, seguramente não contribui para a União da família Sportinguista, bem antes pelo contrário envolveu já o Clube numa série de discussões e acusações estéreis que adensam, ainda mais, da atmosfera que se vive hoje.

Chego a duas conclusões neste processo todo: Continuamos uns prós na comunicação e para quando um Presidente do Sporting que perceba de Política? É que já começa a enjoar ter de aturar estes amadores todos! E ainda por cima são pagos!!!!!!!

Espero que ganhemos na próxima Quinta-Feira contra o VillaReal ou temo que esta Conferencia de Imprensa se transforme rapidamente num “funeral”, se não é já esse o intuito da mesma…

SUIGENERIS O SPORTING EM TAKES

Introdução:

Ontem estive em Alvalade para assistir ao jogo em que o Sporting CP venceu e convenceu o SC Braga por um expressivo 3-0 e tão bem soube, não só pela vitória, mas, essencialmente pelo jogo jogado. Mas fui um atento observador (também observado) do que aconteceu num todo e vou expressá-lo, aqui e agora, mais do que vi, o que realmente senti.

300000

TAKE 1

Um grande jogo merece uma grande assistência! Ponto. Não aconteceu, estiveram em Alvalade 27.673 espectadores o que é realmente sintomático e nos remete para uns tempos atrás onde os ventos eram assustadores e o futuro incerto com adeptos resignados ou incrédulos. Cada vez mais estamos próximos desses tempos indesejáveis. Muito próximos que, a maioria, continua sem uma profunda consciência.

TAKE 2

As claques, mais uma vez, iniciaram o seu apoio ao minuto 12. São o 12.º jogador. Reivindicam coisas que com as quais posso concordar e que, na maioria, já defendi em tempos idos. As tarjas são uma boa ferramenta para passarem as suas mensagens. E a de Fredy Montero: “SEMPRE…LEÃO… OBRIGADO” foi bonita de ver. E para Nani? O capitão da formação do Sporting, o Sportinguista que regressou à sua casa pela segunda vez não merecia mais consideração e respeito? Talvez as claques tenham as suas razões, mas, não só não entendi como não gostei!

TAKE 3

Foi bonito observar a felicidade dos Adeptos e Sócios que vibravam felizes com a exibição e os golos que construíram a justa vitória. Olhava-os e pensava: A falta de exigência dos Adeptos é uma constância que dá os seus frutos sem cor e sem sabor. Estamos atrás do Braga, temos jogado mal e é vê-los sem memória, felizes a viver o momento, como se tudo isso fosse natural ou como se o Sporting tivesse sido campeão várias vezes nos últimos 25 anos como o Abel perguntou. Já vive outra cultura de exigência que vai morrendo lentamente e se refecte dentro das quatro linhas.

TAKE 4

Onde andou esta equipa do Sporting nos últimos jogos? Ou, por coincidência, foi preciso saírem Montero e Nani para tudo mudar? Não que o Sporting fosse obrigado a ganhar todos os jogos por 3-0 mas a atitude e compromisso (são os mesmos jogadores) deveria ter estado sempre lá e não esteve! Porquê? O que aconteceu? O que mudou? Responda quem souber que não sei estas respostas…

Conclusão:

Há um Sporting diferente e, na minha perspectiva, não é para melhor. Uma classificação assustadora e exibições deprimentes têm sido o apanágio deste Sporting 18/19. E não venham com lamechas de verão que os gelados – esses sim são usuais no verão – não se comem com a testa. E assalta-me diariamente a memória de 2012. A mudança constante de treinador ao meio das épocas, as debilidades em campo e a ausência de títulos nacionais. Se é verdade que o Sporting não foi campeão, não há como refutar sem factual, também é verdade que já esteve mais próximo de sê-lo do que está ou estará, provavelmente, nos próximos anos. Mas, como ontem vi, os Adeptos estavam felizes e felizmente ninguém se aleijou. Haja saúde!

