Gostaria que a minha primeira crónica de 2019 fosse a seguir a uma vitória, mas infelizmente o Sporting perdeu ontem, fora, com o Tondela por 2-1.

Por questões laborais não pude ver o jogo e não sei exactamente se merecemos perder ou não, mas esta derrota antes do Clássico contra o FC Porto, deixa-me com muitas reservas sobre o resultado desse jogo.

No último jogo que assisti em Alvalade, contra o Belenenses SAD, a equipa não se conseguiu encontrar e fizemos um mau jogo de futebol, com a estrelinha da sorte a sorrir-nos e a conseguirmos fazer 2 golos, de belo efeito, é verdade, mas um pouco contra a corrente do jogo.

Parece que falta alma… O querer eu diria que está lá, pois eles lutam até ao fim, mas falta a chama, falta sentir o orgulho de jogar no SPORTING CLUBE DE PORTUGAL! Os jogadores são profissionais? Eu diria que sim. Mas quando sentem o Clube, quando existe comunhão com os adeptos, as equipas tornam-se electrizantes.

Vejam o exemplo dos desportos disputados em Pavilhão. Vejam como as equipas reagem ao apoio dos adeptos. Vejam a diferença.

Também nós sócios e adeptos voltámos a Alvalade mas não se vê a eletricidade no olhar de quem lá está. A malta parece que vai à bola para cumprir calendário, ou para não perder o dinheiro da GameBox. A euforia de outros tempos parece estar apagada, o orgulho e a crença naquilo que o Clube podia conseguir parecem estar desaparecidos.

Admito que estou muito frustrado com a derrota de hoje. Ou se quiserem estou frustrado com este Clube já há uns meses. E os discursos vazios, cinzentos e pardacentos da Direcção, ou os realistas do Keizer não ajudam.

Espero que fosse isto que pretendiam quando quiseram a paz voltasse ao clube. É que em vez de paz, trouxeram a pasmaceira, a mediocridade e a falta de orgulho, que tantos sócios e adeptos nos custou para os clubes rivais.

Se era isto que pretendiam pois parabéns! Espero que ao menos se orgulhem das novas piadas feitas à conta do Clube… Felizmente que o circo acabou, pelo que os palhaços que ainda vejo, devem ser só alucinações provocadas pela frustração crescente.

Ah e já agora, a Tertúlia devia aconselhar o Frederico a fazer um vídeo motivacional a ver se a equipa reage… Tendo em conta os exemplos passados, pode se calhar envolver crianças encapuçadas, com cintos de pelúcia a fingir que castigam os jogadores, enquanto jogam bombinhas de carnaval para dentro do balneário!

Para tudo ficar mais ternurento, podem encher a cabeça do Dost com doce de morango!

É só uma ideia! Se o vídeo de natal foi o que foi, talvez este sirva para motivar o grupo.

Saudações Leoninas.