Mês: Dezembro 2018 Page 1 of 3

FELIZ ANO NOVO

6EAE9CE4-7FAD-441C-9495-7AF74174DC24

UM JORNALECO ULTRAJANTE

31 - UM JORNALECO ULTRAJANTE

era uma vez num reino distante,
um jornaleco ultrajante
de muito baixa qualidade
que faltava à verdade
que insultava pessoas de bem
que ameaçava com chantagem
que não cumpria a lei
e qual absolutista rei,
permanecia impune
e a tudo tranquilamente imune.

intitulavam-se de jornalistas
e como experientes lobistas,
criaram uma rede de criminosos
com outros reles pasquins,
para atingir os seus miseráveis fins.
contando com notáveis asquerosos,
tocaram bem alto os seus clarins,
tendo a ajuda do regime
e de “respeitáveis” políticos da praça,
para fazer cair em desgraça
quem denunciava o seu crime.

mas o jornaleco ultrajante
desse reino distante,
esqueceu um pormenor relevante,
as noticiazinhas de merda
são um zero à esquerda,
no combate à verdade e à razão,
à vontade e à paixão!

e assim a tal união de corruptos e falsos,
criou os seus próprios cadafalsos,
onde cada cabeça canalha
será decepada sem nenhuma falha.

©ArthurSantos

O SISTEMA DEMOCRÁTICO!

Em primeiro lugar, e como não consegui escrever esta crónica na Terça dia 25 de Dezembro, quero desejar Festas Felizes a quem nos lê e fazer votos que o 2019 traga tudo o quanto desejarem.

Eu sei que este ano de 2018 foi uma tragédia para muitos Sportinguistas. Um grupo de homens e mulheres sem escrúpulos ensinaram-nos, da pior maneira, que o nosso grande amor, não é assim tão nosso… Ou que o poder decisório não pode continuar nas mãos de uns quantos, que por serem sócios há mais tempo, têm um voto mais pesado que o meu.

Dizem-me que este sistema privilegia os associados mais antigos, impedindo que o Clube seja tomado de assalto por sócios com apenas 1 ano… A sério? Pronto! Então agora o Sporting está nas mãos de Sócios de 80 anos! O que eles quiserem, o Sporting será!

Sim porque um Sócio com 16 votos, vale tanto como 8 sócios de 2 votos!

Imaginemos que o país era gerido assim! Quem tinha mais idade tinha mais votos para a Assembleia da República ou para eleger o Presidente da República, ou até mesmo para decidir quem mandaria nas Câmaras Municipais…

Era engraçado não era? Não? Porquê? Isso impediria que um conjunto de jovens impreparados e pouco cautelosos, com ideias revolucionárias para o país, pudessem tomar os órgãos de Poder de “assalto”!!

Mas é claro! Isso no país nem pensar! Então eu não tenho os mesmos deveres e direitos que qualquer cidadão, independentemente da idade, sexo, credo ou raça? Pois claro que sim!!!! Querem ver que não pago os mesmos impostos e taxas moderadoras que eles não?

Mas no Sporting não!!!! No Sporting temos de nos proteger contra esses “loucos” pouco aculturados à realidade deste nosso grande Clube e ao seu ADN, capazes de o desvirtuar completamente com as maluquices de andarem para aí a atacar os nossos rivais, nos facebooks ou outras redes sociais, enquanto se tenta impor uma cultura de exigência máxima em TODAS AS MODALIDADES, tenham elas mais ou menos meninos mimados, ou deveria dizer, mais ou menos influenciáveis.

São estes guardiões do politicamente correcto e dos bons costumes, mais interessados no fazer parecer do que no fazer realmente, que mandam no Sporting Clube de Portugal e enquanto este sistema não mudar, estamos todos nas suas mãos.

Premeie-se a longevidade destes associados, não com direitos diferentes em relação aos outros, mas sim com mais serviços, com diferenciação ao nível da bilhética e do acesso às gamebox, seja pelo preço ou pela localização no estádio e pavilhão!

Mas nunca, nunca criando desequilíbrios e desigualdades na força do voto, fazendo com que hoje em dia se viva no Clube um clima de confronto geracional, onde os mais novos estão de mão atadas, perante os mais velhos.

Senhor Rogério Alves já sei que não incluirá este tema na sua revisão estatutária. Aliás estou em querer que a sua revisão servirá para fazer exactamente o oposto… Uma limpeza do voto popular!