Saudações Leoninas

 

UM TRISTE DESABAFO

UM TRISTE DESABAFO

Em forma de poema sem ser poema

lamento

que Bruno de Carvalho

tenha desistido.

lamento

que tenha abandonado

o sonho de criança de ser presidente

do Sporting Clube de Portugal.

lamento

que não se tenha rodeado

das pessoas certas

para combater as ilegalidades

e foram muitas e evidentes

até para um leigo em matéria de direito.

lamento

que tenha aceite a derrota

e abandonado quem acredita na sua capacidade

de levar o Sporting a ser de novo um grande clube.

sim eu sei

que os golpistas têm muito poder.

sim eu sei

que o poder político e judicial,

a Comunicação Social

e os orgãos de decisão desportiva

fizeram uma brutal campanha

contra Bruno de Carvalho.

sim eu sei

que martas, ricciardis, sobrinhos,

mendes & companhia,

constituem uma associação de malfeitores mafiosos

que se sentiram atingidos

pela reestruturação financeira

e por isso organizaram toda a estratégia

para acabar com o rumo

que o Sporting estava a tomar.

sim eu sei

que tem de se ter uma resistência

sobre humana

para fazer frente a tudo isso.

sim eu sei

isso tudo.

mas…

com todo o respeito,

não aceito

que Bruno de Carvalho tenha desistido.

não aceito

que Bruno de Carvalho

tenha abandonado o Sporting.

volto a dizer o que já disse muitas vezes

aqui e noutros sítios:

fui atleta do Sporting,

sou sócio desde 1966,

não comprei a Game Box,

não pago quotas,

não vejo os jogos.

sou do Sporting e serei até morrer

mas não sou deste clube

a que abusivamente continuam a chamar Sporting.

está em curso a destruição do Sporting

e eu não colaboro com isso.

e não me venham dizer

que devemos apoiar o varandas

para evitar que venha o godinho…

não! está errado!

nem varandas,

nem godinho,

nem qualquer um

dos que apoiam estes golpistas corruptos.

O que eu defendo e sempre defendi é:

cada sócio UM voto,

vamos a eleições antecipadas

com todos os candidatos

que tenham vontade de o ser

e incluo Bruno de Carvalho

que tem a obrigação moral de se candidatar,

que o sistema eleitoral garanta

que não haja manipulação dos resultados,

dar de uma vez por todas dar a voz aos sócios,

os verdadeiros donos do clube.

aí aceito pacificamente o vencedor,

mas como tudo isto não passa de ficção científica…

não sou nem nunca serei deste clube.

fico a aguardar o regresso

do MEU SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

nota:

que estes senhores

que usurparam o Sporting para se servirem dele

parem de me enviar mensagens

para eu pagar as quotas e ir ao estádio.

ISSO NÃO IRÁ ACONTECER!

©ArthurSantos2019

SPORTING CLUBE HOLDIMO!

Então lá ganhámos ao Feirense num jogo de encher o olho? Estamos cada vez mais fortes e o Keizer cada vez mais adaptado ao Futebol Português. Agora só falta que lhe digam que está a treinar o Sporting Clube de Portugal e não o Odivelas!

Na passada semana surgiu mais uma “informação” sobre o futuro do Sporting Clube de Portugal.

Segundo quem a pôs a correr, uma senhora chegaria no sábado para negociar a SAD para a Holdimo, ontem, segunda-feira! Até ao momento que escrevo esta crónica ainda não havia confirmação de que essa negociação teria sido concluida e a SAD vendida!

Gostaria de analisar esta “informação” até porque, como todas as deste género, não tinha muitos detalhes.

Ela foi negociar com quem? Com a SAD do SCP? É que para haver alienação de património, por parte da SAD, teria de haver uma AG e aí haver uma votação favorável à alienação por pelo menos 75% dos presentes.

Ok. Então se não foi com a SAD terá sido com os Bancos detentores das VMOCS? Bem isto sim poderia ter acontecido, se não fosse o caso de estas só poderem ser negociadas em 2026 e ainda assim, o Sporting Clube de Portugal, Clube, ter o direito de preferencia na recompra e para abdicar deste, teria de realizar uma AG onde essa proposta recebesse os votos favoráveis de 75% dos sócios presentes.

Resta-me concluir que a senhora da Holdimo veio a Lisboa ou apanhar sol (que neste fim de semana esteve escasso) ou ver a Bola (se foi ao Galinheiro viu 10 golitos)! O mais estranho desta “informação” é que a Holdimo tem um Administrador Delegado na SAD, mas pelos vistos não serve para negociar. Teve de vir a Senhora!

Como esta “informação verdadeira”, existem n todos os dias com um qualquer objectivo que ainda não consegui perceber mas que em nada ajuda o Sporting.

É tanta a informação a circular que já ninguém consegue distinguir a verdade do absurdo! E cada vez vamos ficando mais saturados com essas “pérolas”, até ao dia que já não liguemos a nada. Como na história do Pedro e do Lobo, que de tanto gritar lobo, quando este realmente apareceu ninguém acreditou no Pedro.

