Anteontem, ao final do dia, sou surpreendida com uma mensagem perturbadora: «Exclusivo CMTV: Sporting tem pedido de insolvência em tribunal e pode abrir falência». Como é que é?

Imediatamente, começo a pesquisar por essa Internet fora e deparo-me com esta notícia: «Empresa pede a insolvência do Sporting por dívida de 500 mil euros. Saiba tudo no ‘Pé em Riste’, da CMTV». O drama, o horror! 500 mil euros?! (Pode ler aqui) A sério? Mas afinal o que se está a passar?

Pesquiso e, afinal, mais uma vez, a montanha pariu um rato! Existe de facto uma empresa a pedir a insolvência do SCP. Acontece que esta notícia é recalcada de outra que já leva sete meses (Aqui). Isso, leram bem: SETE MESES! E como se não bastasse, a empresa em questão alega que esta dívida refere-se ao período em que Paulo Pereira Cristóvão era vice-presidente do Sporting.

Voltando à notícia de há sete meses, é escrito que a empresa Camacho & Nunes pediu a insolvência da Sporting SAD devido a uma dívida de 511 mil euros (valor exorbitante e que leva à falência qualquer SAD em dois tempos, não acham?) e e cuja acção, deu entrada em tribunal no dia 19 de Fevereiro. Segundo a notícia, a dívida remonta ao período entre Março de 2011 e Junho de 2012.

Não sei se se recordam mas, nesta altura na direcção estava quem? Esse mesmo, o tal Godinho Lopes que agora anda para aí a chorar que quer voltar a ser sócio do SCP. Por este andar, não deve faltar muito, já que a memória geralmente é muito curta! Adiante…

Portanto, a notícia é de facto verdadeira. Mas pergunto, qual a sua relevância passados sete meses?… E atenção: o Sporting contestou garantido a estabilidade financeira da SAD. Oh meus amigos, vocês decidam-se: o anterior CD deixou o Sporting de rastos ou então estamos estáveis? Ora estamos em falência técnica, ora estamos muito bem de saúde! Isto da CS e da actual direcção dançarem conforme a música que toca, é no mínimo, revelador de intenções.

E não esquecer que ainda há o «fantasma» da auditoria forense que, já foi dito que só está pronta no ano que vem, mas da qual Pedro Guerra – esse arauto das informações relativas ao Sporting – já veio dizer que termina este ano e que vai revelar algo muito grave. Ainda bem que os assuntos do Sporting andam tão bem entregues nas mãos de quem tanto sabe e divulga… Passando à frente…

Obrigo-me a ver a emissão da CMTV (sim eu sei, sou masoquista, mas teve de ser para escrever esta crónica), e o que temos então? Blá, blá, blá. Foi interposta em Março, depois rejeitada, agora aceite pelo tribunal. O SCP, apresenta os seus cinco maiores credores (com valores muitíssimo mais elevados de dívida) alegando que nenhum deles pediu a falência da SAD (por a mesma estar de boa saúde).

E diz o jornalista autor da reportagem: «cabe agora ao juiz decidir se vai avançar ou não com a insolvência e se outros credores avançam com outro pedido». Ah bom! É o juiz que vai decidir, ufa! Pensava que era a CMTV! Mas deixa lá lançar a escada aos outros credores, sempre podem fazer o mesmo e temos notícias para mais seis meses. O que interessa é tirar o foco do que realmente tem importância, não é verdade? E quem tira, desta vez o foco, já se questionaram?…

O jornalista remata que Varandas tem mais um problema para resolver, herdado da anterior direcção. «Esqueceu-se» foi de referir que o problema é herdado sim, mas de Godinho Lopes (ainda!).

Jaime Mourão Ferreira, outro arauto da comunicação e informação do Sporting, revela que a notícia não o preocupa especialmente pois 90% das empresas portuguesas estão em falência técnica. Afinal, é grave ou não é?! E, André Ventura – esse bem informado benfiquista/advogado/candidato/fundador de partidos políticos – apressa-se a dizer que isto da falência é apenas uma hipótese académica. Portanto: primeiro lança-se o pânico, e depois explica-se que não é bem assim. Mais do mesmo.

E vão buscar as declarações do Ricciardi. Junta-se o Ricciardi – que segundo o pivot «tem sempre boas informações» – e esta notícia, soma-se 2+2 et voilá! À viva força, é sinal que algo não está bem e a SAD tem de estar falida! Ricardo Tavares, lança lenha para a fogueira dizendo que Ricciardi deve saber o que diz, se o diz, é preocupante e relevante. Não consegui ver mais nada.

Resumindo: o que interessa é lançar carvão a toda a força. Já percebemos o que é que vende e dá audiência, não é verdade? É preciso alimentar «o bicho» para o mesmo crescer. Pelo que temos assistido nos últimos tempos, cheira-me que algo grave deve estar mesmo para sair, mas sobre o outro lado da 2ª circular. Não tem sido sempre assim?