Ah e para aqueles que acham que para ser um sócio 1 voto, os novos sócios teriam de estar 5 anos sem poder votar… Isto é ainda mais discriminador!!! Então tenho os mesmos deveres durante 5 anos mas não tenho os direitos? Isso é que era bom!!!

Seja qual for a vossa opinião, igual, parecido ou diferente da minha, este assunto terá de ser debatido nos tempos mais próximos e todos iremos ser chamados a dar a nossa opinião!

Reitero os votos de um 2019 cheio de coisas boas e que o nosso Sporting seja campeão em 55 modalidade!

Saudações Leoninas!

 

 

 

CRÓNICA DO DAR ANTES DE RECEBER

Esta quadra natalícia é muito interessante, não só porque é uma época em que as famílias se reúnem, mas principalmente porque ao contrário do resto do ano, em que principalmente gastámos tempo preocupados com o que recebemos, durante estes dias pensamos e gastamos tempo com o que vamos dar.

Esteve bem, por isso, a Direção do Sporting ao manter a iniciativa do treino aberto aos Sócios no dia a seguir ao Natal no Estádio José Alvalade, mantendo a recolha de brinquedos numa ação de solidariedade que já se está a tornar tradição.

Também esteve bem a comunicação do Sporting ao brindar-nos com o Nani e o Coates em duas entrevistas, dando a possibilidade aos Sócios e adeptos de ficarem a saber a opinião destes jogadores.

Muito interessante o que Nani disse. Acerca da “invasão à Academia” disse que “já ninguém se lembra disso. É para esquecer, é passado”, o que é no mínimo curioso dizer isso quando ainda há poucos dias tivemos a “simulação” feita por crianças idealizada por uns quantos “iluminados” e infelizmente aceite pela Direção, para, pasme-se, transmitir uma mensagem natalícia institucional.

Nani também falou do anti jogo e das simulações de faltas e faltinhas tão useiras no nosso campeonato. De uma forma aberta Nani criticou os colegas futebolistas e fez também uma auto critica, quando comparou com o ambiente que se vive em Inglaterra na Premier League que tão bem conhece. Num país onde o corporativismo é palavra de ordem, Nani mostrou ser mais que uns “pezinhos jeitosos”.

Chamou a atenção o que disse sobre Bruno Fernandes, ao dizer que, houve pressões externas para que Bruno Fernandes rescindisse, quando não era essa a sua vontade. Mas a parte importante, na minha opinião, é quando diz que alguns futebolistas “dão tiros nos pés, pois esquecem-se que, para enriquecer no futebol, é preciso jogar à bola”, parecendo fazer um alerta a comportamentos menos éticos.

Basicamente o que Nani diz é que um futebolista primeiro tem de dar, do seu esforço, do seu talento, para depois poder receber. Nani já percebeu há muito tempo que o dinheiro não é tudo na vida e por isso diz “que não é a primeira vez que deixo dinheiro para trás”, e por duas vezes voltou à casa que o formou e lançou. Nós Sócios e adeptos sabemos disso e por isso retribuímos-lhe com respeito e admiração, por isso é que esta é a crónica do dar antes de receber.

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde agosto de 1981

PS – O treinador do Braga também gosta de dar, para uns dá sorrisos e é mansinho, mas com outros dá uma cara feia e voz grossa, por isso o que recebe dos Sócios do Sporting não é respeito nem admiração

abel.jpg

FELIZ NATAL

B0B900DE-CC90-42F7-A7D4-589FAC54A32E.jpeg

CHEIRA MAL, CHEIRA A TRAIDORES

Caros amigos, depois de uma ausência devido a problemas pessoais, volto ao vosso convívio com um poema para ser cantado 🙂 com a música do conhecido tema “Cheira bem cheira a Lisboa”. Alguém me disse que até poderia ser o novo hino… 🙂

 

CHEIRA A LISBOA

 

CHEIRA MAL, CHEIRA A TRAIDORES
Música: Cheira  a Lisboa

Alvalade já tem presidente mas cheira mal,
quando nascem eleições fraudulentas
e uma torta assembleia geral
faz coro com manipulações nojentas.

se há promessas cheira a corrupção
e tudo tem um cheiro a croquete,
nos corredores cozinha-se a conspiração
e tudo cheira a sujo golpe de gabinete.

um Jesus que faz o jogo do inimigo,
cheira mal, cheira a traidor,
uma Marta que se faz passar por amigo,
cheira mal, cheira a traidor.

um banqueiro que só vomita horrores,
outro banqueiro da Holdimo criminosa,
cheiram mal porque são ditadores,
têm o cheiro de raça tenebrosa.