A desconfiança está instalada desde Junho de 2018 e alastra-se a cada dia que passa. Pouco se vê, da parte do Clube, para tentar resolver esta situação e os silêncios gritantes a que a Direcção se devota, em nada contribuem para pacificar o Clube, aliás tem o efeito contrário.

Continuamos a viver sem respostas concretas e a alimentarmo-nos de suposições ou opiniões de gente dúbia, que em vez de trazerem luz, contribuem para o adensar das sombras e do cinzentismo em volta do Clube.

Talvez o lançamento do livro “Sem filtro” de Bruno de Carvalho, venha agitar um pouco este cinzentismo e trazer alguma luz sobre os últimos 5 anos, permitindo que, pelo menos, possamos ficar a conhecer a versão do autor, já que a alternativa é-nos bombardeada todos os dias pela CS.

Uma coisa é certa. O Sporting está em metamorfose e em breve saberemos em que é que se transformou. Ou no Clube forte e pujante, que instilava orgulho nas suas gentes ou num clube passivo-agressivo, que não consegue decidir o seu rumo, nem defender o seu legado, tornando-se numa caricatura daquilo que já foi.

E como sempre esta metamorfose será conduzida por nós, Sócios!

Voltando à Holdimo e ao tema desta crónica, não quero de forma alguma fazer a apologia da Holdimo ou de qualquer outro acionista passado, presente ou futuro.

Quero sim que fique bem claro que a maioria das supostas informações que circulam pela net só tem um propósito: a manipulação da opinião do Sócios.

Saudações Leoninas

VERSÃO D. SEBASTIÃO SÉCULO XXI

A crónica de hoje não é sobre a História de Portugal, mas podia. Tem Portugal no âmago e muitas histórias nos olhos que derramaram lágrimas.

É uma história que dispensa o nevoeiro, que é coisa que não tem faltado nos últimos meses, tal é a falta de visibilidade ou de visão, se preferirem, de muita boa gente.

Escrevo-vos sobre um Sebastianismo do século XXI que muitos chamam de Brunismo. Confundem o homem com o Clube. O legado com o desejo mórbido de mudar tudo e os resultados têm sido desastrosos.

Nesta batalha sem armas visíveis (o que não significa que não existam), a palavra, será sempre uma arma de luta. E para quem quer transformar o tal D. Sebastião em divisionário pode agora aliar, já esta semana, a palavra e a dura realidade através do livro que está prestes a chegar as mãos dos interessados. O nevoeiro dissipa-se! Mas o D. Sebastião – versão Séc. XXI – nunca partiu nem morreu numa batalha de Alcácer Quibir, – quanto muito foi numa AG23 -, na verdade, comparando, para muitos, pode ter algumas semelhanças como o “Adormecido” ou o “Desejado”, muitos séculos depois…

O mundo hoje é diferente daquele do séc. XVI. O futebol em Portugal é que parece ter parado no tempo para avançar em coisas que envolvem algum nevoeiro.

O SCP também acaba por ser vítima dos tempos e de si próprio. Hoje ninguém, ou quase ninguém, evoca o D. Sebastião para a implementação do VAR – curioso que foi através do VAR que o Sporting conquistou a Taça da Liga – como quase nada se diz sobre a nova realidade das modalidades que perdem a chama e o público.

IMG_3788

E por falar em público, é com saudade que recordo um tempo de Juízo Final (como programa) que permitia dar um cartão verde ao recorde de audiências no Canal do Clube. Outros tempos, outras realidades embora a Sporting Tv exista e tenha audiências. Um Canal criado no tempo do Sebastianismo ou Brunismo como queiram apelidar.

Porque o Sporting é sempre um! E todos sabemos o legado que deixou nas nossas mentes e que, mais tarde ou mais cedo, vai ressurgir com a mesma naturalidade que o nevoeiro desaparece. É sempre uma questão de tempo…

Hoje tudo está diferente. Vejo faixas do avesso em luta pela descriminação, pela desinteresse do Clube, pela falta de respeito que sofrem, por horários malucos dos jogos e pelo preço dos bilhetes do jogos onde querem apoiar o seu grande amor. Numa palavra, se me permitem, estes fervorosos e incondicionais adeptos do Sporting sofrem de ORFANDADE. Não têm ninguém que os defenda, que os apoie e esteja com eles em todos os momentos. Já tiveram…

