Hoje assisti, em directo, ao fantástico exemplo, vestido de rádula, de como desinformar!

Aconteceu na cmtv, por causa do Sporting, e de Bruno de Carvalho, e teve como protagonista principal a jornalista Tânia Laranjo.

Fê-lo, algumas vezes, em nome da Comissão de Gestão.

Algo inadmissível.

Sem limites para desinformar, chegou a dizer que os jogadores do Sporting ligaram para a mesma GG a fim de saberem o que se estava a passar. De inadmissível tem tanto como também tem de ridículo.

Mas tudo vale na arte e profissão de desinformar! Salvaguardando os que prezam a profissão do jornalismo e tão bem a desempenham.

Cmtv que se gaba de liderar as audiências, tem pessoas que atropelam as regras da ética não respeitando os telespectadores.

Uma novela diária que há muito tempo ultrapassou os limites da coerência, bom senso e profissionalismo, com o intuito de conquistar audiência – com sucesso – mas, menosprezando a inteligência das pessoas.

As pessoas que não pensam, por impossibilidade ou porque não quererem, também não mereciam este tratamento desigual – comparando-se com os outros clubes – como todas as outras pessoas não mereciam testemunhar este imbróglio comunicacional.

Contra Bruno de Carvalho vale tudo!

Bem sei que, infelizmente, há outros canais que seguem o exemplo da cmtv, mas, só demonstra a falta de qualidade de um dos lados e, seja do lado profissional ou do outro (telespectadores), é algo que requer uma profunda análise e a intervenção de quem de direito.

País real este que gosta de ser assim tratado!