o Sporting cheira à merda dum tal marta
e o estádio cheira a atletas mafiosos,
cheiram a desonestos que se farta,
cheiram a meninos mimados mentirosos.

tudo tem um cheiro a reles difamação,
a comunicação social cheira a esgoto,
por todo o lado um cheiro a traição,
a precisar de um definitivo maremoto.

um Jesus que faz o jogo do inimigo,
cheira mal, cheira a traidor,
uma Marta que se faz passar por amigo,
ai cheira mal, cheira a traidor.

um banqueiro que só vomita horrores,
outro banqueiro da Holdimo criminosa,
cheiram mal porque são ditadores,
têm o cheiro de raça tenebrosa.

um Jesus que faz o jogo do inimigo,
cheira mal, cheira a traidor,
uma Marta que se faz passar por amigo,
cheira mal, cheira a traidor.

um banqueiro que só vomita horrores,
outro banqueiro da Holdimo criminosa,
cheiram mal porque são ditadores
têm o cheiro de raça tenebrosa.

©ArthurSantos

O PARADOXO DO SPORTING

Estamos numa época festiva e de família. E, de repente, encontramos um Sporting paradoxal. Numa ruidosa luta entre o positivo e o negativo ou entre o bem e o mal. Vejamos:

POSITIVO

A equipa principal de futebol. Os mesmos jogadores em equipa técnica diferente e tudo mudou quase por magia. Bom futebol jogado, só vitórias, muitos golos e uma entrega (atitude e compromisso) dos jogadores. Forte reacção e muita pressão depois da perda da bola até recuperá-la e muitos passes, com transições ofensivas rápidas. Remates à baliza por qualquer jogador. Depois a aposta na “prata da casa” também faz a diferença e dá crédito à Academia de Alcochete.

Marcel Keizer é o homem que representa, de momento, e na perfeição, o lado positivo do actual Sporting.

NEGATIVO

A comunicação do Sporting! O exemplo vem de cima e começa no presidente Frederico Varandas.

Sobre a sua pronuncia em relação à Sporting Tv do passado já respondi na minha página do facebook e todos os anteriores comentadores deveriam tê-lo feito. Pela verdade. Pela justiça. E pela honra.

Depois vem uma campanha natalícia que engloba crianças e o momento mais triste do ano, um dos mais tristes da história do Sporting CP.

Até parece provocação ou algo que é superior ao entendimento do comum adepto!

Vejamos, para comparar, uma antiga campanha do Sporting na mesma época e, com os devidos descontos do tempo que passou e da evolução, nota-se uma clara diferença ou não?

Se esta tem cinco anos, e para compararmos melhor, vejamos uma campanha com três anos:

Parece-me ousado o caminho que este Sporting está a trilhar, ousado e arriscado!

Aquele erro informático ficará na memória futura e Cherbakov não esquecerá, certamente, tão depressa.

Depois, há algo de muito negativo a registar: A assistência em Alvalade de 12.103 espectadores esta semana e com a equipa a ganhar bem, a marcar muito golos e com bom futebol. Dá que pensar, melhor, deveria dar que pensar, e muito, aos responsáveis actuais do Clube.

Claro que no final, se o Sporting for campeão, como espero, e já anunciei, tudo valeu a pena e ninguém se lembrará de tantas negatividades…

Para mim, ressalvo, nem tudo justifica os meios para chegar aos fins pretendidos.

Entretanto vamos coleccionando momentos e histórias paradoxais, entre as AGs e as suas conduções restringidas, as campanhas e as comunicações de lapso ou criativas e os bons jogos de futebol.

Mas o Sporting não pode ser só isto! Exige-se mais, muito mais!

Boas Festas!

CRÓNICA DA CHACOTA

Em mais uma “entrevista” que Frederico Varandas deu a um jornal perdeu mais uma hipótese de praticar o que prega. Falar de #união obriga-o a ter outro tipo de cuidado com o que diz.

varandasprimeirapagina

Falar é fácil, agora percorrer o caminho, esse parece ser-lhe difícil. Este tipo de “bocas” são perfeitamente dispensáveis, e soam a estranho.

Não se percebe o intuito, está há 100 dias no cargo, até ver as coisas estão a correr relativamente bem e mesmo assim não consegue “aguentar-se” numa “entrevista” controlada?

Será que a pressão do cargo está a ser pesada demais, para alguém que nunca se sentou a uma secretária e teve de decidir sobre assuntos muito diferentes de receitar um exame auxiliar de diagnóstico, ou prescrever um tratamento ou medicamento? Se sim, o que acontecerá quando as coisas “apertarem”?