Dizem que o tempo resolve tudo, mas eu acredito mais na verdade, esta sim, resolve tudo, mas, por vezes, demora muito tempo a aparecer e com tanto nevoeiro não há D. Sebastião que resista. Por agora fica-lhe bem o cognome de o “Adormecido”. Não tarda, por este andar, que para a grande maioria dos adeptos Leoninos a mudança do cognome passe para o “Desejado”. Coisas do novo século numa vida em que tudo volta…

Para já, e como aperitivo,  fica aquela frase do tal livro para os mais interessados:

“O Sporting e o futebol português como nunca os vimos”

Saudações Leoninas

OS APROVEITADORES DO FUTEBOL

Aproveitadores do futebol

Todos nós sabemos que o futebol é um mundo à parte, que movimenta milhões e multidões. Também conhecemos muitas histórias que foram tornadas públicas pelos mais diversos meios de comunicação social, e que envolvem escândalos com jogadores ou com dirigentes de clubes.

Existem, no entanto, outras situações, não menos escandalosas, que o cidadão comum, mesmo o mais apaixonado por futebol, não tem conhecimento. Talvez porque notícias como essas não vendem jornais, ou revistas.

Almejando jogar ao mais alto nível, os jogadores geralmente abandonam os estudos muito cedo (e este será um outro tema a desenvolver futuramente),e envolvem-se num mundo extremamente exigente nos seus clubes, que os faz afastar da vida normal em sociedade, quer pela exigência diária para alcançar a alta performance, quer pela falta de tempo que esta exigência proporciona, quer ainda porque passam a ser figuras públicas, sempre debaixo dos olhares críticos da sociedade.

Por força do que acabámos de dizer, o jogador de futebol é regra geraltímido, e procura evitar conflitos ou confusões que possam expor a sua carreira ou a sua família. E é também uma pessoa… normal… que tem as mesmas necessidades que outra pessoa qualquer tem.

E é sobretudo por causa destas necessidades, aliadas à falta de tempo, de estudos e à visibilidade pública, que surgem os habituais “aproveitadores do futebol”, como que sanguessugas, que conhecem muito bem como tirar proveito das fraquezas destes desportistas.

Há alguns meses, esteve no meu escritório um jogador de futebol internacional, que atua num grande clube em Portugal, e que tinha acabado de chegar ao nosso País, por transferência dum outro grande clube europeu.

E procurou-me porque queria que eu lhe garantisse juridicamente que ao pagar o valor que uma suposta pessoa lhe exigia, ele (o jogador) poderia ficar descansado, não voltando a ser importunado por causa daquele tema.

Pedi que me contasse melhor o problema, e ele disse-me que chegou a Portugal primeiro que a sua esposa e os seus, e para adiantar trabalho, tinha visitado alguns apartamentos no intuito de escolher um que viessem a arrendar.

Agradaram-lhe alguns, e inclusivamente fez chamadas de vídeo para a esposa, mas, não se vincularam com nenhum, porque a esposa queria ver os apartamentos pessoalmente – e com razão, porque nesta matéria são as mulheres que mandam!

Ao chegar a Portugal cerca de 4 dias depois, verificando que um dos imóveis ainda se encontrava livre, a esposa foi visitar o apartamento com o marido, e não lhe agradou, razão pela qual disseram à proprietária que não pretendiam ficar com aquele imóvel.

Uma semana depois, o jogador recebeu uma carta “em seu nome” no clube para onde foi jogar, remetida pela proprietária do apartamento que não pretenderam arrendar, exigindo o pagamento duma quantia de cerca de € 2.000,00, porque não quiseram arrendar aquele apartamento!!!

Aquele jogador veio falar connosco, porque queria pagar para evitar confusões com o seu novo Clube, mas queria ter a certeza que a senhora não o incomodaria mais.

 

Ora, a uma pessoa normal, como eu, ninguém exigiria uma compensação (sabe-se lá a título de quê) só porque não gostei dum apartamento, e não o pretendo arrendar.

Provavelmente, como a minha barriga não permite que eu seja grande jogador de futebol, nunca atraí estas sanguessugas aproveitadoras. Mas para estes jogadores, é o pão nosso de cada dia.

É claro que este problema se resolveu com uma carta do nosso escritório.

Mas o que me preocupa, são aquelas que não temos conhecimento, e que por força disso vão alimentando os “aproveitadores do futebol”. Que a meu ver, os Clubes e os Agentes Desportivos, também têm uma quota de responsabilidade.

No entanto, isto são os olhares dum causídico, que é também apaixonado por futebol.

Saudações Leoninas!

Page 1 of 2

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén