A União é a última moda no Sporting Clube de Portugal.

Parece que os que votaram nesta Direcção descobriram que, para haver resultados, tem de haver União entre Sportinguistas! Tem de haver paz entre os homens, que temos de viver todos como irmãos!

Ora parece-me muito estranho que se apele, agora, tão efusivamente à União, quando passámos os últimos 5 anos a assistir, por parte de alguns associados, a um bota-abaixismo sem precedentes na história do nosso Clube!

Ainda me lembro da distribuição de flyers à porta de Alvalade e dos Outdoors na 2ª Circular contra a Direcção anterior! Aquilo devia ser uma forma muito esquisita de união e paz!

Hoje, os que estão com a actual Direcção, rasgam as vestes de virgens vestais, enquanto pedem pungentemente que todos se unam em torno desta, porque o Sporting precisa disso, porque só lá vamos se nos unirmos. Só lá vamos se houver paz e apoiarmos todos a Direcção, que precisa de todos para levar o barco a bom porto!

Mas então o que mudou? Porque é que nos últimos 5 anos estivemos sempre em guerra, apesar dos apelos constantes à Paz e à União e agora, de repente, já não podemos passar sem a União?

Muito bem…

Concordo que é necessária esta tão falada União! Mas os que nos pedem União, o que foi que fizeram para que esta fosse mais fácil de alcançar? NADA!!!! NADA de NADA!!

Andam constantemente atrás de quem é crítico desta Direcção a “ordenar” que nos calemos! Que silenciemos as nossas críticas para que haja União! Que aceitemos cegamente uma Direcção em que não confiamos e que até agora ainda não deu um único passo para ser agregadora!

Ou então que devíamos ser expulsos do Sporting porque apoiamos A ou B! Ou melhor ainda! Somos avençados! Só dizemos o que dizemos porque nos pagam para dizer! Se não nos pagassem, seguramente estaríamos alegremente a seu lado, ameaçando outros como nós!

E é com este tipo de argumento que, no final de um chorrilho de “asneiras” e posições pouco democráticas, nos “ordenam” que apoiemos a Direcção!

Estou em crer que estas pessoas confundem União com Unanimismo!

Nenhuma Direcção alguma vez será unânime! Ninguém o é! Eu sei que para a maioria desta malta a democracia resume-se ao “Ou está comigo, ou levas!” mas isso não funciona no médio prazo, porque seguramente faltarão braços e mãos para bater em tantos descontentes!

Em vez de andarem pelas caixas de mensagens a ameaçar e a lançar impropérios, deveriam sim apelar para que haja uma Oposição consciente e protectora dos superiores interesses do Sporting Clube de Portugal, mas que exista Oposição! Porque é neste exercício que se cimentam as verdadeiras democracias!

Mas para muitas destas pessoas, ser Oposição é falar mal, atacar qualquer medida que não seja sua, propagar o veneno que os rivais lançam contra nós e fazer ameaças! Em suma, deitam fora o Bebé com a água do banho e, como foi isso que fizeram nos últimos 5 anos, temem que agora lhe suceda o mesmo!

Estes “democratas” de pacotilha, querem “ensinar” aos outros como exercerem os seus direitos e se estes não concordam, logo são ameaçados e “amordaçados”, rotulados de Párias do Clube!

A todos estes “aficionados” da Democracia Musculada gostaria de lembrar que os líderes conquistam os seus liderados pelo carisma, pelos seus ideais e pela força das suas ideias e que a União acontece quando as pessoas convergem para os mesmos objectivos, encontrando pontos em comum e partilhando o mesmo sistema de valores.

E neste momento, do meu ponto de vista pessoal, temos um “Presidente” que não é Líder de nada.

Temos um líder que ainda não teve a capacidade, ou a habilidade, de tentar conquistar quem não votou nele!

Que ainda não “estendeu a mão” a quem, desde a primeira hora, desconfia do seu envolvimento nos acontecimentos dos últimos meses.

Que ainda não foi capaz de dar passos concretos para a pacificação do Clube e não uma coisa qualquer, que à força querem chamar de união, mas que nada mais é que uma deriva absolutista e totalitária.

A isto chama-se Unanimismo e não a União.

Saudações Leoninas

P.S. Perdemos em Braga… Também naquela equipa não reina a união!