A sensação que Frederico Varandas dá é de “peixe fora de água”, parece estar fora do seu habitat natural. A sua postura corporal não engana, por vezes, dá a sensação de tudo isto ser um frete, um tremendo aborrecimento.

VarandasnaAG

Mas depois para parecer que domina a situação tenta dar uma de erudito em ditados populares. Já se tinha dado mal com o “cabeça, pernas e membros… troncos” e agora voltou a dar-se mal com “a alma é o segredo do negócio”, diria mesmo que “meteu os pés pelas mãos”.

Para quem decretou o fim da chacota – já tinha decretado o fim do circo – as redes sociais encheram-se da mesma.

A “cereja no topo de bolo” ou como poderia ser dito por Frederico Varandas “o bolo no topo da cereja” foi que houve um desvario em termos de comunicação aos Sócios, primeiro com um mail em que os Leões que faziam anos foram “presenteados” com a efeméride do terrível acidente do Cherbakov, e em segundo recebi um mail com a agenda do… fim de semana passado.

Da chacota passou-se para a tragédia, para logo de seguida voltar-se à primeira. E não, não foi, ou é, o Sporting que é motivo, depois de lerem estas linhas fica óbvio quem é o motivo e porque é que esta é a crónica da chacota.

Um abraço de Leão

Nuno Sousa – Sócio 9.575-0 desde agosto de 1981

DOS TEMPOS QUE NÃO SÃO MERAMENTE VERBAIS

Se queres conhecer o passado, examina o presente que é o resultado; se queres conhecer o futuro, examina o presente que é a causa.

Confúcio

Passado

Mais uma Assembleia Geral Extraordinária do Sporting (e não «especial» como referiu o PMAG) e mais algumas notas que quero aqui deixar:

-Para quem tanto proclama que quer unir o Sporting, o que se viu no Sábado passado foi tudo menos união. O Gil já escreveu – e muito bem! – aqui sobre o assunto. Não o escreveria melhor!

-Mais uma vez fiquei até ao fim e a sensação que tive era a que estava a viver a AG23 all over again.

-Fico contente por ver que o Sporting é motivo de mobilização para o sector mais idoso do nosso clube: até idosos de andarilho vi na AGE a votar. Compreende-se agora porque o PMAG estava tão decidido em optar por este modelo completamente desrespeitoso para os sócios suspensos/expulsos que ali faziam a sua defesa. O regresso aos lares deve ser feito ainda com a luz do dia, creio…

-Uma certeza com que fiquei: a grande maioria das pessoas presentes naquela Assembleia, não fazia a mínima ideia do que ia votar. Toda a tarde ouvi comentários como «vou votar não porque não quero mais terrorismos no Sporting» ou porque «vou apoiar o Varandas» traduziram-se nos resultados.

-Não sendo uma AG Eleitoral, não percebo porque não foi lida a acta da AG30N. Deixo novamente a questão no ar: então e os estatutos? Afinal são para cumprir apenas quando dá jeito?

-Desta vez a Comunicação Social não entrou, mas isso não impediu que, mais uma vez, passassem imagens na tv oficiosa do clube. Quais os interesses por detrás de tal acto?

-Também, mais uma vez, relatos de «violência», «tensão» e «agressões» na CS, quando lá dentro, estava tudo calmo. A quem interessa este tipo de informação truncada?

Presente

-Keizer continua na senda de vitorias e assim espero que se mantenha hoje. A remontada deste domingo veio cimentar um pouco mais a opinião positiva que o treinador esta a deixar nos Sportinguistas.

Futuro

-Vamos ver como a actual direcção pretende continuar a “unir o Sporting”. Se o seu presidente continua com as frases feitas “e trocadas” do costume ou se começa finalmente a mostrar trabalho. De facto, depois de ver a entrevista à Sporting TV, não há duvida que o silêncio é o maior aliado deste Presidente.

-Uma nota para a comunicação do clube: o erro absolutamente estúpido que aconteceu esta semana, com o envio de um email supostamente de felicitações de aniversário a um sócio de seis anos – e a justificação para o “engano” – foram uma vergonha. Não ao pode voltar a acontecer.

 

 

CARTA ABERTA A ROGÉRIO ALVES

Olá Dr. Rogério Alves. Hoje escrevo-lhe a si… Desculpe mas a partir de agora deixo cair o Dr. e doravante será simplesmente Rogério. Como a Maria!

