Eis o momento actual do Sporting Clube de Portugal demonstrado por este exemplo de hoje [05-09-2018]:

O membro da Comissão de Fiscalização (CF) – não eleita -, António Paulo Santos, fez hoje declarações sobre o Clube, amplamente difundidas pela Comunicação Social.

A notícia iniciou-se assim:

A Comissão de Fiscalização do Sporting promoveu um encontro com jornalistas para dar conta de vários assuntos do dia-a-dia do Clube de Alvalade.

Destaca-se a situação financeira: «Não é um bicho papão, mas exige um exercício de gestão rigoroso, aliado ao sucesso desportivo. Será um desafio para a nova Direcção.»

Com especial destaque para: «o Grupo Sporting tem défice de tesouraria de 120 milhões». Veja aqui: Declarações de António Paulo Santos

De tarde surge um Comunicado da Comissão de Fiscalização a demarca-se da posição que o seu membro tomou esta manhã. Veja aqui: Comunicado da Comissão de Fiscalização

Henrique Monteiro, João Duque, António Paulo Santos, Luís Pinto de Sousa e Rita Garcia Pereira. Foram os nomes escolhidos pela Mesa da Assembleia Geral do Sporting para a Comissão de Fiscalização do Clube.

Depois a própria SAD também fez um Comunicado contra aquele membro da Comissão de Fiscalização, que pode consultar aqui: Comunicado da SAD do Sporting Clube de Portugal

Estamos perante uma realidade do actual mundo do Sporting Clube de Portugal traduzido por este exemplo demonstrativo.

Um Sporting gerido por Comissões – Gestão e Fiscalização – e por uma SAD, com pessoas não eleitas, e que foram lá colocadas por um Presidente da MAG – Jaime Marta Soares – demissionário.

24404292-750x501-lt

PMAG do Sporting Clube de Portugal

É curioso que, numa altura em que o nosso rival, o Benfica, passa por dificuldades de ordem judicial, os Órgãos Sociais – não eleitos – do nosso Clube venham desviar o foco dessas dificuldades!

Será que por não o fazerem no facebook não são passíveis de critica?

Eis o nosso actual SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.