Vamos lá a ver se a gente se entende.
Estou à beira dos 70 anos de idade.
Fui atleta do Sporting Clube de Portugal.
Sou sócio há 52 anos com quotas em dia, deixei de pagar quotas.
Tinha a GameBox desde o se início, não a renovei.
Ia ver os jogos TODOS em Alvalade, deixei de ir.

Não sou nem nunca me pautei pelo “Politicamente correcto”.
O que sinto, digo e o meu sentir actualmente é este:

O Sporting Clube de Portugal foi assaltado por desonestos, ladrões, criminosos e corruptos que transformaram o clube noutra coisa. O clube já não é propriedade do Sporting. Os actuais dirigentes roubam e praticam actos ilegais. O clube está inundado de gente inimiga do Sporting, tem um treinador que não é treinador, tem um presidente que não é presidente é um fantoche, tem uma TV e um jornal ao serviço dos inimigos do clube e vergonha das vergonhas este clube é amigo dum clube que em toda a história do futebol em Portugal nos enxovalhou, inclusive com crimes de sangue.

Posto isto, este não é já o Sporting é outro clube. Em consequência este clube deixou de ser o meu clube. Não sou de um clube que não é o meu Sporting porque eu sou do Sporting e de mais nenhum outro clube.

Se quero que este clube actual, a que ilegalmente continuam a chamar de Sporting, perca todos os jogos que disputa?
QUERO SIM!

Se quero que este clube actual, a que ilegalmente continuam a chamar de Sporting, tenha o estádio vazio?
QUERO SIM!

Não, não consigo ser politicamente correcto, dizer que tudo está bem, que é tempo de união e aplaudir atletas traidores.

Esta clube não é o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.
É um clone e um clone muito mal parido.

Quando o Sporting ressurgir das cinzas e voltar a ser o meu clube de sempre, contem comigo novamente, contem com o meu apoio incondicional.

NESTAS CURCUNSTÂNCIAS NÃO!
COM ESTA GENTE NÃO!
NUNCA!

Arthur Santos