Sabe que a primeira vez que ouvi da sua boca que você era o PRESIDENTE do Clube e ninguém mandava em si, fiquei com a sensação que se tinha esquecido que quem mandava no Sporting era a Assembleia Geral ou seja, os Sócios.

É engraçado ler a sua entrevista ao Jornal do Sporting, onde afirma que “O importante é estarmos unidos” mas ser exactamente o Rogério a promover a desunião, a opacidade e a desconfiança entre os Sócios.

Eu já sei que essa sua “simpatia” e frases bonitas são uma espécie de encantamento de sócios incautos! O Rogério é uma espécie de sereia, que com o seu cantar atrai os navegadores (sócios incautos) contra os rochedos, de maneira a afundar os seus barcos ou neste caso, de fazer-lhes a vontade. Nem que para isso tenha de dobrar um pouco a realidade.

O Rogério é uma pessoa perspicaz que já percebeu que a GRANDE maioria dos Sócios do Sporting não percebem nada de estatutos, regulamentos ou leis e portanto, são as “vítimas” perfeitas para os seus cantos de sereia!

Comecemos por demonstrar o seu canto:

Entrevista ao Record:

RA_ALT_EST.PNG

Repare no sublinhado “Um dos pontos em agenda deverá ser a possibilidade de abrir a votação eleitoral aos núcleos, como já prometeu Frederico Varandas.” 

Ó Rogério então o PMAG do Sporting, ainda por cima advogado, não conhece os próprios estatutos? É que os actuais estatutos do Sporting já preveem esta possibilidade! Quer ver?

Art_47_SCP

Se o Rogério quiser fazer o favor de ler o ponto 3 do Art.º 47 pode verificar que a possibilidade já existe nos estatutos e que até no regulamento das Assembleia Geral de 2012 essa possibilidade, já vinha consignada! Não acredita? Ora veja…

Art_42_reg_SCp.PNG

Foi bom piscar os olhos aos núcleos foi? Pois foi… Mas este encantamento foi descoberto rapidamente Rogério. Isto é querer ficar bem na foto e ao mesmo tempo desviar as atenções para o que realmente vai trazer essa alteração estatutária.

Se este já tinha sido um encantamento muito bom, com o próximo fiquei abismado! Confesso que é preciso ser descarado para proferir as palavras seguintes na cara de um Juiz Jubilado!

Então a Assembleia de 15 de Dezembro era uma AG especial Rogério? E ainda por cima inédita!!! no nosso Clube!!!!

Ó Rogério sei que era difícil justificar toda a trampa planeada para a AG de 15. Mas caramba! Sei que muitos Sócios quando o ouvem falar, beijam o chão em que as suas palavras caem. Mas era preciso dizer assim tanta mentira? Sim MENTIRA!!!!

Passo a explicar… A AG de 15 não teve nada de especial! Foi uma AGE – Assembleia Geral comum Extraordinária regulada pelo art. 51º dos nossos estatutos! E como tal deveriam ter-se cumpridos todos os requisitos para a realização dessa AG.

Ela tinha uma convocatória com 8 pontos que deveriam ser discutidos e votados! A AG não era eleitoral Rogério! Não sei o que o Tribunal Administrativo de Lisboa validou, mas seguramente que não foi a Mesa poder decidir à revelia da AG e impor um modelo completamente injusto para os recursantes!

Sim Rogério você não tem poder para fazer o que fez! E somente o fez porque sabe que ninguém irá recorrer aos tribunais para impugnar a AG… Ou será que vai? Ai Rogério para quem quer unir os Sportinguistas…

Voltando à AG, ela deveria ter iniciado com a leitura da Acta da AG anterior Rogério, como aliás manda o art.11º dos Regulamentos! Seria por estarmos numa especial? Será isto uma violação grosseira e reiterada dos Estatutos e Regulamentos por sua parte Rogério? Olhe que por bem menos já se suspendeu muita gente…

Portanto meu caro Rogério tal como lhe disse na própria AG, deu-nos a todos uma lição de direito civil… Mas alguns de nós não gostaram da lição nem do Professor.

Despeço-me de si até à próxima AG onde seguramente continuará a sua saga de sereia encantando os incautos Sócios do Sporting Clube de Portugal.

Saudações Leoninas

P.S. Rogério, já agora só para relembrar, deixo aqui o art.13º do Regulamento do Sporting…

Art 13 Reg_SCP

Page 1 of 3

Powered by WordPress & Theme by Anders Norén